Últimas

Quinta-Feira, 21 de Junho de 2007, 10h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Falta articulação política de Maggi, diz Fagundes

Parlamentar aponta como obstáculos a Pagot o caso Renan, PSDB e ausência do presidente do PR em Brasília

    O deputado Wellington Fagundes (PR) disse nesta quinta (21) que está faltando articulação política do governador Blairo Maggi para contornar a crise em torno da indicação de Luiz Pagot à direção-geral do Dnit. Ele observou que já fez essa observação para o próprio Maggi, que viajou nesta quinta para a Brasília. O alerta partiu também de Homero Pereira, outro parlamentar republicano.

    Fagundes destaca que o jantar promovido nesta quarta em seu apartamento, em Brasília, não discutiu a situação de Pagot, mas sim a proposta de se criar uma Frente Parlamentar da Cultura. A idéia partiu do secretário de Cultura de Mato Grosso, João Carlos Vicente Ferreira, presidente do fórum nacional dos secretários da pasta. Pagot também esteve presente no jantar.

     Na avaliação de Wellington Fagundes, a bancada do PSDB tem sido obstáculo para se criar um clima favorável à aprovação do nome de Pagot na sabatina no Senado. Observa também que o processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros, investigado pelo Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar, tem contribuído para postergação da data da sabatina. "No Senado só se fala em Renan".

   O deputado republicano observa ainda que a ausência de Maggi em Brasília dificultou as articulações pró-Pagot. Fagundes lembra que o governador assumiu a presidência nacional de honra do PR e, a partir daí, ficou incumbido da relação política da legenda com o governo do presidente Lula. Ocorre que, logo em seguida, Maggi viajou para os Estados Unidos. Somente nesta quinta, 40 dias depois, é que o governador voltou a Brasília.

    "Ficou um isolamento nas articulações e agora o governador vai se rearticular. Lula indicou Pagot, que passou pelo Abin, mas houve afastamento na parte política", destacou Fagundes. Ele enfatiza que o cargo de diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, que tem orçamento de R$ 12 bilhões, "é altamente cobiçado". "Minas Gerais sempre comandou (o Dnit) e agora Goiás. Esses dois Estados estão próximos geograficamente. Tudo isso tem influência".

    Fagundes disse que Pagot fez sua parte. Conversou com o governador de Minas, Aécio Neves, e se articulou com os senadores. Defende agora que Maggi atue como corretor de imóvel, que exerce o papel de unir as partes para fechar o negócio. "O trabalho de articulação é muito importante. Está faltando isso. Tenho cobrado mais a presença do governador em Brasília", destacou Wellington Fagundes, que aposta na nomeação de Luiz Pagot para o cargo federal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.