Últimas

Sábado, 16 de Junho de 2007, 07h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

MEIO AMBIENTE

Governador marca reunião para amenizar crise

Deputado José Riva, que vira porta-voz dos madeireiros, faz cobrança ao governador Blairo Maggi

    Preocupado com o reflexo na Assembléia de uma nova crise na área ambiental, o governador Blairo Maggi cancelou toda a agenda de terça (19) para priorizar uma reunião com o secretário Luís Daldegan e demais integrantes do corpo técnico da Sema junto com a comissão de Meio Ambiente do legislativo estadual. O governo começou a ser bombardeado pelos parlamentares por falta de reaparelhamento da pasta.

     O encontro será em seu gabinete no Palácio Paiaguás. Maggi tem apresentado números para contrapôr estatísticas negativas no setor e dado demonstração pública de alguns avanços, tudo para superar as críticas em âmbito nacional e internacional. O problema é que Mato Grosso continua no topo de Estado que mais desmata e promove queimadas ilegalmente. Tem-se ainda o fato do governador, por ser o maior produtor mundial de soja, ser alvo de ataques de organismos internacionais, que já batizaram-no de "destruidor de floresta".

     Algumas questões internas voltas à administração e à legislação têm provocado críticas ao governo, principalmente por parte de empresários madeireiros. O primeiro-secretário da Assembléia, deputado José Riva (PP), por exemplo, virou porta-voz dos reclames do setor. Da tribuna, ele cobrou esta semana maior estrutura à Sema. Disse que a pasta não consegue atender as demandas dos madeireiros. Isso, segundo ele, contribui para com o crescimento dos problemas legais junto aos órgãos de fiscalização.

     Riva observa que, por falta de ação da secretaria, em algumas regiões o Ibama está impondo terrorismo ao setor madeireiro. Citou exemplo de Paranaíta (650 km ao Norte de Cuiabá). "Lá, nos últimos dias, o Ibama simplesmente está implantando um terrorismo na região, por falta da ação da Sema, e jogando na vala comum aqueles que estão em dia com suas obrigações e operando dentro da legalidade, com os que estão atuando irregularmente”.

   De acordo com o deputado, "se a Sema não tiver equipamentos tecnológicos de ponta e reforço na equipe técnica com a contratação de mais profissionais, a tendência é que o órgão acabe se inviabilizando e seus 300 funcionários podem ficar desempregados".

   Diz também que há um clima de medo entre os funcionários e técnicos da secretaria. “Todo dia tem uma ação da Polícia Federal na Sema. Isso precisa acabar por que os técnicos estão com medo de assinar os laudos que precisam ser liberados para as madeireiras comprovarem que estão trabalhando dentro das normas exigidas e com o aval do governo do Estado".

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Irineu Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    16/06/2007 | 0:00


    Manda quem pode
    O BNDES aprovou financiamento de R$ 360 milhões para cinco pequenas centrais elétricas no rio Jurema, no Mato Grosso. Todas de propriedade do grupo empresarial do governador Blairo Maggi. É claro que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente já aprovou o estudo de impacto ambiental.

  • Paulo Henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Deputado Riva antes de estar preocupado com meio ambiente deveria começar a devolver o dinheiro que é ele e outros desviaram da Assembléia de Mato Grosso.

  • edson nogueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de saber o que o deputado riva chama de "reestruturação" da sema. Fico preocupado, pois ele é quem manda na sema, indicou o secretário adjunto, que é um neófito na área ambiental. Será que reestruturar a sema na concepção dele é colocar mais apaniguados seus, evitar a emissão de autos de infração para crimes ambientais, aprovar projetos de manejo florestal sem maiores critérios técnicos, ou seja, será que o deputado deseja ter o controle total da sema? Abra o olho governador, não ceda a pressões eivados de dúbios interesses, pois caso contrário, uma nova operação curripira não tardará. Pobres coitados dos técnicos da sema, que além de muito maus remunerados, ainda sofrem pressões para assinarem projetos sem consistência técnica. Se quiserem melhorar a eficiência da sema, é só melhorar o plano de cargos e salários, chamar novos técnicos aprovados no último concurso e dar mais segurança jurídica aos pareceres técnicos do seu corpo técnico. Vejo nesse barulho na assembléia outras intenções, talvez de retornar a sema ao período anterior a do secretário marcos machado que reorganizou e deu mais transparência ao órgão.

  • Adilson Jamilsin | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vejam que tristeza essa SEMA, quem manda la são tres pessoas: Humberto Bosaipo que colocou o seu afilhado Luiz Henrique Daldegan e tantos outros... Riva colocou o Adjunto Batilde e tantos outros... O irmão do prefeito Nilson Leitão, Dilceu Dal Bosco que manda literalmente na SEMA e agora está querendo tirar o rabo dele do fogo e tentando atirar as suas lamas nos "coitados dos servidores".
    Quem acredita que Blairo possa passar uma regua nisso tudo e mandar todo esse povo apadrinhado que so fazem oque seus "chefes" mandam, estão redondamente enganados. O rabo esta bem preso... Ja antevendo essa reunião, vai ser mais uma enrolação e vão dizer que resolverão num futuro proximo e mais blablabla. So conversa pra bi dormir.

  • Adriana Menezes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Por favor Blaio Maggi, ainda há tempo de salvar as coisas pelas bandas da SEMA, mas é necessário tirar os dois cabeças de lá... Isso mesmo, Luiz Henrique e Batilde só estão fazendo oque o DEM manda...e agora tem gente do próprio partido metendo o pau. Please, traga de volta o Dr. Marcos Machado...a SEMA precisa é de alguém com FIRMEZA e CORAGEM no comando. Blairo, salve a SEMA.

  • Justiniano Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu não entendo mais nada... o presidente da comissão de meio ambiente falando nos quatro cantos que está preparando e apresentará um dossiê mostrando falcatruas dentro da SEMA. Engraçado, mas encontrei dois superintendentes do órgão dizendo que o tal deputado está mesmo é querendo esconder o rabo dele, tentando focar a culpa para outro lado. Tenta de qualquer forma jogar os servidores do órgão na vala da corrupção, esqueceu-se que um próprio funcionário dele a meses atrás fora preso pela Polícia Federal por esquemas graves.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tenho amigas que trabalham naquele órgão e estão assustadas, desmotivadas, pensam seriamente em pedir as contas e só não fizeram isso porque precisam do mísero salário para sobreviver. Para se ter uma idéia, uma mestre, com mais de 10 anos de casa, percebe mensalmente pouco mais de 3 mil reais. e olha que a maioria dos técnicos ganha em torno de 2 mil, isso é um absurdo!!! Quanto ao deputado bosaipo, dizem que ele costuma intermediar processos de prefeituras e empresários naquele órgão, inclusive pressionando os funcionários a liberarem licença. Os técnicos sérios do órgão sabem quem são os afilhados do deputado na sema, e os seus envolvimentos com certas coisas. Nessa história toda, eu não consigo entender a posição do Governador. Ora, o nome dele e o próprio governo estiveram super desgastado na época da operação currupira, e na época nomeou o promotor marcos machado que realmente reorganizou e limpou o órgão, e agora, entrega novamente a sema à políticos e dirigentes inescrupulosos, com conduta duvidosa. Muito estranho essa atitude, será que querem acabar com a sema? mas, o desgaste não será maior ainda? Um Conselho ao governador, chame logo o marcos machado de volta, antes que tenha que apagar incêndio de grandes proporções, ou seja, novas operações da policia federal.

  • Edgar Jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse governo não está nem um pouco preocupado com o meio ambiente, ele que mais é aumentar a sua área de soja, o unico orgão publica que podia multá-lo era a policia ambiental e o que ele fez, acabou com ela e deixou apenas os tecnicos muitas das vezes apadrinhados politicamente para fazer a fiscalização.

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

Prédio da Câmara receberá decoração

misael 400 curtinha   A Câmara Municipal de Cuiabá vai gastar R$ 41 mil com decoração natalina. E quem executará os serviços para deixar o prédio do Legislativo todo iluminado é a Capriata de Souza Lima & Souza, vencedora do pregão eletrônico. Com seus 25 vereadores, 521...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.