Últimas

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2008, 12h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Furlan confirma que deixa governo em fevereiro

  O secretário estadual de Indústria Comércio, Minas e Energia, Alexandre Furlan, começa a limpar as gavetas no próximo dia 26. Ele viaja de férias para o Ceará, onde ficará por uma semana. Depois, retorna e permanece na pasta até fevereiro, até Maggi definir o seu substituto. Após entrevista coletiva nesta quinta, Furlan negou que estivesse no gabinete do governador um dia antes fazendo lobby para emplacar na sua cadeira o empresário e pré-candidato a prefeito de Sorriso, Clomir Bedin, o Chicão. A tendência é que a pasta hoje sob Furlan passe a ser conduzida por Pedro Nadaf, que deixaria o Desenvolvimento do Turismo. “A decisão é do governador. Os dois estão aptos e têm o meu apoio, independente de ser o Pedro ou outro”, declarou.

   O industrial e advogado vai deixar a pasta de onde recebe um salário de R$ 11,3 mil para se dedicar apenas ao Conselho Nacional de Indústria, onde atua como primeiro-tesoureiro e que, segundo ele, não recebe remuneração para isso. Através da CNI, ele ficará responsável por realizar um novo plano de gestão do Sesi/Senai. Também vai ficar de olho em seus negócios. Furlan possui um escritório com 15 advogados e é sócio de uma empresa de reciclagem de embalagens de agrotóxicos, a Plastibrás.

    Ele observa que demorou seis meses para tomar a decisão de deixar o governo e que Maggi ainda insistiu para continuar no staff por pelo menos mais dois anos. "Meu compromisso era de apenas quatro anos. Estou há cinco. Passei a receber muitas demandas e para trabalhar no governo precisaria me dedicar 100%”, justificou.

   Bem humorado, Furlan sai num momento de glória. “Esse é o pior momento  para sair. Muitas empresas de grande porte como, por exemplo a Sadia, estará sendo inaugurada em Mato Grosso. Eu vou deixar de sair em todas as fotos”, disse, em tom de brincadeira.

    Balanço

    Furlan falou de pontos positivos e negativos em sua gestão. Para ele, o governador sempre deu autonomia. O empresário defendeu que foi muito importante para fazer ponte entre o governo e Brasília. Também citou o fato de ser primo do ex-ministro do Desenvolvimento, Luis Fernando Furlan, que o ajudou a abrir portas. Entende como ponto negativo ter entrado no primeiro escalão sem experiência na gestão pública e até lembrou uma multa de R$ 2 mil que teve que pagar ao erário. Em 2005, Furlan comprou carros para a secretaria e o Tribunal de Contas considerou o valor pago por caminhonetes superior ao do mercado. "Tudo por conta de minha falta de experiência. Não achei que estivesse errado", declarou. (Simone Alves) 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Jaqueline Carvalho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É difícil acreditar nos números apresentados por Furlan. Ele precisa apresentálos a toda a sociedade e porque não passou isso para os deputados?? Muito esquisito

  • Aluizio Rosandro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Furlan deve mesmo ter motivos fortes. Ele parece estar saindo para ser lembrado por momentos de glória mesmo. O sucesso da economia de MT em 2008 ainda é incerto. Parece que ele não quer arriscar.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...