Últimas

Sábado, 08 de Dezembro de 2007, 08h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

Governo pratica estelionato eleitoral, diz tucano

Vereador Permínio Pinto defende policiais e critica Maggi       Vereador cuiabano considera injustificável a decisão do governador de não conceder reajuste salarial aos agentes da Polícia Civil

   O vereador por Cuiabá, Permínio Pinto, líder do PSDB na Câmara, diz que o governador Blairo Maggi (PR) pratica o que chamou de estelionato eleitoral. Considera injustificável a decisão do republicano de não conceder aumento salarial aos policiais civis como foi prometido no ano passado.

     “O segundo mandato de Maggi é mais um estelionato. Ele prometeu reduzir os impostos duas vezes e não o fez. Agora, pede uma trégua para os policiais, dizendo que não discutiu aumento salarial no ano passado porque 2006 teve eleição. Por que prometeu fazer isso e não cumpre?”, criticou o tucano.

    O vereador se diz indignado com o fato, principalmente porque Maggi rejeita discutir com a categoria que deflagrou greve geral há uma semana. "Essa situação demonstra o descaso para com os policiais”. Os investigadores e agentes da Polícia Civil reivindicam aumento do piso de R$ 1,3 mil para R$ 2,3 mil. Também querem a reestruturação e adequação de carreiras de nível médio para nível superior.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Marcos Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com as palavras do ilustrissimo Vereador.
    O senhor Governador está trazendo a "tona", sua verdadeira face como político: "a de fazer promessar e não cumprir". Acredito que qualquer pessoa, atuante no seu governo, saberia que ao ser concedido o requisito de nível superior para os integrantes da polícia civil, obviamente, também deveria ser revisto os salários; afinal, a polícia está querendo um servidor mais qualificado, ´nada mais justo do que esse servidor ser remunerado a altura.
    No quadro geral de servidores do executivo estadual, o senhor governador já paga para os de nível superior, uma salário de 2.050,00 reais. Ora, por que então não pagar tal salário para os policiais civis?
    Com essa atitude do senhor governandor, fica claro que ele não tem nenhuma preocupação com a segurañça pública, muito menos, com os policiais civis deste Estado.
    Espero que o senhor governandor nunca precise entrar numa delegacia...

  • Vilson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SE O GOVERNADOR DIZ QUE O ESTADO NÃO TEM DINHEIRO PARA MELHORAR A SEGURAÇA DE MT., DEVERIA SEGUIR OS EXEMPLOS DOS ESTADOS DE MATO GROSSO DO SUL E GOIÁS QUE NÃO ISENTAM MAIS OS PRODSUTORES DE GRÃOS.
    É UM VERDADEIRO ABSURDO ESSES PRODUTORES QUE LUCRAM FURTUNAS NÃO PAGAREM 1 REAL DE ICMS ENQUANTO A POPULAÇÃO PAGA ICMS P/ TUDO.


2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS