Últimas

Quarta-Feira, 07 de Novembro de 2007, 19h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CONFRONTO

Galvão nega acusações e ataca atual presidente

Washington Galvão, ex-presidente do Sindsep-MT   Numa queda-de-braço com o atual presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Mato Grosso (Sindsep-MT), Carlos Alberto Almeida, o ex-presidente da entidade, Washington Galvão rebate as acusações de fraudes, conforme denúncias feitas por seu sucessor. De acordo com Galvão, a rixa entre eles se dá em função de Carlos Alberto ter perdido três eleições consecutivas.

     Galvão nega que haja irregularidades na prestação de contas em sua gestão, conforme afirmou Carlos Alberto - leia mais aqui. Ele disse que o presidente está mentindo ao dizer que o valor pendente na instituição é de R$ 1,2 milhão. "O valor correto é de R$ 225 mil", confessa. O ex-presidente alega que não possui todos os documentos que comprovam a regularidade dos gastos, pois no ano passado o Sindsep-MT sofreu um assalto que depredou o prédio. Ele diz ainda que as fraudes, como a compra de perfumes e a emissão de cheques sem fundos, são referentes ao período em que José Nogueira conduzia o sindicato. "O Carlos fazia parte da chapa dele (Nogueira)", completa.

      Denúncia

      O ex-presidente denuncia que Carlos Alberto recebe dois salários, um do Sindsep e outro da Fundação Nacional de Saúde. "Ele (Carlos) ainda não pediu afastamento do cargo da Funasa", disse, ao argumentar que o atual presidente está em desacordo com o estatuto do Sindsep. Além disso, Galvão condena a atitude do sindicalista em demitir seis funcionários sem pagar os devidos vencimentos. 

    Um dos nomes informados por Galvão é o da servidora Gonçalina da Silva Arruda.  "Ele (Carlos) pediu que ela (Gonçalina) o passasse por escrito o valor que o sindicato estava lhe devendo. Mas a cópia foi adulterada", disse. Segundo Galvão, o valor original era de R$ 7 mil, sendo alterado para R$ 17 mil. Após o episódio, registrado em outubro deste ano, o advogado da servidora Vinicius Alves dos Santos ingressou com um processo junto à 4ª Vara do Trabalho da Capital contra o sindicato. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...