Últimas

Sexta-Feira, 30 de Janeiro de 2009, 17h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

PALÁCIO PAIAGUÁS

Governo corta salário de quem não se cadastrar

  O governo estadual resolveu fechar o cerco contra servidores ativos e empregados públicos que não validaram a atualização dos seus dados cadastrais. O prazo se estende até 17 de abril. O Estado tem mais de 80 mil servidores. Aqueles que ignorarem a resolução da Instrução Normativa 014/2008 vão ter subsídios suspensos. O prazo para esse perfil de servidor foi estendido por quase dois meses. Em princípio, a suspensão deveria ocorrer em 26 de fevereiro.

  “É necessário que esses servidores e/ou empregados que têm documentos pendentes para entrega, validem a atualização até 17 de abril impreterivelmente”, avisa a coordenadora de Atualização Cadastral, Edalva Maria Dias. O governo do Estado disponibiliza vários postos para atualização cadastral. Na capital, estão localizados na escola estadual Presidente Médici, no bairro Araés, e nas dependências da secretaria estadual de Administração. Ao todo foram montados 29 postos em 21 municípios.

  O secretário de Administração, Geraldo de Vitto, disse que a atualização leva em consideração a necessidade de aperfeiçoar, ampliar e empreender maior controle em relação ao cadastro dos servidores. Enfatiza que existe também a necessidade de obter informações sobre a saúde dos servidores e dos empregados públicos.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • SÉRGIO ALCÂNTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTE SECRETÁRIO DEVE AGRADECER A DEUS POR TER PERMANECIDO TANTO TEMPO NESTE CARGO, SENDO TÃO RUIM PARA OS SERVIDORES...SEQUER CUMPRIMENTA OS SERVIDORES...NADA DE BOM DIA, BOA TARDE...

    NESTA DE RECADASTRAMENTO FIZERAM O ABSURDO DE EXIGIREM PRIMEIRA VIA OU SEGUNDA VIA RECENTE DE DOCUMENTO, POIS NÃO ACEITARAM NEM CÓPIA AUTENTICADA DO DOCUMENTO, UM ABSURDO. TEVE GENTE QUE TINHA CÓPIA AUTENTICADA E TEVE QUE PEDIR EM OUTRO ESTADO, SEGUNDA VIA DO DOCUMENTO ORIGINAL...TOTALMENTE DESNECESSÁRIA ESTA EXIGÊNCIA, QUE NA MINHA OPINIÃO, ILEGAL...

  • geraldo reserva feitosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Geraldo, que é isso cara, ouvi dizer por pessoas que lhe conhecem que vc é um cara legal.Porque essa mascara de mal? nao me vem dizer que voce admira essa frieza e incessibilidade de maggi, pagot, e Adilton.
    Cara nós somo latinos, gostamos de um sorrizo de um bom aperto de mão. Se for o cargo que lhe força a manter essa distancia das pessoas, deixe de lado o protocolo, porque cargos e até o poder são efemeros. O que vale na hora que estamos em um caixão é como foi que nos relacionamos com nosso semelhante. o que quero dizer é o seguinte nao sucumba a empafia e a arrogancia, pois ela ja fez vitimas como zé dirce, adilton, vai fazer o pagot o blairo o novack, o campo sales, e se voce nao mudar tambem voce.

  • orlandir cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ridiculo este recadastramento, cheguei a ver no posto de Cáceres pessoas de cadeira de roda, idosos,doentes, com dificuldade de mobilidade sendo carregados para tirar a foto e serem recadasrtrados... detalhe, a maioria tinha que retornar varias vezes em virtude das exigencias de documentos originais... foi um Deus nos acuda....

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Palhaçada esse recadastramento. Quando tomei posse, entreguei ao Estado cópias de todos os documentos exigidos em edital. Vale lembrar que esse não é o primeiro recadastramento de servidores feito por esse mesmo governo. Onde estão os sindicatos que não defendem os servidores? Tem que caçar os fantasmas... Esses não são concursados. São DAS.

  • Zeca da Colina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    -Medida inócua.

    -Talvez o secretário não entenda sobre tecnologia da informação.

    -Basta,cada centro de atividade estadual informar quem trabalha no setor.

    -Quem não informar corretamente, deve ser demitido.

    -Por exemplo:temos funcionários de Rondonópolis vivendo das benesses do governo estadual,morando em Cuiabá,e recebendo proventos da prefeitura de Rondonóplis.

    -Com a informática, podemos cruzar as informações.

    -Por debaixo dos panos,conseguimos entender como um funcionário que fez concurso para o Hospital Regional,nunca pisou no estabelecimento.

    -Estas são medidas para institucionalizar as falcatruas do governo de mãos limpas.

    -Favor não me pedirem para citar nomes,pois a lista é grande,principalmente depois que Sassá perdeu a eleição.

  • telma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tomei posse no estado em agosto de 2007 e maio de 2008 (9 meses na ativa) e precisei me recadastrar e entregar tudo os documentos de novo. Cade a organizaçao Sad. Achei um absurdo.

  • Fernando Capilé | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A burocracia é algo realmente difícil de ser administrada, mas fundamental quando há uma crise de confiabilidade (o que, convenhamos, é muito comum em nosso querido Brasil). Neste caso, cabe ao Estado determinar condutas que possam regulamentar, organizar e executar os serviços prestados pelos agentes públicos para a sociedade. É bom lembrar que quando o cidadão possui um cargo no Estado, não pode ser visto como meu amiguinho ou meu conhecido, sob pena de cair na tentação da benece pró amigos, o que desmoraliza o sistema. Sendo assim, são injustas as acusações sobre o secretário Geraldo de Vitto, já que tem demostrado competência e austeridade no comando de uma pasta complicada como é a Administração. Conheço, sim, o secretário e admiro a forma como ele sabe separar o que é seu do que o que é do povo. O que alguns vêem como rabujisse ou mal humor eu vejo como idoneidade, transparência e igualdade de tratamento. Acompanho a política matogrossense há muitos anos e posso dizer que não me lembro de um secretário tão bom quanto o que aí está. Entendo que as críticas devam existir, mas que sejam sérias e construtivas. Prefiro um agente público sério mas que seja honesto e transparente, afinal de contas o cargo passa, mas o Estado, os servidores e o povo, esses ficam, juntamente com os benefícios, direitos e deveres. Parabéns de Vitto. Continue assim, sem ligar para os críticos de plantão, pois o melhor reconhecimento que alguém pode ter por seus atos nesse mundo é a aprovação de Deus.

  • Carlos Alberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fazer criticas ao secretário De Vitto é um direito de todos, mas algumas coisas que foram comentadas aqui são infundadas.

    - O secretário cumprimenta todas as pessoas daquela secretaria, sendo servidor, cargo comissionado, estagiário e terceirizado. Tanto é que já ouvi depoimentos de muitas pessoas que trabalham lá que atual secretário de Administração é bem diferente dos antigos, que nem olhavam para a cara dos que lá trabalham.

    - Nos sites, na TV e o próprio Disque-Servidor diz que quem está impossibilitado de se dirigir até um posto de atualização cadastral, pode agendar uma visita. Quem se dirigiu até o posto estando em cadeira de rodas, deixou de utilizar o serviço porque quis!

    - Todos só sabem criticar, dizendo que existem muitos servidores fantasmas nos órgãos públicos.. quando se tomam medidas para conhecer melhor estes servidores, vocês voltam a criticar... É melhor ir procurar o que fazer ao invés de tecer criticas infundadas!

  • maria de jesus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem cada absurdo nesse recadastramento,tais como a exigencia da certidão de casamento de uma viúva sem filhos menores de 24 anos ser de 6 meses ,ou seja , ela morrendo ninguem vai receber o pecúlio. Quem ganhou? os cartórios pela segunda via emitida.

  • Paricia Azovede | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou servidora pública estadual, o problema deste recadastramento foi a falta de organização e informatização da SAD, exemplo destes servidores que assumiram em 2007 onde foi parar todos aqueles quilos de documentos que o concursado teve que entregar, pediram exame médico até das cutículas, então falta organizaç~so por psrte da secretaaria.
    Porem garanto que o número de servidores após o recadastramento vai diminuir desses 80 mil, pois os outros governadores deixaram muitos funcionáros em condição suspeita na fola de pagamento.
    E não deveria ser estendido o prazo não o barsileiro tem que aprender não deixar as coisas pra última hora e tem que cortar o salário sim

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS