Últimas

Domingo, 18 de Fevereiro de 2007, 02h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Gugu ganha concessão de TV em Cuiabá

    A Folha de S. Paulo deste domingo (18) traz uma reportagem em que revela que o apresentador de TV Gugu Liberato, consegue, finalmente, a concessão da TV Pantanal Som e Imagem, de Cuiabá. A concessão tinha sido anulada no final do governo FHC e agora, após quatro anos de discussão judicial, o nome de Gugu é incluído no cadastro oficial do Ministério das Comunicações como acionista da emissora.

    Se você é assinante Folha Clique aqui para ler a reportagem completa, senão confira a reprodução abaixo, na íntegra.

Gugu ganha concessão de emissora de TV em Cuiabá

Apresentador e sua irmã são donos de 49,99% da TV Pantanal Som e Imagem

Em 2002, concessão foi anulada porque emissora ainda não funcionava, como exige lei do setor; canal não foi inaugurado até hoje

ELVIRA LOBATO
DA SUCURSAL DO RIO

O apresentador de televisão Augusto Liberato, o Gugu, conseguiu, enfim, sua emissora de televisão. Depois de ter uma concessão anulada no final do governo Fernando Henrique Cardoso e após quatro anos de discussão judicial, ele foi incluído no cadastro oficial do Ministério das Comunicações como acionista da TV Pantanal Som e Imagem, de Cuiabá.
Liberato e a irmã, Aparecida Liberato Caetano, são oficialmente proprietários de 49,99% da Pantanal. No contrato registrado em dezembro pela Junta Comercial de Mato Grosso, o majoritário da empresa é a mulher de um empresário de Cáceres, Vera Lúcia Klauk.
Em outubro de 2002, na eleição presidencial, o então ministro das Comunicações, Juarez Quadros do Nascimento, anulou a concessão da mesma TV Pantanal que havia sido outorgada a Liberato em agosto daquele ano.
O caso ganhou repercussão porque Gugu era âncora da campanha do candidato do PSDB, José Serra, e porque o contrato de concessão foi declarado ilegal pela Consultoria Jurídica do Ministério das Comunicações.
A legislação de radiodifusão só admite a venda de concessões de TV após decorridos cinco anos de funcionamento da emissora, e Gugu havia comprado a Pantanal dos antigos sócios antes de a emissora entrar em funcionamento. Até hoje, a TV não foi inaugurada.
O apresentador contestou a decisão de Juarez Quadros no Superior Tribunal de Justiça, mas o STJ confirmou o entendimento do ministério.
No ano passado, o atual ministro das Comunicações, Hélio Costa, autorizou uma solução para a TV de Liberato: o apresentador e a irmã ""devolveram" a empresa aos antigos sócios, retirando-se oficialmente da sociedade. Costa aceitou o argumento de que o apresentador agiu de boa-fé, ao comprar a empresa antes do prazo permitido por lei e assinou o contrato de concessão em nome dos antigos sócios.
Na ocasião, o marido e procurador de Vera Klauk, Elvis Klauk, disse à Folha que Gugu tinha perdido o interesse pelo negócio e que eles buscariam financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para colocar a TV no ar.
A retirada de Gugu do quadro societário foi recebida pelos executivos de radiodifusão apenas como uma estratégia do apresentador para obter de volta a concessão, porque ele já havia investido muito no canal.
Só a concessão custou R$ 1 milhão, tomando-se por base a proposta feita pela Pantanal na licitação pública. Quando foi cancelada a concessão, o prédio e a torre de transmissão da TV, em Cuiabá, já estavam construídos e a emissora já tinha licença para retransmissão em quase todas as capitais.

Os sócios
A Folha obteve na Junta Comercial de Mato Grosso cópia da última alteração contratual da Pantanal Som e Imagem, registrada no dia 5 de dezembro de 2006.
De acordo com o contrato, a empresa tem capital social de apenas R$ 50 mil. Gugu aparece com uma participação societária de 39,99%, a irmã, 10% e Vera Klauk, 50,1%.
O Ministério das Comunicações disse que não há restrição legal para a compra de participação inferior a 50% nem necessidade de aprovação prévia do governo. Um alto funcionário do ministério, que não quis ser identificado, disse que o episódio Gugu é considerado superado pela gestão atual.
Em 2006, Costa foi criticado por autorizar a devolução da concessão à Pantanal. O ex-ministro Juarez Quadros disse que o contrato tinha o mesmo vício que levou à anulação da concessão a Gugu, em 2002.
A Pantanal foi criada em 1997, para disputar a licitação do canal da TV, em nome de dois funcionários de empresas da família Klauk, em Cáceres: Mauro Uchaki e Irinéia Moraes Silva. Após dois anos, quando a licitação estava em andamento, 98% do capital foi transferido para Vera Klauk o que era proibido pela legislação do setor.
Mauro Uchaki disse à Folha, por telefone, que trabalhou até se aposentar como auxiliar administrativo para a família Klauk e que apenas emprestara o nome para o registro da empresa. Oficialmente, continuou como sócio até dezembro último. Gugu Liberato não foi localizado pela reportagem. Segundo sua assessoria, ele estaria com a família fora de São Paulo, incomunicável.


Colaborou LAURA MATTOS , da Reportagem Local

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

Ex-deputado "detona" Aliança por MT

victorio galli 400 curtinha   As deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, que estão na linha de frente pela criação do Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Bolsonaro e ainda na fase de coleta de assinaturas para ser formalizado, foram informadas de que o ex-deputado federal Victório Galli...

Saúde em MT sob iminente colapso

Os números da pandemia da Covid-19 em MT são alarmantes. Entre sexta e este sábado foram registrados 1.050 novos casos de pessoas infectadas com o vírus e mais 21 mortes. Desde o início da pandemia, quase 5 mil mato-grossenses já morreram da doença. Em Cuiabá, o índice de ocupação de UTIs chega a 69%, superando o pior período da pandemia, registrado em agosto do ano passado. Em outras regiões do Estado, a...

Prefeito já teve 2 aliados executados

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de terceiro mandato Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, já teve dois assessores próximos e de extrema confiança assassinados. Em setembro de 2012, João César Domingos, que era muito próximo de Pátio, havia atuado no Instituto de Pesquisa e...

Pascoal entre preferidos para o TCE

pascoal santullo 400   Assim como a Assembleia, que tem vários deputados de olho no cargo vitalício no TCE, o Palácio Paiaguás vai brigar pelo direito à indicação à cadeira de conselheiro, caso seja homologado e autorizado o pedido de aposentadoria já feito por Waldir Teis, que...

Governo vai ter consultoria hospitalar

gilberto figueiredo 400 curtinha   O governo estadual terá consultoria em assistência hospitalar. O processo de contratação é tocado pela secretaria de Saúde, sob Gilberto Figueiredo (foto). A ideia é buscar melhorar o atendimento à população e os índices de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.