Últimas

Terça-Feira, 10 de Abril de 2007, 12h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Governador só mantém 7 secretários "intocáveis"

   Das 22 secretarias que compõem o primeiro escalão, fora Defensoria Pública, órgãos e autarquias, o governador Blairo Maggi só não promoveu mudanças em sete - confira no quadro. Nesta segunda, em seu discurso durante solenidade que marcou o retorno ao comando do Estado após um mês de férias, Maggi sinalizou que pretende mudar ou remanejar secretários. Não está contente com alguns membros do staff. Preferiu não declinar nomes. Estuda as mudanças em sigilo. 

    Nestes cinco anos de administração, Maggi mantém como "intocáveis" Waldir Teis, na Fazenda; Yênes Magalhães, no Planejamento e Coordenação Geral; Sírio Pinheiro, na Auditoria-Geral; Alexandre Furlan, na Indústria, Comércio, Minas e Energia; e a esposa Terezinha Maggi, que só deixou a pasta do Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social para acompanhá-lo no recente período de férias.

    Ainda continuam no mesmo cargo desde janeiro de 2003, quando Maggi assumiu o Palácio Paiaguás, o procurador-geral do Estado, João Virgílio, e o secretário de Estado de Cultura, João Carlos Vicente Ferreira.

    Algumas pastas já tiveram até secretários na gestão Blairo Maggi, como é o caso da Casa Civil, por onde já passaram Carlos Brito, Joaquim Sucena, Luiz Pagot, Antônio Kato e, hoje, João Malheiros. A Saúde iniciou com Gabriel Novis Neves, depois veio Luzia Leão, Marcos Henrique Machado e, por fim, Augustinho Moro, que se tornou também um dos principais homens de confiança do governador.

   As mesmas mudanças ocorreram na Educação, já comandada por Novis Neves, Ana Carla Muniz e Luiz Antônio Pagot que, nos próximos dias, deixa o cargo para o vice-governador Silval Barbosa.

    O Meio Ambiente começou com Moacir Pires, seguido por Marcos Machado e hoje está sob Luís Henrique Daldegan. Na pasta do Desenvolvimento do Turismo já passaram Ricardo Henry, Yêda de Oliveira e agora é conduzida por Pedro Nadaf. No Desenvolvimento Rural já estiveram Homero Pereira, Otaviano Pivetta, Cloves Vettorato e Neldo Egon.

   Na Justiça e Segurança Pública o ex-deputado Carlos Brito substituiu Célio Wilson e, na Infra-Estrutura, Vilceu Marchetti passou a comandar a pasta no lugar de Luiz Pagot, remanejado à Educação. O governo Maggi começou com Geraldo Gonçalves na Comunicação e, depois, passou à condução do jornalista José Carlos Dias. O ex-deputado Chico Daltro entrou no lugar de Flávia Nogueira na Ciência e Tecnologia.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.