Últimas

Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2008, 12h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Governador anuncia Pitaluga à pasta da Cultura

Foto: Edson Rodrigues/Secom
Governador Blairo Maggi, em reunião com o atual secretário João Carlos Ferreira (à dir.) e o sucessor Paulo Pitaluga

  Após oficializar os nomes de Éder de Moraes na Fazenda, de Pedro Nadaf na Indústria, Comércio, Minas e Energia, e do delegado federal Diógenes Curado na Justiça e Segurança Pública, o governador Blairo Maggi deve confirmar nesta sexta (22) o advogado e historiador Paulo Pitaluga como novo secretário de Cultura. Ele vai substituir João Carlos Vicente Ferreira, que deixa o staff disposto a concorrer a uma cadeira de vereador por Cuiabá.

   Há cerca de 3 meses, depois de uma articulação do ex-secretário Luiz Pagot, hoje diretor-geral do Dnit, Maggi convidou Pitaluga para conduzir a pasta da Cultura. A partir daí, ambos não conversaram mais sobre o assunto. Nesse interím, Pitaluga, ex-secretário-adjunto da Casa Civil e hoje na assessoria do gabinete do secretário Ságuas Moraes (Educação), começou a ficar na bronca com conspirações e críticas de que teria sido um dos responsáveis por ter quebrado o extinto Bemat, do qual foi diretor. Pitaluga veio a público para anunciar que não teria mais interesse em compor o primeiro escalão - confira aqui.

   Eis que um telefonema do governador nesta quinta para Pitaluga o levou a mudar de idéia. Maggi reafirmou o convite, fez elogios ao perfil e, por fim, assegurou que Pitaluga teria autonomia à frente da Cultura, que detém um orçamento para este ano de R$ 14,1 milhões. "Quero que você reconsidere a sua decisão e aceite (ser secretário) para definir ações estratégicas e fazer um bom planejamento para a área da cultura", enfatizou Maggi. Diante disso, Pitaluga sinalizou que deve aceitar a missão.

   Maggi deve confirmá-lo oficialmente nesta sexta.  Pitaluga é uma escolha pessoal do governador, mas ganhou respaldo graças ao empurrão de Pagot. Ambos atuaram juntos quando o ex-trator do governo Maggi conduziu a pasta da Casa Civil. Pitaluga já foi secretário de Fazenda no governo Júlio Campos e, antes, presidiu a extinta Turimat. Professor universitário, ele comandou o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, do qual também foi secretário por 20 anos.

(Às 17h26) - No Paiaguás, imprensa aguarda anúncio

   Jornalistas estão neste momento na sala de recepção do gabinete do governador no Palácio Paiaguás. Aguardam por uma entrevista coletiva de Blairo Maggi, que deve confirmar o nome de mais um novo secretário. Desta vez, será Paulo Pitaluga.

(Às 18h15) - Governador confirma Pitaluga na Cultura

   Em entrevista coletiva, o governador Blairo Maggi acaba de confirmar oficialmente o nome de Paulo Pitaluga como novo secretário de Cultura, conforme o RDNews havia antecipado. Maggi revela que, de fato, telefonou ontem para Pitaluga e conseguiu convencê-lo a aceitar o cargo. Maggi disse que já antecipou a Pitaluga que ele deve priorizar um cronograma de obras cujas execuções estão atrasadas.

Postar um novo comentário

Comentários (25)

  • Antonio Carlos Pavone | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parece que enfim o Governador tomou jeito. Primeiro o delegado da Policia Federal na Segurança e agora o Pitaluga na Cultura. Ele tem que promover outras trocas desse nível para não afundar o seu segundo mandato. Está na hora de mudar muita gente no primeiro e segundo escalão de seu governo

  • Shirley Okamoto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois de que o jornal A Gzeta na semana passada noticiou que o Sr. Toco Palma teria mandado dosies contra o Paulo Pitaluga, e agora este entrando de vez para a secretaria de Cultura com todo o aval do governador, fica muito difícil a permanência do Toco por lá. Nem o Pitaluga nem qualquer outro toleraria ele como sub-secretário. O Toco vai cair de burro...

  • KLEIDE DANTAS - PROFESSORA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SEM INDICAÇÕES POLÍTICAS, O GOVERNADOR VAI FORTALECENDO SEU GOVERNO COM FIGURAS COMPETENTES E DINÂMICAS. PARABÉNS PELA ESCOLHA DE PITALUGA, UM HISTORIADOR E PROFISSIONAL CAPACITADO E APTO PARA AS MUDANÇAS NECESSARIAS NA CULTURA.

  • Antônio Amaral | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que a escolha foi boa, porque o senhor Paulo Pitaluga certamente saberá dar continuidade a muitos bons projetos implantados pelo Secretário João Carlos, que na minha opinião fez um trabalho revolucinário na pasta. Sem contar que afastou de vez o risco de assumir um Toco Palma desses da vida...

  • Sueli Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem disse que o Blairo não abriu mais espaço para o PP no seu governo??? Taí: Paulo Pitaluga (PP). KKKKKKKKK

    Sueli, estudante

  • Marcia Suelen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Espero que o Governador leia seu site Romilson. Está aí uma leitura técnica de profissional.

    Articulado pelo secretário atual, está na cara ou melhor na foto, que o processo da cultura vai viver um continuismo.O processo está falido pois virou, marketeiro, político. Este senhor desconhece a cultura de MT.Papel aceita tudo poemas e frases bonitas.

    La vem a setorização da literatura novamente. Vamos ao feirão de livros.

    E mais,haja patrimonio histórico para ser
    restaurado.....com certeza, serão de interesse particular do Sr. Paulo.Estamos atentos.

    Blairo Maggi está num saco sem saída. Que venham os PP(s)PMDM(s)PSDB(s, DM(s)e outros. Vão tirar de letra!

    É o discurso da cultura da soja.Ela quem manda! Palmas ao Rei.

  • José Viera | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Discordo totalmente dessa sra. Márcia. Na verdade o estado vive uma crise de bons nomes para o setor público. Qual seria a boa indicação? Toco? Pescuma? Nico & Lau? Ora, vamos ter bom senso. Não conheço esse Paulo, mas já o vi discursar e acho que temos que dar um prazo. Se em 6 meses não fizer nada, que saia e de espaço pra outro.

  • Felix Serrato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu conheço o Paulo Pitaluga desde 1981. Ele estava no Incra e ele foi o verdadeiro fundador de Guarantã. Até hoje as pessoas mais velhas lembram dele aqui com saudade. Eu acho que o governador fez uma boa escolha quando escolheu o seu nome. Não entendo de política, mas acho que ele por ser um homem bom, vai fazer um bom governo na Cultura.

  • Luiz Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois de um gol de placa na escolha do nome do delegado federal Diógenes Curado para o comando da Sejusp, caso seja verídica essa noticia da Cultura, o governador pode estar dando um tiro de canhão no próprio pé. Se vai perder os dedos do pé, isso ele vai saber só em 2010.

    Maggi, Maggi, cuidado que pode não chover na sua soja, digo, na sua campanha em 2010. Jamais esqueça que a Classe Artística é composta de um povo muito sofrido e que dá o sangue pela Cultura deste imenso e maravilhoso Estado.

    Tu és inteligente e sabe que existem nomes conhecidíssimos dentro da própria classe atuante, com capacidade extraordinária e que pode agregar artistas por um Mato Grosso melhor e mais justo. Muito cuidado para não desagregar o pouco do quase nada que esse povo batalhador possui.

    Que Deus ilumine sua mente na escolha certa e no momento certo.

  • Laerte Bomdespacho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pode somar Fabrício Carvalho, Toco Palma, Paulo Trevis e outros que pleitearam a Secretaria de Cultura, multiplica por mil que não dá meio Paulo Pitaluga. Parabéns Paulo, eu sou aquele que te atende na firma de pneus, seu amigo do Coxipó. BOA SORTE!

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...