Últimas

Sábado, 23 de Junho de 2007, 08h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

LEGISLATIVO

Fabris retorna à AL, mas vai se licenciar de novo

   O pecuarista Gilmar Fabris (DEM) reassume a cadeira de deputado no próximo dia 02 e só permanecerá no cargo por uma semana. Em seguida, vai se licenciar de novo por, no mínimo, 121 dias, para continuar tratamento médico. Obeso, Fabris está em São Paulo sob cuidados médicos determinado a emagrecer. A decisão de continuar afastado da Assembléia contempla o suplente Roberto França (sem partido). Já existe também um entendimento entre os cinco deputados da bancada do DEM (ex-PFL) para que, por meio de rodízio, o ex-prefeito de Cuiabá continue legislando.

     Com seu estilo explosivo, Fabris tem causado tensão na Assembléia. Não tem papas na língua e já se envolveu em grandes polêmicas. Teve o mandato ameaçado diante interpretação jurídica sobre contabilidade dos votos da eleição do ano passado, em que Carlos Brito se dizia eleito para a vaga.

     Os discursos de Fabris em tom agressivo deixam acuado até mesmo alguns colegas parlamentares. Ele se elegeu no ano passado com 20.057 votos. Logo no primeiro discurso nesta legislatura, ele agrediu verbalmente João Halbert, presidente do Instituto de Pesquisas do Centro-Oeste (Ipec), a quem acusou de manipular dados para prejudicá-lo. Chegou a classificar Halbert de malandro e de picareta. Outra vítima de Fabris foi o presidente da MT Fomento, Éder de Moraes. Da tribuna, o deputado o chamou de arrogante.

     Ex-vereador por Rondonópolis (89/92), Gilmar Fabris já presidiu a Assembléia (95/96). À época lançou a pedra fundamental para construção da sede própria do legislativo. O projeto só foi consolidado na prática uma década depois. A obra ficou embargada por vários anos, sob suspeita de irregularidades.

     Nas eleições de 2002, Fabris investiu pesado na campanha, mas os 14.658 votos conquistados lhe garantiram apenas a 1ª suplência. Sob colaboração dos titulares Campos Neto, Joaquim Sucena e Zeca D'Ávila, aliado à articulação de seu padrinho político Jaime Campos, Gilmar Fabris assumiu cadeira. Enfrentou embates. Em 2004, numa discussão sobre greve dos profissionais da educação com a então deputada Vera Araújo, Fabris amedrontou a petista. Lembrou que quando presidia a AL presenciou discussões acirradas e até agressão física na galeria: "Isso aqui é igual luta de boxe. E não adianta! Cada um tenta acertar ... é no rim, é no estômago e ... assim vai até à lona!."

     A Assembléia apresenta hoje no seu quadro de 24 deputados alguns com novo perfil. Fabris talvez seja um dos poucos que não tenham percebido o tempo passar.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • aristóteles potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bomba, Bomba, Bomba, numa demonstração de desprendimento com a função de parlamentar e de amor ao próximo, um deputado cede a sua vaga na assembléia "sem nenhum interesse". Acredite se quiser!!!

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O tempo está passando...Houve um tempo em que o senhor Fabris puxava a estrovenga prá fora da braguilha e "mostrava quem era que mandava em Mato Grosso". Tristes tempos por estes campos.

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.