Últimas

Quinta-Feira, 28 de Maio de 2009, 11h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

EDUCAÇÃO

Funcionários e alunos param a Unemat na próxima 3ª

  A situação do reitor da Unemat, Taisir Mahmudo Karim, é cada vez mais insustentável. Estudantes, técnicos e professores decidiram, em assembleia-geral, paralisar na próxima terça (2) as atividades nos nove campis, sendo eles Alta Floresta, Alto Araguaia, Tangará da Serra, Sinop, Barra do Bugres, Juara, Luciara, Nova Xavantina e Pontes e Lacerda e, ainda, na sede da instituição em Cáceres. Os cerca de 16 mil estudantes, 900 professores e 450 servidores pretendem reivindicar o afastamento de Taisir e a instalação de uma auditoria sobre sua gestão. O mandato do reitor vai até julho de 2010.
 
   Segundo relatório entregue ao secretário-chefe da Casa Civil, Eumar Novacki, ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e aos deputados, o reitor teria cometido 29 irregularidades em sua gestão, dentre elas o atraso na implantação do novo estatuto da instituição, elaboração ilegal de um calendário escolar, sucateamento da infraestrutura em alguns campis, criação de um curso sem o cumprimento dos trâmites internos e até existência de funcionários fantasmas no quadro – veja mais aqui.

    A Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat) e o Diretório Central dos Estudantes do campus de Sinop apontam ainda um rombo superior a R$ 9 milhões somente neste ano. O reitor é o responsável pela execução de um orçamento de R$ 104 milhões. "Não é mais possível permanecer com o Taisir sob o comando da Unemat. Ele precisa ser afastado. Queremos a realização de uma auditoria para passar a limpo essa gestão", enfatiza a presidente da Adunemat Maria Ivone de Souza.
 
   Nesta quarta (27), após a manifestação de dezenas de estudantes, a Assembleia Legislativa aprovou requerimento que denuncia Taisir pelo crime de responsabilidade, previsto na Lei 1.079, de 1950, e no artigo 28 da Constituição Estadual. Este é o primeiro passo para que seja instaurado um processo de impugnação do mandato do reitor – veja mais aqui. Taisir, por sua vez, sustenta a tese de conspiração. Segundo ele, um pequeno grupo ligado a políticos estaria tentando desarticular a sua gestão. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Denizalde Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fiz UNEMAT, sempre gostei de discutir e dar opiniões... estou lendo tudo sobre esta crise... mas ela não me dá tesão sabem porque?
    é tão ridículo o que está acontecendo!!!!!
    Quanto a SINOP, minha sugestão é que façam como os CAcerenses... criem uma Universidade mas não espoliem algo que é do povo de MAto Grosso mas que teve origens no governo municipal de Cáceres.....

  • Mossueto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado! os petistas de Sinop estão anunciando aos quatro ventos que haverá pararalização a partir do dia 02/06, mas como academico em Caceres, não milito nos movimentos estudantis, mas procuro estar sempre bem informado a cerca do que esta acontecendo dentro da instituição, e não estou sabendo de nenhum movimento nesse sentido, tanto no corpo discente como no docente, um blog que se preze, deveria estar verificando in loco o que realmente acontecendo e não sair publicando fofoca de uma minoria inconformada.

  • Luiz Kenji Umeno Alencar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fico realmente entristecido pela maneira como tem acontecido as coisas na UNEMAT desde assumi o cargo de Bibliotecário, no Campus de Sinop. São apenas 3 anos e poucos (portanto, peguei parte do primeiro mandado e esse segundo mandado do Sr. Magnífico Reitor), mas já tenho uma clara visão do se passa: decisões arbitrárias e inconcebíveis - tanto que foram ajuntadas e protocoladas como denúncia de irregularidades - e o pior, desreipeito para com a sociedade Mato-Grossense, pois há o descumprimento de várias Leis. Dizem que o problema é (ou está) de Sinop, porém, os outros Campi sofrem do mesmo problema, mas não falam. Conconrdo com Mossueto quando diz ao redator ... deveria estar verificando in loco o que realmente acontecendo ..., e digo aos demais cidadãos Mato-Grossenses: conheçam como anda a situação dos Campi da UNEMAT, verifiquem o quadro administrativo, a qualidade das aulas, como anda o triple Ensino-Pesquisa-Extensão entre tantos outros fatores que a UNEMAT DEVE oferecer à sociedade que paga nossos subsídios. A UNEMAT não é de uma ou outra pessoa, é sim da sociedade Mato-Grossense e esta sim, tem o direito de usufruir de tudo o que nós temos para oferecer, portanto, cobrem dos gestores aquilo que eles se negam a fazer normalmente (necessitando de intervenções jurídicas para que as coisas fluam). Não do Taisir pessoa que estamos criticando e sim, do Gestor, Reitor, Administrador atual. Verifiquem à que pé anda o Campus de sua cidade e se possível, visite os outros Campi: melhora a visão limitada que temos do nosso umbigo!

  • Denizalde Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pensem na seguinte questão: se esse arremedo de Pinochet, o reitor da UNEMAT, age desse modo com a Assembléia Legislativa, chegando ao ponto de ser julgado por Crime de Responsabilidade, por agir como moleque simplesmente se negando em prestar informações e fazer joguinhos e dar golpinhos, conseguem imaginar como é que esse cidadão, e seus comandados e apaniguados, agem com simples professores, estudantes e técnicos? Eu respondo, esse sujeito quase conseguiu transformar a UNEMAT num inferno, por sorte o conjunto de lutadores e lutadoras da UNEMAT, a um custo muito alto de saude, de dinheiro, de tempo que poderia ser aplicado em Ensino-Pesquisa-Extensão, está derrotando e vai derrotar completamente o ditador que só ouviu a primeira sílaba, o reiTOR, como aludido pelo Deputado Alexandre César na Sessão que aprovou o requeirmento por crime de responsabilidade, um verdadeiro barnabé (sujeito trapalhão, desqualificado). Por fim, concluo, quem tem o que dizer, fá-lo de cara limpa, com nome e sobrenome, não se esconde atrás de pseudônimos.

  • Denizalde Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pensem na seguinte questão: se esse arremedo de Pinochet, o reitor da UNEMAT, age desse modo com a Assembléia Legislativa, chegando ao ponto de ser julgado por Crime de Responsabilidade, por agir como moleque simplesmente se negando em prestar informações e fazer joguinhos e dar golpinhos, conseguem imaginar como é que esse cidadão, e seus comandados e apaniguados, agem com simples professores, estudantes e técnicos? Eu respondo, esse sujeito quase conseguiu transformar a UNEMAT num inferno, por sorte o conjunto de lutadores e lutadoras da UNEMAT, a um custo muito alto de saude, de dinheiro, de tempo que poderia ser aplicado em Ensino-Pesquisa-Extensão, está derrotando e vai derrotar completamente o ditador que só ouviu a primeira sílaba, o reiTOR, como aludido pelo Deputado Alexandre César na Sessão que aprovou o requeirmento por crime de responsabilidade, um verdadeiro barnabé (sujeito trapalhão, desqualificado). Por fim, concluo, quem tem o que dizer, fá-lo de cara limpa, com nome e sobrenome, não se esconde atrás de pseudônimos.

  • Santiago Villela Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou universitário da Unemat de Sinop e tenho acompanhado todas as ações da mobilização de estudantes e professores no campus, participando de todas as reuniões às quais o DCE e a Adunemat nos têm convidado. Pelo que tenho conhecimento, até o momento, não houve nenhuma decisão de paralisação geral a partir do dia 2 junho, terça-feira. Uma assembléia dos docentes está agendada para amanhã, 29, e uma dos estudantes, para segunda-feira, 1o de junho, quando deverão ser debatidas as propostas para as próximas ações. Como jornalista diplomado que sou, com mais de 20 anos de atuação no segmento, entendo a necessidade de informações desse porte serem confirmadas antes de virem a público e, quando publicadas equivocadamente, corrigidas. Por isso peço, como cidadão e fruidor de notícias locais, a gentileza de corrigir o equívoco em sua reportagem. Grato por sua atenção, atenciosamente, Santiago.

  • Denizalde Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pensem na seguinte questão: se esse arremedo de Pinochet, o reitor da UNEMAT, age desse modo com a Assembléia Legislativa, chegando ao ponto de ser julgado por Crime de Responsabilidade, por agir como moleque simplesmente se negando em prestar informações e fazer joguinhos e dar golpinhos, conseguem imaginar como é que esse cidadão, e seus comandados e apaniguados, agem com simples professores, estudantes e técnicos? Eu respondo, esse sujeito quase conseguiu transformar a UNEMAT num inferno, por sorte o conjunto de lutadores e lutadoras da UNEMAT, a um custo muito alto de saude, de dinheiro, de tempo que poderia ser aplicado em Ensino-Pesquisa-Extensão, está derrotando e vai derrotar completamente o ditador que só ouviu a primeira sílaba, o reiTOR, como aludido pelo Deputado Alexandre César na Sessão que aprovou o requeirmento por crime de responsabilidade, um verdadeiro barnabé (sujeito trapalhão, desqualificado). Por fim, concluo, quem tem o que dizer, fá-lo de cara limpa, com nome e sobrenome, não se esconde atrás de pseudônimos.

  • Hugo Franco de Miranda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Boa tarde a todos!

    PARECE QUE NÃO HÁ LIMITE PARA A DEMÊNCIA DE NOSSO MAGNIFICO REItor, O MESMO ACABA DE DECLARAR EM ENTREVISTA AO VIVO NO PROGRAMA LOCAL CACERENSE (AQUI AGORA- TV DESCALVADOS - SBT) QUE AS DENÚNCIAS CONTRA SUA GESTÃO SÃO VINDOURAS DE UM PEQUENO GRUPO DE PROFESSORES DE SINOP QUE ESTÃO VISANDO DISPUTAR A REITORIA NO PRÓXIMO ANO, E QUE PARA GANHAR FORÇAS, CONVOCAM ALGUNS ALUNOS PARA IREM Á CUIABÁ FAZER “ARRUAÇAS E DENÚNCIAS FALSAS”, POIS AFIRMA QUE ELE JÁ RESPONDEU AOS REQUERIMENTOS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E QUE O DEPUTADO ALEXANDRE CESAR ESTÁ USANDO O MOVIMENTO PARA FINS POLÍTICOS-ELEITOREIROS.
    DIZ AINDA QUE DEVIDO O FATO DA UNEMAT CAMPUS CÁCERES TER SE DESENVOLVIDO CONSIDERAVELMENTE PRINCIPALMENTE COM A CONTRUÇÃO DA CIDADE UNIVERSITÁRIA, GEROU UMA “CIUMEIRA” PRINCIPALMENTE NO CAMPUS DE SINOP, POIS SEGUNDO O REITOR, ESTE “FOI” REFERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO, MAS COMO A ADMINISTRAÇÃO RELAXOU O MESMO VEIO Á DECADÊNCIA .
    O REITOR MENCIONA AINDA O FATO DE UM SERVIDOR DA UNEMAT CEDIDO Á PREFEITURA DE SINOP QUE AO INVÉS DE ESTAR TRABALHANDO, ESTÁ VIAJANDO E FAZENDO POLITICAGEM EM OUTROS CAMPI.
    E QUESTIONA DE MANEIRA DUVIDOSA A FORMA QUE O MOVIMENTO DOS FUNCIONÁRIOS , ACADÊMICOS E SERVIDORES DE SINOP CONSEGUIRAM RECURSOS PARA O TRANSPORTE ATÉ CUIABÁ.

    ESTAS SÃO ALGUMAS BARBARIDADES DITAS PELO REITOR PARA MANTER A SOCIEDADE CACERENSE CIENTE DE QUE ELE ESTÁ SENDO PREJUDICADO, UMA VEZ QUE ELE TEM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA DE QUE NÃO ESTÁ PRATICANDO NENHUM ATO ILEGAL.

  • Alexandre Máximo Correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prezado Romilson,
    Este blog ganhou respeito e crédito por publicar coisas sérias e responsaveis.Contudo penso que há uma forte tendencia deste blog em ir contra a unemat.Vá a Cáceres,Alto araguaia,Luciara,Tangara,B.Bugres Pontes e Lacerda entre outros e verá que NÃO HÁ nenhum tipo de manifestação desta natureza.Portanto senhor redator tenha certeza dos fatos para publicar ou este blog perde por completo crédito.

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...