Últimas

Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2007, 08h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Gabriel e as lembranças

   O jornalista Onofre Ribeiro, em artigo no Diário de Cuiabá desta quinta (11), lamenta a morte de Gabriel Matos. Confira reprodução abaixo.

    No último ano e nesse vi partirem alguns amigos conquistados no primeiro momento em que cheguei a Mato Grosso há 30 anos. Ontem foi Gabriel Francisco de Matos Neto. Na época ele estava ligado à construção da rodovia Transpantaneira, um projeto do governo José Fragelli (1971-1975). A rodovia pretendia sair de Poconé, atravessar o Pantanal até as barrancas do rio Cuiabá no Porto Jofre, e dali chegar a Corumbá. Foi o primeiro contato formal e oficial com o Pantanal, até então completamente desconhecido do setor público.

    Gabriel Muller, chamado na época de “Gigante do Pantanal”, pela poderosa revista “Realidade”, conduzia o projeto. Segundo ele, a rodovia Transpantaneira era uma forma de repetir no Pantanal o espírito das grandes rodovias integradoras que se construíam no Brasil naquele momento.

    Gabriel de Matos era o superintendente do projeto. Engenheiro agrônomo formado em Lavras, Minas, em 1956, fazia parte de uma geração de jovens técnicos mato-grossenses que estudaram fora e trouxeram para Mato Grosso o espírito nacionalista que marcava as universidades brasileiras. Com ele, Bento Porto, Osvaldo Fortes, Enzo Ricci, Ninomya Miguel, entre tantos. Era uma gente jovem que pensava um Mato Grosso possível e grande no futuro. Só mesmo o nacionalismo forte justificaria aquela crença, porque o imenso estado (não dividido), de 1 milhão e 200 mil km2, estava num estágio muito atrasado em relação ao Brasil e muito distante do ponto que hoje alcançou.

    Depois trabalhei com Gabriel na Sudeco – Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste, um poderoso órgão de planejamento e de articulação política da região com o governo federal. Foi um período agradável, porque Gabriel era muito agradável. Falava alto, gesticulava muito, mas era amigo, acima de tudo. Obteve muitos recursos federais para nosso estado.

    Depois tivemos propriedades rurais em Acorizal. Ele vendeu a sua há uns três anos. Registro com extremo pesar a sua passagem, pela memória que ele representa daqueles jovens técnicos mato-grossenses que lançaram as bases do presente, em tempos de extrema dificuldade. Todos estão partindo, apesar de serem pessoas que ficaram na memória do tempo, mas não se registrou a sua participação na história de Mato Grosso e nem os seus sonhos, completamente utópicos naquela época. Gabriel se foi aos 74 anos.

    Gabriel deixa-me profunda lembrança pela nossa convivência, como a convivência com Páscoa, a esposa mineira que ele trouxe de Lavras, e os filhos Gabriel e Aclyse, ambos pessoas das letras, bons escritores e bons poetas.

     Não posso deixar de citar outros amigos da mesma época que também se foram nos últimos meses: o engenheiro Carmelito Torres e Estevão Torquato. Conheci-os na Cemat e depois ao longo da vida nesses anos todos. Levaram uma importante memória de Mato Grosso dos últimos 30 anos, justamente os anos que permitiram que o nosso estado saísse da utopia que eles sonharam e entrasse no século 21. Certamente foram sonhar outras utopias onde estiverem. 


ONOFRE RIBEIRO é articulista do Diário de Cuiabá e da revista RDM (onofreribeiro@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.