Últimas

Terça-Feira, 29 de Abril de 2008, 23h:42 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

REIVINDICAÇÃO

Fórum Sindical protesta contra o governo Maggi

Em 2 manifestos, servidores dizem que a imprensa está amordaçando a categoria e classificam governador de "Maggicutivo"

  O Fórum Sindical que congrega 16 sindicatos dos mais de 80 mil servidores do Estado resolveu engrossar o discurso contra o governo Blairo Maggi, principalmente em relação ao tratamento "arbitrário" dado pelo secretário de Administração, Geraldo de Vitto. Nesta terça, cerca de 500 servidores saíram em passeata "puxados" por um caminhão de som. Foram parar em frente à Assembléia. Por alguns minutos soltaram fogos e fizeram discurso, cobrando reposição salarial do governo do Estado.

   Conseguiram adesão de dois deputados: Walter Rabello (PP) e Sérgio Ricardo (PR), que preside o legislativo mato-grossense. Os dois subiram no caminhão e se juntaram à passeata rumo à pasta da Administração, houve houve novos discursos. Nesta quarta, Sérgio recebe representantes do Fórum em seu gabinete. O deputado convocou para o debate outros líderes partidários. Uma comissão de parlamentares vai se juntar ao movimento, que busca reposição salarial.

   O Fórum pretende se transformar numa pedra no sapato de Maggi até que este venha atender as reivindicações. Num manifesto classificado de "Alerta dos Servidores", eles sustentam que "os 24,15% apresentados na proposta nada mais é do que 5,15% da inflação no período dos últimos 12 meses e que trouxaram apenas 1% de ganho real". Destaca também que "a diferença resulta na inflação projetada e imaginada por esse governo para 2009 e 2010, inaceitável e já rejeitada pelo Fórum Sindical".

  Os movimentos sindicais atacam o secretário Vitto, para quem ignora os 40 dias de trabalho e os estudos feitos que comprovam as perdas mínimas do período de 17,91%. "Não abrimos mão, afinal, é dívida desse governo".

   Em outro documento intitulado "Atenção, servidor - O poder Maggicutivo continua!", o Fórum Sindical afirma que "1% de reajuste real é uma vergonha". Disse que o governo está fazendo um encaminhamento de forma arbitrária, por meio do secretário Vitto. Elenca 5 tópicos. O primeiro diz que a atual gestão "não reconhece as perdas do governo Blairo, que somam 17,91%". Depois, enfatiza que a administração quer "tratar 2009 e 2010, desconsiderando 2008" e que "foi este governo quem criou a data-base do mês de maio para todas as categorias do funcionalismo público de Mato Grosso". Outro questionamento diz o seguinte: "O ganho real é imaginário, tendo em vista as perdas salariais deste governo" e, por fim, que "além disto, estamos amordaçados junto à imprensa estadual, que não divulga as ações em defesa dos interesses dos servidores, por parte do Fórum".

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Ana Aline | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O secretário de Vitto, tem cometido BARBARIDADES! Algeum precisa falar pro governador. Ele prometeu chamar os classificados no último concurso para compor os núcleos sistememicos mas nada fez. As secretaris e orgãos estão gastando os mesmos recursos para custear os serviços dos núcleos que está amarrando toda a administração por causa da morosidade. Nada funciona nesse nicho de controle do poder! Governador, acabe com os problemas da sua administração tire de Vitto! Ele vai acabar de vez com seu mandato

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • omar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governador está cada ves mais forte em suas atitutedes, aprendeu com os CAMPOS a tratar o funcionalismo como porco fortalece cada ves mais esse tratamento pois Jaime está em 1º nas pesquisas.
    O POVO GOOOSTA!

  • Gilvan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Oh, minha cara Ana Aline, quanto inocência da sua parte. Você acha que o Governador não sabe das atitudes dos seus Secretários? Eles, todos eles, sem excessão, são paus-mandados.

    O que se deve fazer são todos os funcionários das áreas de Planejamento e Finanças produzir provas contundentes e apresentar a sociedade, que a maioria desses jornalistas chapa branca, recebem dinheiro público sistematicamente, portanto,não apontam nada que possa prejudicar o Governo. Pois, muitos deles estão de uma forma ou de outra recebendo nas Secretarias Estaduais ou Órgãos públicos em geral.

  • CIDADÃO DESESPERANÇADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o gilvan se vc quiser saber qualquer sujeira deste governo ou vc acessa Prosa&politica ou o estadão.e raramente sai alguma coisa no Rdnews.

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto). Ele, por sua vez, e para não...

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...