Últimas

Domingo, 11 de Janeiro de 2009, 20h:53 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

POLÍCIA MILITAR

Governo estuda criar mais 4 comandos regionais

Ampliação da estrutura elevaria o quadro de coronéis de 18 para 22

  O governo do Estado deve implantar no primeiro semestre deste ano quatro novos comandos regionais da Polícia Militar, elevando a estrutura de 8 para 12. O comandante-geral da PM, coronel Campos Filho, vai receber este mês um estudo sobre a Lei de Organização Básica, com algumas sugestões e, em seguida, o repassará à Casa Civil. Alguns deputados já entraram no debate, em defesa da ampliação do número de comandos. Estuda-se também a volta da nomenclatura "Batalhão".

   Em princípio, a proposta é instituir comandos em Pontes e Lacerda, Peixoto de Azevedo, Alta Floresta e Vila Rica. Isso resultaria na ampliação de 18 para 22 do número de cadeiras de coronéis na ativa. Acontece que para cada comando abrem-se duas vagas de coronel. Hoje, a PM mantém comandos regionais em oito cidades-polos. São elas: Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças, Cáceres, Tangará da Serra e Juína.

   O governador Blairo Maggi aguarda a conclusão dos estudos para, a partir daí, aprovar ou não a ideia de ampliar o número de comandos regionais. Uma das preocupações do Palácio Paiaguás é que a proposta exige maior estrutura de pessoal e, consequentemente, mais investimentos financeiros e logísticos.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • JONAS MELO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O modelo da estrutura hierárquica da Policia Militar é arcaica e imperial,estando ultrapassada considerando-se o novo padrão de eficiência administrativo e gerenciamento moderno. São doze divisões- Praças(elementos de execução) - SD,CB,3ºSGT,2ºSgt.1ºSGT, Subtenente, Oficiais (Gerenciadores) 2ºTenente,1º Tenente, capitão e Major,Ten cel PM,Cel PM(coordenadores).Com uma cadeia de comando longa e ineficiênte, que beneficia apenas as patentes de 2ºTenente a Cel (os oficiais)que apenas assistem as praças trabalharem no front. Porém, a oficialidade recebe todos os benefícios e regalias das cortes feudais que a posição de oficialidade pode proporcionar, tais como: viaturas e motoristas a disposição dos mesmos,períodos de licenças e viagens internacionais com direito a diárias, boa refeição(diferenciada do resto da tropa),uso de telefones oficiais, abastecimento de seus veículos com combustivel do Estado. A unificação das policiais civis e polícias militares seria um bom caminho para a readequação da estrutura da segurança formatando-a em conformidade com o século XXI.

  • paulo siqueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sempre os oficiais, alguns deles só faltam os subordinados limaparem seus sapatos, isso tem que acabar, ser uma policia moderna, e tem policial militar dependente quimico, como um policial desses trabalha para nossa segurança? quer criar novos comandos mas ainda tem deficiencias na capital e vizinhanças...cade os policiais que trabalham atendendo telefones? pq não colocam pessoas civis ou deficientes visuais pra fazerem esse serviço? sera queeses oficiais não tem o que pensar pra mostrar serviço? policial fez concurso pra trabalhar na rua, e não ficar no quartel ...

  • marcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a policia tem que se unificar, trabalhar em conjunto, oficiais gastando dinheiro com mordomias, e o comando finge que não é com eles, e a população fica a merce de estrupadores, ladroes, pagamos mtos impostos ta na hora de começar a dar resultados ...

  • nicolas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    os oficiais da pmmt gastão demais com dinheiro, em coisas futeis, só pq é oficial não quer dizer que pode fazer tudo

  • Marcio Costa Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que mais vejo aqui é pessoal reclamando dos oficiais da PM. Isso remete a uma reflexão.

    Agora pergunto: Se está tão ruim, porque vcs não pedem demissão e procuram outro emprego? Vcs estão se autoflagelando? Não, não. Devem gostar do sofrimento e de conivência. Isso mesmo.

    Ah !!! Deve estar sobrando alguma coisinha pra vcs não é mesmo??? No minimo algum privilégio estão tendo, pois funcionário público em geral é cheio de regalias. Basta ver os feriados.

    Pensem bem. A polícia de vcs existe a mais de cem anos. Sempre falaram mal dos oficiais. Adiantou alguma coisa? O que vcs dizem todo mundo já sabe.

    Tenho umas alternativas:

    Não acha que é melhor estudar bastante, ao invés de perder tempo falando mal deles e fazer concurso pra se tornar oficial também, pra então tentar mudar tudo isso aí? Ou não mudar nada e gozar dessas mordomias.

    Que tal melhor escolher nossos governantes?
    São eles que designam os oficiais que a PM tem. Eles que criam leis que supostamente privilegiam os oficiais.

    Entendo que devemos cobrar de nossos governantes, pois eles é que mantém toda essa situação que aí está.

    Só reclamar não adianta muito. Apenas fortalece eles. Pelo que vejo eles são muito unidos e conseguem tudo o que querem. E essa união, lógico, arrebenta com as demais classes, uma vez que esfacelados não tem força para lutar.

    Se não entendem assim, continuem reclamando então.
    PALAVRAS VOAM AO VENTO, lembrem disso.

  • JONAS MELO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro leitor Marcio Costa Marques, não sei qual a razão que o levou a considerar que todos os comentários realizados são de Praças PM ou BM? Eu sou um profissional liberal e não tenho qualquer vínculo com a PM ou BM. Como cidadão critico a estrutura hierárquica das corporações Militares e seu modelo organizacional. Nada contra a pessoa do cidadão oficial PM ou BM, haja vista que, sou amigo de muitos oficiais e conheço muito bem suas rotinas de trabalho. Teus conselhos,tuas críticas e comentários assemelham-se ao pensamento vigente no corpo da oficialidade militar.RaZÃO Pelo qual julgo que vc pode ser oficial( neste caso estaria agindo em defesa de causa própria) ou aparentado de algum oficial (neste caso em defesa de terceiros interessados).
    Quanto ao seu conselho para as praças estudarem e tornarem-se oficiais, seria interessante se a consaguineidade não fosse um pré-requisito extraoficial exigido nas corporações militares para galgar o oficialato (com raras exceções). Tudo devido justamente as regalias que o posto proporciona aos mesmos.Lembro-te ainda que o Brasil é um pais onde vigora a desigualdade economica-social, com uma democracia de faz de conta, portanto, teus conselhos são inócuos e visam apenas desviar o foco central do problema, quais sejam os excessos de privilégios na oficialidade e sua estrutura hierárquica ultrapassada e ineficiênte

  • Juliano de Deus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gente !!!

    Esse JONAS MELO e MARCIO COSTA MARQUES estão viajando na maionese.
    Unificar a PM e PC ??? Será que ele não viu o que aconteceu em São Paulo nos últimos meses?? Ninguém consegue unir essas instituições por uma decisão de papel. São antagônicos históricos, por isso nem tentam uní-los.
    Não acho, Marcio, que devemos continuar quietos diante de tanta barbaridades existentes na PM e BM. Temos que gritar sim. Um dia nos ouvirão.
    Jonas, vc pisou na bola quando falou do ingresso ao oficialato. Se vc não sabe é por concurso feito pela UFMT. É coisa séria. A não ser que vc tá sabendo de alguma coisa. Aí é melhor procurar o MP. Desse jeito vc coloca a UFMT sob suspeita.

    Abração a ambos

  • antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sera que vai ter policiais para o batalhão florestal?é brincadeira hein...faz serviço completo, mais concurso...

  • paulo teles | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é....pq aquele bando de policiais de fim de ano sumiram? a malandragem vai correr solta outra vez...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.