Últimas

Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2007, 08h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Gabriel e as lembranças

   O jornalista Onofre Ribeiro, em artigo no Diário de Cuiabá desta quinta (11), lamenta a morte de Gabriel Matos. Confira reprodução abaixo.

    No último ano e nesse vi partirem alguns amigos conquistados no primeiro momento em que cheguei a Mato Grosso há 30 anos. Ontem foi Gabriel Francisco de Matos Neto. Na época ele estava ligado à construção da rodovia Transpantaneira, um projeto do governo José Fragelli (1971-1975). A rodovia pretendia sair de Poconé, atravessar o Pantanal até as barrancas do rio Cuiabá no Porto Jofre, e dali chegar a Corumbá. Foi o primeiro contato formal e oficial com o Pantanal, até então completamente desconhecido do setor público.

    Gabriel Muller, chamado na época de “Gigante do Pantanal”, pela poderosa revista “Realidade”, conduzia o projeto. Segundo ele, a rodovia Transpantaneira era uma forma de repetir no Pantanal o espírito das grandes rodovias integradoras que se construíam no Brasil naquele momento.

    Gabriel de Matos era o superintendente do projeto. Engenheiro agrônomo formado em Lavras, Minas, em 1956, fazia parte de uma geração de jovens técnicos mato-grossenses que estudaram fora e trouxeram para Mato Grosso o espírito nacionalista que marcava as universidades brasileiras. Com ele, Bento Porto, Osvaldo Fortes, Enzo Ricci, Ninomya Miguel, entre tantos. Era uma gente jovem que pensava um Mato Grosso possível e grande no futuro. Só mesmo o nacionalismo forte justificaria aquela crença, porque o imenso estado (não dividido), de 1 milhão e 200 mil km2, estava num estágio muito atrasado em relação ao Brasil e muito distante do ponto que hoje alcançou.

    Depois trabalhei com Gabriel na Sudeco – Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste, um poderoso órgão de planejamento e de articulação política da região com o governo federal. Foi um período agradável, porque Gabriel era muito agradável. Falava alto, gesticulava muito, mas era amigo, acima de tudo. Obteve muitos recursos federais para nosso estado.

    Depois tivemos propriedades rurais em Acorizal. Ele vendeu a sua há uns três anos. Registro com extremo pesar a sua passagem, pela memória que ele representa daqueles jovens técnicos mato-grossenses que lançaram as bases do presente, em tempos de extrema dificuldade. Todos estão partindo, apesar de serem pessoas que ficaram na memória do tempo, mas não se registrou a sua participação na história de Mato Grosso e nem os seus sonhos, completamente utópicos naquela época. Gabriel se foi aos 74 anos.

    Gabriel deixa-me profunda lembrança pela nossa convivência, como a convivência com Páscoa, a esposa mineira que ele trouxe de Lavras, e os filhos Gabriel e Aclyse, ambos pessoas das letras, bons escritores e bons poetas.

     Não posso deixar de citar outros amigos da mesma época que também se foram nos últimos meses: o engenheiro Carmelito Torres e Estevão Torquato. Conheci-os na Cemat e depois ao longo da vida nesses anos todos. Levaram uma importante memória de Mato Grosso dos últimos 30 anos, justamente os anos que permitiram que o nosso estado saísse da utopia que eles sonharam e entrasse no século 21. Certamente foram sonhar outras utopias onde estiverem. 


ONOFRE RIBEIRO é articulista do Diário de Cuiabá e da revista RDM (onofreribeiro@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pátio, "chororô" e chance de reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), com seu estilo populista, adotou a estratégia de se passar por vítima dos grupos políticos. Leva sempre a mensagem para as massas de que é um prefeito rejeitado pela elite política pelo simples fato de estar apoiando os...

Taques nem aí para colegas tucanos

pedro taques 400 curtinha   Caiu a ficha, enfim, da cúpula do PSDB em MT sobre o jogo de cena de Pedro Taques (foto). Os tucanos esperaram até ontem para ver se o ex-governador iria ao partido se pronunciar sobre eventual pretensão em disputar o Senado. Taques deu de ombros para os colegas de partido, que lançaram hoje,...

Campos e tese sobre vice de Emanuel

joacelestino_curtinha_400   Depois de uma reunião na segunda passada, na casa do prefeito Emanuel, com pré-candidatos ao Senado, entre eles, Leitão, Neri, Max, Júlio e Jayme, ficaram conversando de forma reservada o prefeito de Cuiabá e os irmãos Campos. Ali, finalizaram um acordo de cavalheiros para que o...

Recuo do DEM e agora no Republicano

gabriel guilherme 400 curtinha   O DEM terá de excluir da lista de pré-candidatos a vereador pela Capital o nome do jovem Gabriel Guilherme (foto), de 22 anos. Ele optou por se filiar ao Republicano. Lotado na Assembleia como assistente da Secretaria de Orçamento e Finanças e filho do ortopedista Paulo Fonseca...

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.