Últimas

Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2009, 17h:31 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

PAC

Gravações mostram forte influência e lobby de José Rosa

   Carlos Avalone, um dos sócios da Construtora Três Irmãos, conversou, em 26 de abril do ano passado, no período noturno, com José Antonio Rosa, homem de confiança do prefeito Wilson Santos e que ocupa cargo de procurador-geral da Prefeitura de Cuiabá. Então presidente da Sanecap, Rosa foi responsável pelos processos licitatórios das obras do PAC. Ele foi preso pela Polícia Federal nesta segunda (10) juntamente com outras 10 pessoas, entre elas o próprio Carlos Avalone.

   O RDNews teve acesso ao processo e ao conteúdo dos diálogos. O Ministério Público destaca no inquérito que José Rosa exerce grande influência junto ao prefeito Wilson Santos. É também a ponte de contato com o secretário-executivo do Ministério das Cidades, o mato-grossense Rodrigo Figueiredo, responsável pelo repasse das verbas federais aos municípios. "Essas ligações, por óbvio, são comuns ao próprio cargo que exerce. Contudo, José Antonio Rosa também revela estreitos contatos com os licitantes, notadamente, os empresários que compõem o Consórcio Cuiabano, atendendo a seus reclames para intermediar junto a empresas sediadas em outro Estado (SP), vencedoras de um dos lotes da concorrência pública, que estariam se recusando a “compor” com o grupo local", escreve o juiz federal Julier Sebastião da Silva, que decretou a prisão dos 11 acusados de fraudes nas obras do PAC em Cuiabá e Várzea Grande. Para a Justiça, ficou evidente a utilização do cargo por José Rosa para exercer influência no processo.

    As interceptações telefônicas registram que José Rosa manteve reuniões com empresas de São Paulo e recebeu reclamações dos empresários cuiabanos sobre a retirada de documentos pelo TCU, fez gestão junto à presidente da Comissão de Licitação sobre esses fatos e, mesmo após ter deixado o cargo de presidente da Sanecap, em maio de 2008, continuava a ser informado sobre o certame. (Romilson Dourado)

José Rosa conversa, por telefone, com Carlos Avalone
(dia 11 de abril de 2008, às 16h54)
José Rosa - Oi!
Carlos Avalone - Alô!
José Rosa - Fala Avalone.
Avalone - Oi Zé, tudo bem é Avalone. Voce viu que o TCU pediu as pastas da concorrencia de preços?
Jose Rosa - Não vi, mas eles avisaram que iam acompanhar.
Avalone - Por causa disso não vai soltar o negócio no diário oficial.
José Rosa - Não , já esta soltando, já foi pro diário oficial.
Avalone - O pessoal seu parece que entenderam que por isso não ia soltar.
José Rosa - Não ....vou ver.
Carlos Avalone - Dá uma conferida lá.

José Rosa fala ao telefone com Ana Virgínia, a Naná, da Comissão de Licitação
(em 11 de abril do ano passado, às 17h13)
Ana Virgínia- Alô.
José  Rosa- Oi!
Ana Virgínia - Eu não mandei publicar, o TCU veio aqui e catou um monte de propostas vencedoras, levou e não devolveu...a Augusto Veloso ficou de me mandar um artigo completo...
Jose Rosa - Como que o TCU foi aí e catou , baseado no que?
Ana Virgínia - Via protocolo.
José Rosa - Quem que foi aí?
Ana Virgínia - O Fernado e a Amanda. Pegaram as propostas e levaram.
José Rosa - Estavam analizando as propostas, não podiam deixar levar, voce não podia ter entregado.
Ana Virgínia - Nunca vi tamanha interferencia....estão desconfiados....constrangedor...
José Rosa - Bom agora não tem jeito, ficaram de devolver hoje ainda?
Ana Virgínia - Não falaram nada...estou deixando tudo pronto passando para o Paulo, estou viajando amanhã....
José Rosa - Passa pra Silvana, vou pegar o telefone do Carlos Augusto do TCU.

José Rosa telefona para Verne ou Vernão
(em 14 de abril de 2008, às 14h14)
"José diz que não tem como sair daqui agora. Está finalizando o PAC, reunião com o MP....HNI
diz que precisava da presença de José, o presidente (?) quer escutar "de voce". Insiste para José pegar o vôo da noite e conversar durante o café da manhã ou durante a noite. Fala sobre o cara que o Ava veio falar, HNI diz que organizou a suruba

José Rosa em outro diálogo de 14 de abril de 2008, às 18h06, comenta com Verne ou Vernão:
"José Rosa fala que não tem como ir na reunião amanhã...deve ir para São Paulo na sexta-feira. Quer ver isso na quinta....HNI quer que José converse com aquele rapaz que o AVA falou por último, porque ele vai aí falar com o nº 1...tinha que falar com ele antes...ele quer escutar de você ou do outro, se ele falar com o outro vai falar besteira...de vovcê vir acaba o problema, venha no vôo das 5....tá bom..."

Em 16 de abril de 2008, às 17h11, José Rosa conversa com Paulo, já em São Paulo:
José Rosa- Alô.
Paulo - Oi, Zé Rosa. Já está na terra?
José Rosa - Acabei de pousar.
Paulo - Que bom, tudo bem?
José Rosa - Tudo tranquilo.
Paulo - Estava precisando de voce por conta dos contratos, pra ver os valores exatos das contrapartidas da prefeitura. Você tem esse número?
José Rosa - Tem na assinatura....
Paulo - O total são 22 e meio, né?
José Rosa - Pois é, mas a contarpartida da prefeitura....vai por os valores separados?
Paulo - É.....
José Rosa - É com a CEF, liga lá e pega os valores.
Paulo - Com o Manoel Teresa?
José Rosa - O Teresa, pega o valor cheio, por que o valor do desconto nos vamos por em outros lugares. Aquele de 45 milhões, é 9 milhões. Aquele de 27 milhões é 7 milhões Cuiabairros. Seis milhoes o Sanear, a água é 9. .......
Paulo - Tá jóia.
José Rosa - Já revisou os contratos tá tudo certo pra amanhã?.... Almocei com o president da Tejofran, ele vem.
Paulo - Teve aqui o pessoal da Elmo, vem também já avisei todo mundo. .....um abraço.

No dia 18 de abril, às 9h46, o piloto de avião Fábio telefona para José Rosa:
José Rosa - Alô.
Fábio - Seu José Antonio, é Fabio, o piloto do seu Felipe da Tejofran, ele quer saber se o prefeito vai vir pro leilão...
José Rosa - Não, ele vai estar com 2 senadores, o Álvaro Dias e o Arthur Virgílio, e não tem como sair. E eu também estou envolvido na recepção, não tenho como ir também, fale pra ele que depois eu falo com ele... já está marcado o jantar com o prefeito...

Em 26 de abril, às 20h08, o empreiteiro e ex-deputado Carlos Avalone dialoga com José Rosa
Carlos Avalone: Beleza tá subindo lá para Chapada?
José Rosa: Tô eu vou passar aqui em casa tomar um banho e trocar roupa e vou subir.
Carlos Avalone: Tá olha se o assunto vier a tona e como eles tão de avião particular, e se esses caras tentarem fazer um acordo final, amanhã eu tô de disposição aqui tá, senão depois tem que ir pra lá senão vai dá confusão.
José Rosa: É toquei no assunto com o Wilson, falei com ele, ele falou que o Moacir tinha falado com ele com o menino lá e aí eu disse pra ele que a gente tinha conversado sobre isso e tal e que era isso mesmo e tal, então ele falou "tá bom vamos conduzir com jeito para não ter nenhum problema e tal" eu falei tá bom.
Carlos Avalone: É porque o que tá parecendo que tem sacanagem na história além dele voltar atrás com o Wilson, é a história do advogado voltar pedir a documentação da Gemini (falando do Donizete), quer dizer eles tão procurando briga pô.
José Rosa: Não, foi isso que eu falei.
Carlos  Avalone: Tá procurando confusão, quer dizer o pessoal não vai ficar quieto né, se eles tão procurando confusão de um lado vão procurar confusão do outro né, não vai ficar todo mundo ficar esperando uma ação deles né. Quer dizer um trem mais esquisito do mundo, tá tudo certo o cara volta a falar.
José Rosa: Não não, isso eu não acabei tocando no assunto, não falei mas vou falar se sair o assunto lá, eu não vou forçar pra ter o assunto entendeu, mas se o assunto sair pode ficar tranquilo!
Carlos Avalone: Hoje na hora do almoço ele apareceu lá...o Verninho.
José Rosa: Eu até falei que não ia, que tava cansado...pô eu também tô cansado caralho não quero papo, lógico que você vai...Eu falei não não você vai ter que ir, pode subir.
Carlos Avalone: Você falou que não ia e ele falou pra você ir
José Rosa: É é
Carlos Avalone: É foda, ele tava na hora do almoço foi lá no Azeitona, foi o Felipe, o Verninho o Zuzinho, eu tava sentado eu o Caxito e o Jarbas e aí ele sentou lá, logicamente esse assunto não saiu né, tava só tomando cerveja né.
José Rosa: É isso não é lugar de sair né, tá doido uma confusão dessa, vamo ver eu te falo amanhã cedo.
Carlos Avalone: Você dá um toque pra mim tá?
José Rosa: tá bom
Carlos Avalone: tchau

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • GONÇALINA BEIRA RIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ATÉ QUE ENFIM UMA LUZ NO FUNDO DO TUNEL,ESSE GOIANINHO ZÉ ROSA E O AVALONE SÃO COBRAS CRIADAS,JUNTOS COM O ANILDO FORMAM UMA QUADRILHA PARA O ZULEIDO VERAS DA GAUTAMA MORRER DE INVEJA.

    ESTÁ NA HORA DE LIMPARMOS A NOSSA POLITICA E OS EMPRESARIOS DE OBRAS PUBLICAS ,POIS SÃO ELES QUE ALIMENTAM A CORRUPÇÃO DOS MAUS POLITICOS DE MATO GROSSO.

    ESTAMOS ATENTOS!!!!

  • Jorge Fucinho De porco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem diria hein, seu Avalone, o Sr. com esta cara de santinho, de menino criado em sacristia, é uma pena que no Brasil existe esta moleza de cela especial para quem tem uma porcaria de canudo, queria vêlo numa cela com presos comuns, seria uma lua-de-mel sem fim pra rapazeada...

  • Marluce Fagundes Guedes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AÍ ESTÁ O NOME DO VERNINHO, ESSE CIDADÃO É UM DOS MAIORES LOBISTAS DO ESTADO, FAZ JOGO DUPLO, DIZ QUE ESTÁ COM WILSON, MAS, COSTUMA COSTURAR COM O OUTRO LADO. DIZEM QUE FAZ AS OPERAÇÕES E APLICAÇÕES EM SÃO PAULO E OUTROS LOCAIS, INCLUSIVE FORA DO PAÍS. O CARA NÃO TEM ESCRUPULOS, É AMORAL, GOSTA DE DINHEIRO, SURUBA E OUTRAS COISITAS DA PESADA. ESSE CIDADÃO TEM MUITO O QUE FALAR, VIVE NA SOMBRA DO MANO, MAS, NÃO SERÁ SEGREDO PARA QUEM TE CONHECE QUE ELE SE VENDEU PARA QUEM ESTÁ PATROCINANDO ESSE ESCANDALO PARA SE LIVRAR E GANHAR ALGUNS TROCADOS. É SÓ QUEBRAR SEU SIGILO TELEFÔNICO, E ALGUÉM FAZER O MAPEAMENTO POR ONDE ELE ANDOU NESTES ÚLTIMOS DIAS. VÃO DESCOBRIR COISAS DO ARCO DA VELHA. É POSSÍVEL QUE WILSON SANTOS, ALÉM DA BURRICE DE TER CONFIADO NO ROSA E OSCAR, TAMBÉM DEU MUITA LIBERDADE AO VERNINHO, QUE TODOS SABEM, É UM VAI COM AS OUTRAS, QUEM DÁ MAIS. SE VERNINHO ESTÁ SOLTO, ENTÃO ESTÃO DESCOBRINDO MAIS COISAS E MAIS GENTE ENVOLVIDA, OU ESSA OPERAÇÃO ESTÁ COM CONOTAÇÃO POLITICA. A VERDADE É ESSA.

  • luiza bianchini de souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O prefeito wilson santos diz que não sabia de nada, mas, o zé rosa é a pessoa de estreita confiança dele. o avalone não saí da prefeitura, todo dia ele tá falando com o prefeito. já o verninho é um sujeito oportunista, lobista da pior espécie, louco por dinheiro, e que não gosta de ter os seus esquemas contrariados. A pergunta é que como que uma pessoa como wilson santos que deseja transparecer um politico diferente esteja rodeado por esse tipo de gente? acho dificil acreditar que diante de conversas sucessivas com tais personagens, o prefeito não esteja sabendo de nada. não creio.

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    José Antonio Rosa, o homem da mala (já diziam dele no passado recente)...Carlos Avalone, filho de desembargador e cupincha da turma do Governo Dante...
    AlÔÔÔ! Walmir Moliiiiiina! Cadê vocêêê; eu estou aqui só pra te lêr....E não me venha dizer que o resto do PSDB não tem nada a ver com as falcatruas com dinheiro público federal, por que Zé Rosa e Avalone são unha e carne,ou melhor,chulé e meia com a turma do tênis.

  • Mary | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Está faltando gente aí. Existe um tal de Paulo César que era diretor da Sanecap. Este era assim com o Antonio Rosa. É um arquivo ambulante. Sabe tudo das tramóias, trambiques e safadezas que ocorriam na Sanecap.
    Parabéns ao MPF, a Polícia Federal, mas, está faltando gente aí.

  • Flávio Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na conversa entre o Avalone e o Zé Rosa, o Rosa cita o WS!!

    Rosa diz que ia falar com WS e o prefeito disse pra ele fazer tudo certo!!

    Esse trecho não prova se o WS participou de forma ativa das fraudes ou não!!

    Mas alguém axa que o WS não sabia o que o Zé Rosa estava fazendo com as licitações??

    WS não sabia que a empresa do Avalone do PSDB, partido dele, tinha ganhado as licitações?? WS não sabia a forma como essa licitação foi feita??

  • tucan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É logico que o Wilson Santos sabe, Não é atoa que o Rosa é de sua confiança. Esta onde esta para cumprir com o feito...

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS