Últimas

Sexta-Feira, 04 de Abril de 2008, 17h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

MEIO AMBIENTE

Fazenda de Maggi está na lista das embargadas

    Quando o governador Blairo Maggi tenta se livrar das polêmicas sobre o meio ambiente, novos dados e listas o lançam novamente no olho do furacão. Uma propriedade do Grupo Amaggi, que congrega um conglomerado de empresas do hoje governador, consta na lista de áreas embargadas pelo Ibama por "abrigarem atividades ilegais contra o meio ambiente". A lista foi divulgada em 1º de abril e, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), tem como objetivo apontar onde estão as irregularidades ambientais e quem as comete.

    A área da Amaggi em questão fica em Feliz Natal (a 640 km de Cuiabá). Segundo o Ibama, a empresa foi multada em R$ 40 mil por ter posto em funcionamento indústria de processamento de resíduos de madeira sem a devida licença de operação, fornecida pela secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema). O embargo foi lavrado pela fiscalização do Ibama em 19 de fevereiro deste ano.

   Segundo a gerência executiva do órgão em Sinop, onde tramita o processo, a medida foi necessária, entre outros motivos, porque a falta de licenciamento não permite verificar a origem da matéria-prima processada na indústria. Por e-mail, ao site Folha On line, a Amaggi afirmou que "não existe motivo" para a inclusão da empresa na lista, pois a indústria não estava "operando e retirando ou transportando" nada no local.

    Resposta

    Conforme a Folha, a assessoria jurídica da Amaggi diz que pretende adotar medidas administrativas ou judiciais para excluir a empresa da lista do Ibama. Para o diretor jurídico, José Antonio Tadeu Guilhen, não há motivo para citação. "A Amaggi não poderia figurar na lista, (...) até porque não se trata de atividade ilegal e, como defendido no processo administrativo, a indústria não estava operando e retirando ou transportando do local qualquer quantidade de material", afirmou.

    Segundo Guilhen, a indústria embargada é de pequeno porte e se destina ao "aproveitamento de resíduos originados da indústria madeireira". O processo de licenciamento ambiental, prosseguiu o diretor, já tramitava na Sema desde 2007. Em 11 de março, a Sema fez vistoria e não achou irregularidades. (Simone Alves com Folha On Line)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • augusto ribeiro chaves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    Isso não é nenhuma novidade.Pois ele não só faz parte como também é um grande financiador da destruição da nossa flora e fauna. Um verdadeiro caldo maggi, é o que nos restará depois de tantas destruições.

  • Zé Timbó | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    U anormá siria que nenhuma das fazenda dele num tivesse, aí sim tiriamos qui discunfiá, afinar, ele não é u famosu moto-serra de oro? Qui exempro em Sêo Guvernadô?

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson, BOM DIA

    Já prestei serviçõs à A.Maggi e posso testemunhar a lisura e a procura por conservar os selos de obediencia aos preceitos hambientáis em todos os segmentos da empresa.
    Acredito realmente, neste episódio, que os Maggi estão sendo vitimas de uma ação tipo operação tartaruga pelos orgão Federais e principlamente pela Ministra Marina Silva.
    Acredito tambem, que o motivo é de solução politica e que todos os de Mato Grosso deviriam estar unidos em busca ao repudio desta pressão, nunca antes vista, do Governo Federal.
    Nesta hora conta a bagagem politica e a cobrança de acordos, se não houver estes conhecimentos e nem os créditos dos acordos, então teremos realmente que partir para um posicionamento de todos os setores do estado e em todos os aneis partidarios.
    A efêmera vitória do secretário da fazenda, ontem no Rio, não fará frente a derrota arasadora do agronegócio.
    União e serenidade deve ser a tonica.

    Jacyara

  • alice ribeiro santana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OH Jaciara, está pregando união de todos pelo desmatamento??? sai fora, aqui em mato grosso não existe só criminosos ambientais, devastadores de florestas, não senhor!!!se você quiser se unir aos gangsters e contraventores do meio ambiente o problema é seu, e não envolva toda a sociedade matogrossense nessa sujeira. Queremos punição, prisão aos criminosos ambientais, aos que desmatam acima do permitido e sem a licença ambiental. Não podemos ser tolerantes com aqueles que só pensam no bem estar pessoal ou do agronegócio. Parabéns ao ibama e a policia federal!!!

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...

Estado paga os servidores nesta 6ª

mauro mendes 400 curtinha   Servidores do Estado recebem salário de fevereiro hoje, dentro do mês trabalho. É a sexta vez seguida que o governador Mauro Mendes consegue pagar a folha dos ativos, inativos e pensionistas antes da virada do mês, depois de promover reformas, redução da máquina e...

Sistema de saúde sob colapso em ROO

Em Rondonópolis, cidade-polo da região Sul, que abrange 17 municípios, não há mais leitos de UTI para socorrer pacientes em quadro grave de Covid-19. Todos os 30 do hospital Santa Casa estão ocupados, inclusive um leito de UTI reservado para atender outros casos, acabou destinado para paciente com o novo coronavírus. Há 10 leitos de UTI no Hospital Regional e todos também estão lotados. Várias pessoas em...

Deputado, Mesa da AL e incoerência

claudinei 400   Claudinei Lopes (foto), delegado de polícia que, na onda Bolsonaro, se elegeu deputado pelo PSL, em 2018, se mostra cada vez mais incoerente. É daqueles que gostam de levantar polêmicas e críticas, mas sem consistência. Ele se manifestou, por exemplo, contra a reeleição à Mesa...

Dilmar ensaia disputa para federal

dilmar dal bosco 400   Todos os deputados estaduais querem buscar a reeleição, com exceção de Dilmar Dal Bosco (foto), que está no terceiro mandato. Integrante da nova Mesa Diretora da Assembleia, como primeiro-vice-presidente, e líder do Governo Mauro, Dilmar não esconde o desejo de disputar cadeira...