Últimas

Segunda-Feira, 13 de Outubro de 2008, 09h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RUMO AO 2º TURNO

Helny também deixa Maggi para salvar Mendes


Os secretários "sem-votos" Orestes, Baiano, Pitaluga, Yênes e Helny de Paula já estão na campanha de Mauro Mendes

  O presidente do PR de Cuiabá, vereador licenciado Helny de Paula, é outro integrante da turma da botina convocado a se afastar do staff do governo Blairo Maggi para se dedicar integralmente à campanha de Mauro Mendes a prefeito da Capital. Ele deixou o cargo de presidente da MTGás desde o último dia 8. Retorna ao posto em 27 de outubro, um dia após as eleições de segundo turno. Em seu lugar está Geraldo Luiz de Araújo, diretor-administrativo e financeiro.

  Quatro secretários, "puxados" pelo chefe da Casa Militar, coronel PM Orestes Oliveira, pediram licença para reforçar o palanque do candidato do Palácio Paiaguás. Eles tomaram a iniciativa diante de um pedido do governador na última reunião do staff. Maggi conclamou ajuda de sua equipe no sentido de pedir voto para Mendes, que disputa o segundo turno contra o prefeito Wilson Santos (PSDB), líder nas pesquisas de intenção de voto, e observou que, para aqueles dispostos a atuar mais ativamente na campanha seria interessante que se afastassem por 20 dias para não haver risco de misturar ações administrativas com atividade política.

   Orestes, de imediato, se colocou à disposição. Também tiveram o mesmo despreendimento os secretários Baiano Filho (Esporte e Lazer), Paulo Pitaluga (Cultura) e Yênes Magalhães (Planejamento). Curiosamente, eles foram batizados de "secretários sem votos". Integrantes do próprio governo avaliam que Orestes, Pitaluga, Baiano e Yênes pouco devem contribuir na tarefa de cooptar votos. Vão, sim, deixar o palanque pesado.

Postar um novo comentário

Comentários (73)

  • Gaúcho com muito orgulho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • malu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    gostaria de dizer que essa enquete está maluca.Ela só computa branco ou nulo.....estranho

  • Aureliano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    De fato sr. Marcos, foi uma batalha para colocar o sr. Pagot no DENIT. Agora, diga-me o que esse cidadão está fazendo. Nada! Nada! Nada! Ele simplesmente, apagou. Não deveria chamar mais Pagot. Tinha que ser chamado de Apagou. De repente está fazendo, coisa pessoal, que é o que o povo da botina sabe fazer. Primeiro é eles, depois é eles, e depois, continuam sendo eles. Êta bombachudos e botinudos individualista!!!

  • juca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    vamos expulsar essas gauchadas de cuiabá, esses destruidores da natureza mataogrossense,chimarrão aqui não.
    45 neles.

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A grande maioria desses comentários são dos DAS da prefeitura de Cuiabá, é melhor voces correrem atrás de reelegerem o WS porque caso contrário apartir de primeiro de Janero de 2009 voces vão pra roça pedir emprego a turma da BOTINA. É 22 pra acabar com os fantasmas.

  • pantaneiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Eduardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    LEITURA IMPORTATE!!!!
    Grupo recua de investimentos em ROO
    Secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf, confirmou que Grupo Cluster de Bioenergia vai se transferir para o Araguaia
    Secretário Pedro Nadaf explica a redução do valor cobrado para registro de microempresa para barrar a informalidade
    JOELMA PONTES
    Especial para o Diário
    O município de Rondonópolis perdeu esta semana um investimento de R$ 3 bilhões. É que o Grupo Cluster de Bioenergia S/A, composto por um consórcio de empresas que vai desde a agroindústria até o petróleo, decidiu se instalar na região do Vale do Araguaia. A decisão acarretou à cidade uma perda de 7.900 novas contratações. Segundo o secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf (PR), os planos mudaram em função da mudança política na cidade.
    Nesta segunda-feira, o dirigente João Carlos Meirelles estará em Cuiabá para comunicar oficialmente ao Poder Executivo a aplicação do dinheiro em outra localidade. Questionado sobre a troca de região, Nadaf foi enfático ao avaliar que o investidor precisa de um ambiente propício para o ‘negócio’. “É necessário que o município ofereça um ambiente político saudável e confiável para que haja a instalação”, comentou.
    Em princípio, as negociações foram acertadas entre o governador Blairo Maggi e o atual prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti (PR). A idéia era montar no município de três a quatro centros de produção na região e a cidade seria o pólo principal da atuação do Grupo. A equipe pretendia atuar na produção de etanol, na produção de energia elétrica por meio da utilização do bagaço da cana-de-açúcar e também na pecuária.
    Coincidentemente, a decisão do Grupo foi anunciada logo após as eleições municipais, que evidenciaram a derrota do atual gestor. Ele perdeu as eleições no município para o deputado estadual Zé do Pátio (PMDB). O projeto previa o aproveitamento de áreas degradadas com a pecuária para só então iniciar a produção de cana. Devido à mudança, os estudos de áreas que estão sendo realizados no Vale do Jurigue, no município de Pedra Preta, também da região sul, serão suspensos.
    Os objetivos do Grupo eram ainda plantar soja nos intervalos de produção de cana e a produção de 100 mil cabeças de gado em confinamento. O projeto, que deveria influenciar diretamente na economia da cidade, não prosperou e ainda prejudicou os municípios de Pedra Preta, Guiratinga e Poxoréu, todos localizados na região do sul, que seriam contemplados com contratação da mão-de-obra local.
    INCENTIVO – O governo do Estado aprovou recentemente um projeto elaborado pela Sicme que vai beneficiar a microempresa. Nadaf informou que as taxas de registro de comércio na Junta Comercial foram revistas. O valor, que atualmente é de R$ 75, será reduzido.
    A proposta vai beneficiar os camelôs e também os que fazem parte da economia subterrânea, ou seja, o comércio informal. “Nós vamos dar, por um valor menor, a ‘certidão de nascimento’ empresarial para essas pessoas terem a sua formalidade e não ficarem à margem da política fiscal do Estado. O pequeno empreendedor alega que as taxas são altas, então essa nova medida vai possibilitar a inclusão do pequeno empresário”, disse.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O CARA NÃO DEU CONTA NEM DE ARRUMAR GAZ DO MALUCO AMIGO DO LULA( EVO MORALES), VAI ARRUMAR VOTO COM QUEM???????
    COM OS TAXISTAS??? QUEM COLOCOU KIT GAZ???
    ACORDA TURMA DA BOTINA, ESSA JÁ FOI

  • Tarcisio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O negócio é que esses gauchos são nojetos. Come daqui da nossa cidade e querem ser bom, melhor do que nós.

  • Carla | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não é possível que Cuiabá merece um prefeito arrogante e prepotente como esse Mauro Mendes.
    Acorda Cuabá, isso tudo é uma mentira...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.