Últimas

Sexta-Feira, 01 de Junho de 2007, 08h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Gilney diz que PT erra ao se aliar à gestão Maggi

Ex-deputado aponta 4 desafios para o partido, vê perda de potência no Estado devido à aliança com o Palácio Paiaguás e defende candidatura própria para 2008 e 2010 

    O ex-deputado estadual e federal Gilney Viana, tido como uma das poucas reservas morais do PT, disse que o partido errou ao firmar aliança com o governo Blairo Maggi (PR). Admite que pode até ter lógica, já que Maggi apóia o governo do presidente Lula, mas o acordo levou o PT a perder potência no Estado, com risco de prejudicar projetos de candidatura própria com vistas às eleições de 2008 e de 2010. "O fato do Lula ter buscando entendimento com o governo Maggi (pela reeleição em 2006) não significa que, necessariamente, teríamos que fazer igual". Considera que o governo Maggi é bem avaliado e, por conta disso, o PT não deva perder com a aliança do ponto de vista eleitoral, mas vê comprometimento com projetos independentes e uma oposição enfraquecida.

     Como o acordo Maggi-PT já está selado, inclusive com dois petistas no comando da Educação (Ságuas Moraes e Vera Araújo), Gilney observa que agora ficaria ruim para o partido decretar uma ruptura. Ele insistirá na tese de projeto próprio nos próximos pleitos, diz que o PT está sendo colocado à prova e elenca quatro desafios para uma legenda com diversidade ideológica, que nasceu dos movimentos populares e que hoje está quase perdendo o ideário socialista.
    Após os mandatos de deputado estadual e federal e de ocupar, por mais de quatro anos, o cargo de secretário-executivo de Desenvolvimento Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Gilney Viana está agora mais presente em Cuiabá. Reassumiu a cadeira de professor do departamento de Saúde Coletiva da UFMT. Retorna à sala-de-aula como professor do Internato Urbano - atende alunos em fase final de conclusão de curso, e passa a desenvolver projetos para, em breve, propor curso de graduação em saúde pública. Gilney pertence a corrente minoritária Utopia e Vida. Tem como uma das aliadas dentro do PT a vereadora por Cuiabá Enelinda Scala.
     O ex-deputado aponta quatro desafios transformadores para PT:
) O fato de ser governo e não ter hegemonia interna. Gilney considera isso um drama.
) O PT teve origem nos movimentos sociais e, ao chegar ao poder central, se afastou desses segmentos. Perdeu capacidade de integração.
) O surgimento do movimento político-social de massa, o Lulismo, que, muitas vezes, prescinde o PT para exercer o poder. Gilney avalia que há conflito, inclusive em parceria, ende o Lulismo e o PT. Mesmo que o partido tenha apanhado com as crises de 2005 e 2006, devido aos escândalos do mensalão e das sanguessugas, o partido foi bem sucedido eleitoralmente".
) O PT, na avaliação de Gilney Viana, sempre foi socialista e está perdendo essa identidade. Entende que é preciso reconquistar esse ideário socialista.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Aristóteles Potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos ver se agora o Gilney volta a ser um cara humilde de antes de assumir o cargo no ministério de meio ambiente. Muitos ambientalistas sentiram a mudança de comportamento do gilney que simplesmente virou as costas para a sua base de ação.

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...

Única petista eleita define apoio a EP

edna sampaio 400 curtinha   Única vereadora eleita pelo PT na Capital, a professora Edna Sampaio (foto) resolveu declarar apoio à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). E mandou mensagens aos servidores públicos, que passarão a ter a petista como espécie de porta-voz na Câmara Municipal....

Batista agora aparece pra pedir voto

joao batista 400 curtinha   Único deputado do Pros com assento na Assembleia e presidente estadual do partido, João Batista (foto) resolveu aparecer nestas eleições em Cuiabá, mas no segundo turno. No primeiro, foi escondido pela candidata do Pros, Gisela Simona, que ficou em terceiro lugar. Nos bastidores,...

Derrotado a vereador se junta a Abílio

elias santos 400   O irmão do deputado estadual Wilson Santos, Elias Santos (foto), que concorreu a vereador por Cuiabá e só conseguiu 1.143 votos, agora faz campanha para Abílio neste segundo turno, no confronto entre o candidato do Podemos e o prefeito Emanuel. Elias estava no PSDB e correu para o DEM do governador...

Surra de votos no prefeito e no irmão

meraldo sa 400 curtinha   Na pequena Acorizal, com menos de seis mil habitantes, o ex-prefeito de dois mandatos, ex-presidente da AMM e ex-deputado estadual Meraldo Figueiredo Sá (foto) garantiu mesmo, nas urnas, o seu retorno ao cargo. Concorrendo pelo PSD e agora sem ajuda do antigo padrinho político José Riva, Meraldo...

Ato de Gisela por Abílio na prefeitura

gisela simona 400 curtinha   Gisela Simona (foto), que agora virou Abílio desde criancinha, mesmo depois de sofrer ataques e críticas deste no 1º turno, convocou correligionários para um "ato contra corrupção", neste domingo, na praça Alencastro, em frente à Prefeitura da Capital. A plateia de...

MAIS LIDAS