Últimas

Quarta-Feira, 05 de Março de 2008, 18h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Governadores fecham acordo e se auto-elogiam

    
Serra e Maggi trocam elogios quanto à forma de administrar
Foto: Edson Rodrigues/Secom

   A solenidade nesta quarta, em Cuiabá, para assinatura de um termo de cooperação mútua entre os Estados de São Paulo e Mato Grosso, se transformou em troca de afagos entre os governadores Blairo Maggi e José Serra. Ambos fizeram elogios mútuos quanto à forma de administrar. Os dois partidos a que pertencem os gestores são adversários em MT. Maggi é do PR. Já o PSDB de Serra tem como um dos líderes regionais o ex-senador Antero de Barros, derrotado por Maggi em duas eleições consecutivas (2002 e 2006). O prefeito tucano Wilson Santos se fez presente à solenidade realizada da Federação das Indústrias (Fiemt). Antero preferiu distância.

  A partir desta parceria, os dois Estados vão atuar conjuntamente, com vistas a melhorar a arrecadação tributária, além de proporcionar ações voltadas à pesquisa e à tecnologia no setor agropecuário. Os secretários de Fazenda, Éder Moraes e Mauro Ricardo Machado Costa, de MT e SP, respectivamente, assinaram também os protocolos para a implantação do regime de substituição tributária em relação às operações realizadas por contribuintes do ICMS.

    No regime de substituição tributária, fica atribuída ao estabelecimento (contribuinte) que promover a saída de mercadoria a responsabilidade pela retenção e recolhimento do ICMS, ou seja, o imposto é retido direto na fonte do seu fornecimento (durante a transação comercial) e encaminhado ao Estado de origem do imposto. A ação envolve alguns produtos farmacêuticos, rações para animais, eletroeletrônicos e de informática, bebidas quentes, cosméticos, perfumaria, materiais de construção e materiais de limpeza.

   A assinatura dos convênios sela uma parceria não só de operações, mas também de visão quanto aos gastos e arrecadação tributária. O governador paulista elogiou o aumento de arrecadação de impostos feita no governo Maggi. “Nós de São Paulo queremos ter ao nosso redor campeões de crescimento. Devemos lutar contra a sonegação e o governo de MT está no caminho certo. Vislumbra uma administração de resultados”, disse o tucano. “Como se planeja uma empresa devemos planejar o Estado. Atuar na economia de recursos e estabelecer parcerias com a área privada. Essa talvez seja a mais importante”, completou.

  Maggi, por sua vez, devolveu elogios a Serra, a quem chegou a declarar apoio do primeiro turno da eleição presidencial de 2006. Disse que é preciso ter preocupação com a arrecadação tributária. Ele visualiza controlar gastos e aumentar a arrecadação com a ajuda da informática. “Temos que nos preocupar com a carga tributária. Outra coisa que nos preocupa é a questão da reforma tributária, mas o governo não quer bancar a diferença, que deve chegar a R$ 2,8 milhões. O Estado não tem como fazer isso, a não ser aumentar a eficiência na arrecadação”, diz Maggi. Ao final da solenidade, com cerca de 100 pessoas presentes, Maggi presenteou Serra com uma viola de cocho, símbolo da cultura mato-grossense. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O verbo -ARRECADAR- é mais conjugado entre todos os políticos,sejam êles do PT,PSDB,PR,DEMetc. Tratando-se de tungar nosso bôlsos já combalidos,são ageis ,trocam elogios,afagos e esquecem das diferenças partidarias e se unem no assalto conjunto.Atualmente presenciamos a volta da DERRAMA,coisa lá do Império mas que Blairo e Serra tratam de desenterrar. Só falta a fôrca e os grilhões.

  • Glauco Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em 2010 o blairo vai trai o pt e vai de serra pq ele sera o favorito....essa é a personalidade do nosso governador!!

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...

Ministro Tarcísio rasga elogios a Fávaro

tarcisio 400 curtinha   O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (foto), em vídeo de congratulações, só faltou pedir voto para Carlos Fávaro, senador interino que busca à reeleição e que completou 51 anos nesta segunda. Disse que Fávaro, com quem possui bom...