Últimas

Terça-Feira, 10 de Abril de 2007, 12h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Governador só mantém 7 secretários "intocáveis"

   Das 22 secretarias que compõem o primeiro escalão, fora Defensoria Pública, órgãos e autarquias, o governador Blairo Maggi só não promoveu mudanças em sete - confira no quadro. Nesta segunda, em seu discurso durante solenidade que marcou o retorno ao comando do Estado após um mês de férias, Maggi sinalizou que pretende mudar ou remanejar secretários. Não está contente com alguns membros do staff. Preferiu não declinar nomes. Estuda as mudanças em sigilo. 

    Nestes cinco anos de administração, Maggi mantém como "intocáveis" Waldir Teis, na Fazenda; Yênes Magalhães, no Planejamento e Coordenação Geral; Sírio Pinheiro, na Auditoria-Geral; Alexandre Furlan, na Indústria, Comércio, Minas e Energia; e a esposa Terezinha Maggi, que só deixou a pasta do Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social para acompanhá-lo no recente período de férias.

    Ainda continuam no mesmo cargo desde janeiro de 2003, quando Maggi assumiu o Palácio Paiaguás, o procurador-geral do Estado, João Virgílio, e o secretário de Estado de Cultura, João Carlos Vicente Ferreira.

    Algumas pastas já tiveram até secretários na gestão Blairo Maggi, como é o caso da Casa Civil, por onde já passaram Carlos Brito, Joaquim Sucena, Luiz Pagot, Antônio Kato e, hoje, João Malheiros. A Saúde iniciou com Gabriel Novis Neves, depois veio Luzia Leão, Marcos Henrique Machado e, por fim, Augustinho Moro, que se tornou também um dos principais homens de confiança do governador.

   As mesmas mudanças ocorreram na Educação, já comandada por Novis Neves, Ana Carla Muniz e Luiz Antônio Pagot que, nos próximos dias, deixa o cargo para o vice-governador Silval Barbosa.

    O Meio Ambiente começou com Moacir Pires, seguido por Marcos Machado e hoje está sob Luís Henrique Daldegan. Na pasta do Desenvolvimento do Turismo já passaram Ricardo Henry, Yêda de Oliveira e agora é conduzida por Pedro Nadaf. No Desenvolvimento Rural já estiveram Homero Pereira, Otaviano Pivetta, Cloves Vettorato e Neldo Egon.

   Na Justiça e Segurança Pública o ex-deputado Carlos Brito substituiu Célio Wilson e, na Infra-Estrutura, Vilceu Marchetti passou a comandar a pasta no lugar de Luiz Pagot, remanejado à Educação. O governo Maggi começou com Geraldo Gonçalves na Comunicação e, depois, passou à condução do jornalista José Carlos Dias. O ex-deputado Chico Daltro entrou no lugar de Flávia Nogueira na Ciência e Tecnologia.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.