Últimas

Quarta-Feira, 26 de Novembro de 2008, 11h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CRÍTICAS

França critica orçamento minguado para 2 pastas

  O polêmico Roberto França (sem partido), deputado e apresentador de TV, se disse indignado com o orçamento previsto para as pastas de Cultura e Desenvolvimento do Turismo, disposto na Lei Orçamentária Anual de 2009. "Acho injusto e vergonhoso", disse França. A secretaria de Cultura manteve para o próximo ano exatamente a mesma previsão do exercício de 2008, ou seja, R$ 14,1 milhões. Já a pasta do Turismo teve um pequeno acréscimo, de R$ 8,3 milhões para R$ 9,5 milhões.

   O deputado disse que Mato Grosso é um Estado forte culturalmente e que o orçamento dessa secretaria para 2009 é "fraco e irrisório". Prefeito de Cuiabá por oito anos, França atribuiu os baixos valores destinados a essas duas pastas ao fato de não existir nenhuma lei que obrigue um percentual mínimo de aplicação de verbas públicas para Cultura e Turismo, ao contrário do que ocorre com as secretarias de Saúde e de Educação, por exemplo. Sobre o turismo, o deputado ressaltou que esse é um ponto forte de Mato Grosso. "Nosso Estado é belíssimo, cheio de riquezas naturais", declara. Além disso, conforme explica França, o setor movimenta a economia e fomenta empregos nas cidades e "deveria ser tratado com mais responsabilidade".

   Ainda na linha crítica, o ex-prefeito da Capital disse também lamentar o fato da Infra-Estrutura, sob Vilceu Marchetti, registrar para o próximo ano um orçamento menor. "Tinha que ter mais recursos para o Vilceu trabalhar. Esse decréscimo é uma triste realidade", destaca o parlamentar, numa referência à redução de 10% da dotação orçamentária da Sinfra. (Andressa Boa Sorte)

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • zé cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse deputado roberto frança que esta na na assembleia de favor, deveria ter feito tudo que ele fala quando ele foi prefeito

  • Wilson Diniz Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OOOORRRAAAA! Roberto França para fazer?!?!?!??!!! tem que 1º fazer o dever de casa.

    Vc. quando Prefeito, na LOA deixou a desejar, apenas de estar no orçamento.

    Atrassssssou salarios, nãooooo investiu na saúde, não pagou os fornecedores,na Educação foi uma vergonha.ETC.....

    Desreipeitou a Lei de Responsabilidade Fiscal, e agora vem dar uma de paladino, ponha mão na conciência. Suas Contas foi aprovada no TCE com maaaaaiiiisss resalva do que mortos na Viatinã.

    Menos, Menos, Menos....... RF!

  • ivan de mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o deputado que grita dentro da assembleia e depois vai pedir perdão para o Governador. Não tem voto nem para ser deputado titular e quer dar uma de bom, vai trabalhar pois caso contrário em suplete será mais, assim eu torço.

  • ERIC DUARTE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    engraçado quando ele foi prefeito de cuiaba nunca ligou para essas coisas,agora quer dar de um bom samaritano,deixou a prefeitura individada,salários atrazados,empreiteiras sem receber direito,é como dizem pimenta no da gente arde e nos dos outros é refresco.

  • Agnello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para promover essa cultura elitista, privilegiando alguns grupos, aliás, sempre os mesmos; e a chamada cultura cuaibana, como se o Estado fosse só Cuiabá, eu acho até que é muito dinheiro.

    Quanto ao turismo. Que turismo?

    Moro em Jaciara, cidade com enorme potencial turístico e onde a secretaria de Turismo do Estado é totalmente ausente, exceção de uns minguados 50 mil reais que serão repassados para a prefeitura para obras de acesso em alguns pontos turísticos da cidade.

    Se esse estado realmente investisse em turismo, trata-se o turismo como uma fonte de emprego e renda, como uma atividade capaz gerar recursos para o estado, nós não sofreríamos tanto com as oscilações do mercado agropecuário.

    Para o trabalho desenvolvido pela secretaria de Turismo do Estado, também acho que é muito dinheiro.

  • ELIZEU | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COM UM ORÇAMENTO MINGUADO DESTE O GOVERNADOR,
    ESTA DIZENDO QUE NÃO CONFIA NO SEU SECRETARIO
    DE TURISMO,PARA POR DINHEIRO A SUA DISPOSIÇÃO
    OU ESTA HISTORIA DE COPA DO PANTANAL E MAIS UMA
    ILUSÃO PARA NOS MATOGROSSENSES ACREDITAR-MOS,POIS
    COM ESTE DINHEIRO NÃO SE PAGA NEM AS PASSAGENS
    NECESSARIAS PARA DESLOCAMENTOS PELO BRASIL E
    EXTERIOR EM BUSCA DE APOIOS.
    PARA FAZER LOBY MESMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Thomé | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o Agnelo, alem disso se perguntassemos ao povo o que é prioridade para eles ,certamente que veria não estar doente, e os filhos na escola mas o nobre deputado, é igual a outros, para aparecer fala qualquer m...., sem sentido, ou não o tão importante.

  • Kelson Panosso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente os valores destinados a cultura e turismo ficam aquem da demanda e do potencial que o governo do estado pode e deve aplicar.E é uma pena que algumas pessoas`ainda nao tenham a visao que tanto cultura quanto turismo sao importante geradores de emprego e renda. E ainda existir pessoas que acreditam que artistas e produtores culturais vivem mamando no governo.Abram os olhos e olhem e volte e verão que não é bem assim , em outros setores do poder publico a coisa é muito mais pesada,muito mais esquemas e acordos. Yenes o Paulo Pitaluga precisa de dinheiro pra tabalhar, abre ai esse cofre. Parabens Dep. Roberto França pela coragem de se manifestar a favor da classe cultural e espero que outros façam o mesmo e batalhem por mais recursos pra cultura e turismo de MT. Afinal nosso povo merece.

  • joão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    não tem como agradar a todos França, pare de criticar e faça projetos na área de cultura e turismo.

  • MÁRIO ALVES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GOSTARIA QUE ESSE PARLAMENTAR, QUE FOI PREFEITO DA CAPITAL 2 VEZES, FALASSE QUAL ERA O PERCENTUAL DO ORÇAMENTO DA PREFEITURA DE CUIABÁ NAS ÁREAS DE CULTURA E TURISMO NA SUA ADMINISTRAÇÃO.
    CRITICAR É FÁCIL, TER CAPACIDADE PARA FAZER É OUTRA.

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

MAIS LIDAS