Últimas

Quinta-Feira, 06 de Novembro de 2008, 10h:53 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

LEGISLATIVO

Gestão da Sejusp é arcaica, cutuca Zé Domingos

 Um dia após o deputado Dilceu Dal Bosco subir à tribuna para criticar a área de segurança pública do Estado, agora foi a vez de seu colega de partido, o democrata Zé Domingos Fraga fazer o mesmo, na sessão ordinária desta quinta (6). "Na região do Araguaia, por exemplo, um único delegado atende a três municípios e está a ponto de ter um enfarte", disparou Zé Domingos, ex-prefeito de Sorriso.

   Ainda nesta linha, o deputado afirmou que em muitos lugares "qualquer advogado de porta-de-cadeia consegue relaxar prisão de pessoas que cometeram crimes hediondos". Para Zé Domingos, falta falta efetivo da polícia para atuar com eficiência em municípios como Nova Ubiratã, Feliz Natal e Ipiranga do Norte. Ele cita o relatório do Tribunal de Contas, que aponta gastos de 80% do orçamento destinado à segurança pública na parte administrativa do setor. Lembra que o orçamento da pasta conduzida hoje pelo delegado federal Diógenes Curado é de R$ 657 milhões.

   Aliado do senador Jayme Campos, outro que até subiu à tribuna no Congresso Nacional para atacar a área de segurança do Estado, Zé Domingos afirma que o dinheiro não está sendo gasto como deveria e não perdoa a gestão Curado. "O secretário está gerindo uma administração pesada e arcaica", dispara.

   Por fim, o deputado do DEM manda recado ao governador Blairo Maggi (PR): "tem que fazer concurso público e aumentar o efetivo da Polícia Civil. Ontem teve um  duplo homicídio em Sorriso e os corpos ficaram horas lá estendidos porque a perícia técnica teve que se deslocar de Sinop". (Andressa Boa Sorte)

Clique no play e confira as declarações do deputado

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É grave, quase terminal o estado da Segurança Pública no Estado de Mato Grosso, com reflexos profundos no índice de criminalidade de Cuiabá e Várzea Grande. Nossa Segurança Pública carece de gestão, carece de pessoas competentes em seu comando e realmente voltados aos interesses da sociedade matogrossense. São responsáveis pelo estado caótico de nosso Segurança Pública, dentre outros o Senhor Governador do Estado de Mato Grosso, Blairo Maggi, senhor Secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado e seus antecessores, senhor Diretor Geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, José Lindomar Costa e alguns antecessores e atuais assessores, Deputados Estaduais e Federais, Senadores e a própria população de nosso Estado, que permite a continuidade desses inoperantes na condução de nossa segurança pública.
    A Polícia Judiciária Civil, hoje, transformou-se simplesmente num receptáculo de diligências efetuadas (e, às vezes, muito mal efetuadas) pela Polícia Militar. Delegados, Escrivães, Investigadores passam vinte e quatro horas nos famigerados CISCs (falarei mais abaixo a respeito destes monstrengos) aguardando os policiais militares chegarem com as Ocorrências e os presos para que, então, aí sim, a Polícia Judiciária possa começar a agir. Recebido o preso, não se faz mais investigações (competência da Polícia Judiciária). Inicia-se a passar para o papel tudo aquilo que foi coletado (as vezes muito bem, às vezes muito mal), pela Polícia Militar, tudo porque, em acordo de Delegados com o Governo Estadual, aqueles ganham uma gratificação por pdodutividade. E essa produtividade, muito longe de significar operações que prendam os bandidos, que acabem com os focos de comercialização de substâncias entorpecentes, que,, enfim, proporcione segurança à sociedade, muito bem, essaprodutividade é medida pela quantidade de papel que as dignas autoridades escrevem durante o mes. Tem cabimento uma insanidade dessas?
    Uma grande maioria dos Delegados, principalmente os novos, pelam (como dizemos em Cuiabá), ou, para ser mais enfático, desculpmem-me a expressão, cagam de medo do Ministério Público. Nâo temem eles o Secretário o Diretor, o Corregedor Geral ou quem quer que seja na escala da instituição; eles obedecem cegamente o Ministério Público e tem em seus representantes seus verdadeiros chefes, pouco ligando para o Secretário, Diretor, Corregedor, etc, etc. São tão medrosos que sequer perdem o tempo em possuir uma opinião própria. Para eles, o que está escrito, por exemplo, num Boletim de Ocorrência Militar, é a verdade, e, sem mesmo analisar os fatos, autuam em Flagrante criminosos e não criminosos, tudo porque podem ser punidos pelo Ministério Público se não agirem assim. O mesmo Ministério Público que, no dia seguinte, opina pela liberação daquele que, embora constante da dita Ocorrência Militar, comprovou-se não se tratar de bandido ou de ter tido qualquer relacionamento com o crime em espécie. Esses Delegados, são um atraso na Segurança Pública de Mato Grosso, porque, se não possuem pooder de discernimento, se não tem autoridade para analisar os fatos criminosos que lhes chegam ao conhecimento, como podem exercer tão dignificante e difícil missão ? São eles uns burocratas despreparados e que contribuem para o extermínio de nossa Segurança Pública. Gostam de Gabinetes, ar-refrigerado, internet e celular. Existem excessões, existem Delegados de ótima cepa que, por agirem com eficiência e com espírito policial verdadeiro, estão jogados ao esquecimento.
    Os CISCs. foram uma criação de alguns entendidos que não entendem nada de Polícia, e esses monstrengos vieram apenas para falir ainda mais a Polícia Judiciária Civil e transformá-la num presépio de pessoas que sabem lidar somente com papéis e mais papéis. Os CISCs assumiram todos os tipos de crimes (roubos,furtos, estelionatos, sequestros, cárcere privado, etc, etc, etc) e não dão conta de nenhum deles. Sequer consegueminvestigar o furto de uma galinha.
    Por essas razões e muitas outras, nossa Segurança Pública encontra-se falida, sem respaldo da sociedade, desacreditada, mesmo porque não mais se trabalha como antigamente e, resulltado, a onda de criminalidade em Cuiabá e Mato Grosso virou uma moda. Uma moda que atinge diretamente o cidadão de bem, Mas para Blairo, Novacki, Curado, Lindomar, Paulo Vilela e outros tantos, tudo vai às mil maravilhas. Afinal, eles vivem em outro Planeta, não é mesmo ?
    Quero parabenizar os Delegados de Polícia, Escrivães e Investigadores que honram a instituição e não se intimidam com nada, a não ser com a Lei. Esses homens, cujos nomes não citarei, orgulham ainda a Instituição e num dia bem próximo, sob suas égides, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso voltará a ser novamente grande. E respeitada, como convém numa sociedade democrática e cumpridora de seus deveres.

  • laura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    temque acabar com os policiais corruptos, que esquematizam boca de fumo, tanto os civis qto os militares....agora o exemplo tem que vir de cima..

  • julinho trip | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A segurança pública não está em estado terminal. JÁ MORREU
    HÁ MUITO TEMPO E ESQUECERAM DE ENTERRAR. Quem começou o assasinato da dita cuja foi o gov. Blairo quando cortou os
    investimentos e quem deu o tiro de misericórdia foi Carlos Brito. Todo bairro de classe média em Cuiabá tem vigilantes noturnos e, já que quase todos possuem celulares, que tal usar essa imensa rede como informantes ou alertantes da
    polícia? Ah! Já sei. A polícia não pode receber ligações á cobrar.
    EM 2010 PAU NÊLES!

  • LUANA DE PAULA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa gente! Mato Grosso tá um inferno, ninguem aguenta mais, pelo amor de DEUS, o que qué isso! É só assaltos, mortes, sequestros, tudo que é violencia o tempo todo, e esse povo botinado só na fofoca. ah, tenha dó. E a tal da competencia que é exclusividade deles, qdo é que vai funcionar, hem?

  • arnaldo pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    gente policiais de todo brasil estão cansados, pq a lei favorece os criminosos, fazem um , mas chega uns 10 dias depoisos culpados são liberados...tem que juntar, sindicatos de policia civil, militar, fedral, ir para brasilia e cutucar nossos parlamentares, a favor de modificar essa lei penal, chega de diminuiçõ de pena, prendeu o cara , processo em julgamento o cara tem que ficar preso, só no brasil tem esse tipo de procedimento a favor de bandidos....

  • Magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sinto muito informar aos internaltas ai de cima mais, essas leis brandas, tem nomes, foi o crime organizado que fez e esta fazendo, quando colocou os alunos para estudar desde criança, agora estão tendo os resultados, eles estão infiltrados em tudo que e orgão, só não enchergar quem não quer ver. Podemos ver nos escandalos politicos, PF, MP, TRE e outros orgãos do estado, municipio e ai a fora, as punições dos politicos corruptos só vem na eleição, quem bota para correr esse povo e só o povão com o voto. Assim mesmo são usados como suplentes ou cargo de confiaça. O estado esta corruido pelo mal, que esta muito mais organizado do que nunca. E quem não esta de acordo e sumariamente executado, com dois ou tres tiros, e ponto final. O povo Brasileiro e muito calmo, estamos no meio de uma guerra civil, aos poucos os nossos jovens são executados. Daqui 10 anos não teremos mais pessoas idosas no estado e municipio, será um mundo só para mulheres.

  • mario de aquino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pois é....tem crimes pq os criminosos sabem que não vão ser punidos, prende e o delegado e a justiça soltam,e vcs policiais que me desculpem mais tem alguns policiais envolvidos em crimes organizado, traficam drogas vcs quem estão em associaçoes tem que se unir e ir em brasilia, sera que os envolvidos em drogas vão tbém?

  • Edinaldo Lobo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha aí governador, oque está esperando pra meter o pé na bunda desse DEM. É só traíra, tira os DAS que os deputados tem que quero ver eles se virarem.

  • jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que devemos proteger Dr.Curado de qualquer critica, pois podemos concordar e não é de outra forma que a Segurança Publica do Mato Grosso, depois da mexida de Blairo e dos seus scretários diretos, ficou mais dura, menos flexivel. Foi esquecida a maxima, de que a tropa da PM, por exemplo é uma tropa de movimentação, mas para efetuar uma operação rotineira de movimentação leva-se vários dias, ou como vetou a ração dos cachorros do canil da PM por uma senhora dos das, ração não é priorotária fica para daqui 90 dias, os cães foram doados. Mesmo destino de nossas cavalos.
    Sua Excelencia Blairo, deveria dar liberdade ao Dr.Diogenes Curado de propor mudanças significativas, mas talves o medo de perder o dominio sobre manter Maia e Novack, junto de sí, seja problemático.
    Governador, faça um favor a si mesmo e ao matogrosso e tambem a CUYABANIA; RENUNCIE, RENUNCIE JÁ. O povo agradece.

  • silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ufa! Até que enfim alguns parlamentares resolveram se manifestar contra esta situação lastimável da Segurança em MT. Éh papel dos parlamentares cobrar do governo suas obrigações. Infelizmente o Governo do Maggi deixa as coisas aconterem a Deus dará, Gasta mal, deixa os secretarios fazerem o que querem com o dinheiro, investem so em coisas que não dão retorno, ex. veja todas as secretarias com moveis novos, reformas e pinturas nos predios, notebok ultima geração até para estagiários, e as escolas e delegacias do inteior abandonadas.

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.