Últimas

Domingo, 06 de Abril de 2008, 14h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VARIEDADES

Governador e os Henry são vaiados em Cáceres

  Os irmãos Henry, deputado federal Pedro Henry e o prefeito Ricardo Henry (PP), foram vaiados neste domingo durante solenidade de entrega dos prêmios aos vencedores da 5ª Etapa do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia. Em pleno ano eleitoral, sentiram pelos ouvidos ecoar o grau da resistência popular. Tentaram tirar proveito político do evento do BB e, ao final, se viram frustrados. O governador Blairo Maggi estava presente e também enfrentou protesto. Maggi até encarou a multidão, enquanto o deputado tentava se esquivar. Sob olhares de aproximadamente 1,5 mil pessoas, Pedro Henry se manteve no espaço vip reservado às autoridades, enquanto outros políticos desceram para a quadra, com vistas a acompanhar de perto a entrega dos prêmios.

   Quando o cerimonial chamou o prefeito Ricardo para fazer a entregar de um dos prêmios à dupla vencedora, recebeu uma sonora vaia. A cena se repetiu em outro momento. Já quando foi anunciado o nome de Pedro Henry (inclusive como deputado estadual, quando, em verdade, trata-se de federal), este continuava na sala vip. Mesmo assim, também foi vaiado. Coube, então, ao deputado federal Wellington Fagundes, da região de Rondonópolis (Sul), entrar em cena duas vezes na solenidade de premiação, em pleno solo tido como "curral" eleitoral dos Henry.

   Várias faixas foram espalhadas nas arquibancadas e no entorno da quadra de areia. Traziam frases como "Blairo, você e os Henry viraram Cáceres de cabeça para baixo. Fora. Politicagem não resolve", "De promessas estou cheio. Quero mudanças em 2008", "Chega de desmatamento e corrupção. Precisamos de assistência estudantil" e "Unemat para que? (Blairo Maggi)".

  As manifestações foram lideradas pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade do Estado (Unemat), com sede em Cáceres. Nos bastidores, partidos de oposição ajudaram no coro de vaias e protestos contra o governador e os irmãos Henry.

   Documento

  Apesar do protesto, o governador enfrentou os estudantes. Recebeu um documento pedindo mais atenção e respeito para com a Unemat. O governador reclamou. Diante das manifestações, disse que o povo de Cáceres não gosta dele. Ouviu dos protestantes que o complicador não seria eventual resistência ao governo, mas sim às companhias que carrega, numa alusão ao prefeito Ricardo Henry, que está em pré-campanha à reeleição, e ao federal Pedro Henry, um dos fortes aliados do governador e que conseguiu "sobreviver" politicamente mesmo tendo enfrentado escândalos em âmbito nacional, como mensalão e sanguessugas.


Faixas trazem frases contra governador Blairo Maggi, que prestigiou o evento, e os irmãos Ricardo e Pedro Henry

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Régis Oliveira Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SOU NASCIDO EM CÁCERES, MAIS HJ MORO EM JACIARA MAIS A MINHA FAMILIA MORO LA AINDA, REALMENTE OS HENRY ACABARAM COM A CIDADE TEM QUE FAZER IGUAL AKI TIRAMOS UM TIRANO E HJ TEMOS UMAS DAS CIDADES MAIS DINAMICAS DO MATO GROSSO ... MUDA POVO CACERENSE VCS MERECE ALGO MELHOR QUE ESSAS PORCARIAS....

  • Claudio Soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E digo mais Romilson,Teve muito mais protesto que iniciou desde o aeroporto.A verdade é a seguinte Cáceres não tem politico para tirar ela desta situação daqui a 12 anos.Quanto a Unemat,está claro que principalmente este governo não tem nenhum interesse por ela.Ainda mais que o Reitor é companheiro de primeira hora dos henry.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Blairo, esse é o preço do segundo mandato!

    Esse é o preço de promessas não cumpridas!

    Política não o mesmo que ser Empresário!

    Empresário visa lucros, a luta pela sobrevivência....enquanto política, por costúme, ainda predomina a atenção, o clientelismo, a humildade, o companheirismo....é não imaginar o fim do Estado paternalista...! No primeiro mundo se pode admitir um Estado Empresa, aqui, ainda não!!

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o fiel retrato de um governo excludente, governa para os abenegados do agro-negócio, o povo de Mato Grosso foi excecrado do governo Blairo Maggi, precisamos mudar o rumo dessa história, as eleições 2008 serão decisivas para que possamos construir um novo mapa político do estado com vistas a 2010, então precisamos votar certo agora para que não soframos as consequencias depois.
    Esse governo que ai está não tem políticas públicas voltadas para educação, saúde, transporte, emfim se você é do agronegócio esse é seu estado, se vc é um cidadão comun desista de Mato Grosso. Em tempo bela nota do ENEM que maravilha, valeu caldo maggi.

  • Augusto Rodriguez | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E agora Blairo....você não tem mais o SUPER SECRETÁRIO MARCOS MACHADO!!!



    SÓ ele para resolver tudo isso, pois da última vez ele deixou a Secretaria um brinco, em total sintonia com o Governo Federal (IBAMA e MMA) e agora....o Luis Daldegan retirou tudo do trilho!



    Tanto é que o Marcos Machado foi convidado para ser Presidente do IBAMA e o Senhor não deu toda importância para o fato, talvez se tivesse se empenhado mais para derrubar a lei que proibe promotores de atuarem no executivo o Meio AMbiente e a Segurança estariam diferentes no ESTADO! E para emplacar alguém no Governo federal que nem foi pedido seu...preferiu ficar mendigando durante meses a ida do Pagot para o DNIT, que não está fazendo nada no MT!!!

    Saudades...faltam verdadeiros homens no seu staff!!!


    Saída do Daldegan é para ontem!!!


    Acorda Governador, pois desse jeito sua próxima candidatura entrará por água abaixo!!

  • joão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    gostou governadorzinho, do volei de praia de caceres.É por sua causa que piorou o calor em MT nos ultimos 15 anos, desmata mais.

  • helena | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson dourado, estou escrevendo novamente para reafirmar o descontentamento da população Cacerense com a dinastia henry, felizmente o povo da nossa cidade já enxergou que é hora de desvirar Cáceres pois o modelo de gestão de Ricardo Henry e Blairo Maggi, levou nossa cidade ao verdadeiro caos, portanto nós estudantes, professores os comeciantes, enfim toda a população que deseja ver nossa cidade próspera e em desenvolvimento estará unida nas eleições de 2008 e fazendo um verdadeiro limpa na Prefeitura e na Câmara Municipal que é aliada incondicional deste incompetente prefeito.Viva a UNEMAT.

  • Ramiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTADO EMPRESA NÃO EXISTE E NEM DEVE EXISTIR. ATRIBUEM OS QUESITOS ORGANIZAÇÃO E EFICIÊNCIA COMO PREDICADOS EXCLUSIVOS DAS EMPRESAS, ISTO PORQUE O ESTADO GASTA MAL E DESPERDIÇA. tAL FATO PODE SER CORRIGIDO SEM NECESSÁRIAMENTE ATRIBUIR AO ESTADO A NECESSIDADE DO LUCRO. ALIÁS ESTE É UM GRANDE PECADO DO GOVERNO MAGGI.
    O ESTADO DEVE CUMPRIR SUA FUNÇÃO DE SINDICO, LEVANDO OS SERVIÇOS NECESSÁRIOS AO FUNCIONAMENTO DO CONDOMÍNIO SOCIEDADE, À BAIXO CUSTO. O IMPOSTO SEMPRE SERVIU DE DEVE CONTINUAR SERVINDO PARA LEVAR O DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DE ESTRUTURA FISICA, AOS CIDADÃOS QUE NÃO PODEM PAGAR POR ELA, OU SEJA, OS RICOS (ÁQUELES QUE PODEM PAGAR)AJUDAM A MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DOS POBRES (AQUELES QUE NÃO PODEM PAGAR). ESTA É A FUNÇÃO HISTÓRICA DO TRIBUTO. QUANDO O TRIBUTO TRANSFORMA-SE EM VERBA PUBLICITÁRIA PARA AÇÕES PROMOCIONAIS DE INTERESSE PESSOAL, O RESULTADO É ESTE; INSATISFAÇÃO DE TODOS.

    O GOVERNADOR COMO BOM AGRICULTOR QUE É, SABE MUITO BEM QUE COLHERÁ OS FRUTOS DO SEU PRÓPRIO PLANTIO.
    JÁ ESTA COLHENDO

  • Silvio Araujo Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson,não sei se você estava presente no evento ,citado na matéria ou se usou de fontes ,pois sua matéria tem alguns equívoco.Primeiro , o DCE da Unemat estava presente ,não como líder mas parceiro do SINTEP/MT sub sede de Cáceres,entidade que por intermedio de negociação junto a assessoria do governador conseguiu entregar o documento que vc cita,que na verdade trata da reinvidicação dos profissionais da educação da rede estadual.

  • humberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    parabéns cáceres,isso é cidadania.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.