Últimas

Segunda-Feira, 16 de Julho de 2007, 07h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CÂMARA FEDERAL

Henry é campeão de gastos entre os 8 federais

Neste semestre, o deputado Pedro Henry gastou e foi reembolsado em R$ 90 mil

    O deputado federal Pedro Henry (PP) é o campeão em despesas entre os oito parlamentares mato-grossenses neste ano. É o que revela planilha de prestação de contas da Câmara. Os gastos do parlamentar chegaram a R$ 90 mil só neste primeiro semestre.

    Em segundo lugar, com R$ 75 mil, está Carlos Bezerra (PMDB). Os gastos de Valtenir Pereira (PSB), Eliene Lima (PP) e Carlos Abicallil (PT) são inferiores a R$ 75 mil. Com as despesas de Wellington Fagundes (PR) foram gastos R$ 73 mil. Já Homero Pereira (PR), que entrou de licença por dois meses no início deste mês, gastou R$ 64,9 mil. O tucano Neri Geller, que substitui Thelma de Oliveira desde abril deste ano, já consumiu R$ 39,6 mil. Thelma de Oliveira (PSDB), em três meses, gastou R$ 45,6 mil.

    Juntos, os oito parlamentares gastaram o montante de R$ 612,7 mil. A média de gastos dos deputados mato-grossenses é de R$ 70,8 mil nestes seis meses de atuação.

   As verbas são a título de indenização, ou seja, a apresentação da nota fiscal se faz necessária para que haja o reembolso. Destinam-se ao pagamento de despesas relacionadas ao exercício do mandato. São custos com aluguéis de imóveis, mobília para escritório, material de papelaria, aquisição ou locação de software, serviços postais, assinaturas de TV a cabo ou similar e acesso à internet.

    Há despesas com combustíveis e lubrificantes, com contratação de consultorias, de assessores e  divulgação dos trabalhos. Também usam verbas para custear viagens, hospedagem e alimentação.

    Cada parlamentar pode gastar até R$ 180 mil por ano, mas o ressarcimento máximo é de R$ 15 mil mensais. Ao ultrapassar a cota em um mês, recebe o valor excedente no mês seguinte.

Deputados
gastos em R$
Pedro Henry
90.000
Carlos Bezerra
75.000
Valtenir Pereira
74.997
Eliene Lima
74.580
Carlos Abicallil
74.580
Wellington Fagundes
73.357
Homero Pereira
64.977
Neri Geller
39.615
Thelma de Oliveira - Licenciada
45.625
Total
612.731

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • LEONARDO MOURA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE TAL DE HENRY É "FOMINHA" MESMO... ALÉM DE QUERER APARECER EM TUDO QUANTO É LISTA DE ESCÂNDALO, TB QUER SER O MAIS GASTÃO.... TAMO NA ROÇA MESMO...

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    cada vez que vejo esse nome henry me sinto vergonha de ser cacerense pois esta em todas agora e o mais gastao de todos E PEDRO PARA PEDRO ESSE PEDRO NAO PARA gostaria de alertar o povo cacerense que proxima eleiçao esta vindo ai o indicado do mesmo e iqual a ele pois vcs estao vendo o seu irmao prefeito,o presidente da camara o rei do chequinho e falsificador de assinatura todos eles e cria do dep.pedro henry que cimento ilicito E A CAMARA FEDERAL NAO TOMA ATITUDE NENHUMA COM RELAÇAO A ESTE DEP. HENRY,pois em todas as listas esta o nome desse s..... toma cuidado BLAIRO MAGGI esse moço e um perigo ¨[nego bom nao se mistura]

  • Leonel Figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Porque o Pedro Henry ainda está lá? Meus Deus, o nome dele aparece em tudo....

  • william | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fico espantado, pois diante dos escandalos politicos, corrupção,formação de quadrilha, estes politicos ainda continuam sendo politicos pois o "povo" os elegem novamente, diante da impunidade, estes politicos cometem os mesmos crimes...E quando o povo toma uma decisão correta,justa,e não os elegem, os politicos eleitos indicam estes politicos "NÃO ELEITOS" para ocuparem cargos em sua administração.É UM ABSURDO, É UMA VERGONHA....

  • jorge maciel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ao ver gastos exorbitantes como os do deputado Henry e o resto da bancada, e associando isso aos demais deputados, senadores (deputados estaduais e vereadores), me remeto à desigualdade que existe no Brasil. E esse quadro muito se assemelha à França de 1989. A sociedade francesa da segunda metade do século 18 possuía dois grupos muito privilegiados: O clero, que representava 0,5% da população, era identificado com a nobreza e negava reformas e qualquer avanço social. E a nobreza, ou Segundo Estado, composta por uma camada palaciana ou cortesã, que sobrevivia à custa do Estado, por uma camada provincial, que se mantinha com as rendas dos feudos, formada também por juízes e altos funcionários públicos, cujos títulos e cargos eram transmissíveis aos herdeiros. Esses dois grupos (ou Estados) oprimiam e exploravam o Terceiro Estado, constituído por burgueses, camponeses sem terra e uma uma camada heterogênea composta por artesãos, aprendizes e proletários, que pagavam impostos em dia e sustentavam as duas classes superiores. As prisões eram cheias dos cidadãos do “Terceio Estado”. O resultado dessa desigualadade todos sabem: quase 10 cabeças cortadas (guilhotinadas) e a tomada do poder pelo terceiro Estado, os oprimidos.
    Voltando ao Brasil, ao sr. Pedro henry e tantos outros, uma vergonha, um dsperdício e o desdém ao sofrimento da população.
    Jorge Maciel
    jornalista

PEC da Previdência na pauta nesta 5ª

dilmar dal bosco 400 curtinha   A polêmica e controversa PEC da Previdência, apresentada pelo governador Mauro, deve ser apreciada nesta quinta, em primeira votação, pelos deputados. O Executivo conseguiu os votos mínimos necessários para conseguir aprovação. Deputados da oposição...

Caminho bem consolidado à reeleição

leonardo 400 curtinha   Dos prefeitos que podem ir à reeleição de cidades pólos, o que encontra situação mais confortável é Leonardo Bortolini, o Léo (foto), de Primavera do Leste. Bem articulado e habilidoso politicamente e com uma relação extensa de obras e...

PSDB e balão de ensaio para prefeito

paulo borges 400 curtinha   Bastante enfraquecido e fragilizado, após perda do comando do Executivo estadual e de quadro de filiados, o PSDB anuncia que terá candidato a prefeito de Cuiabá. E até lista três "prefeitáveis", sendo eles os empresários Luiz Carlos Nigro e Dorileo Leal, além do...

Grupo de Fabinho ávido pelo poder

fabio tardin 400 vereador   Uma ala do DEM de Várzea Grande, que se sente excluída do Paço Couto Magalhães, está torcendo pela cassação da prefeita Lucimar e do vice Hazama. O placar do julgamento no TSE está em 2 a 1 pela manutenção do mandato. Esse bloco anti-Lucimar é...

Vereadores oficializam 2 férias por ano

emerson 400 alta floresta curtinha   Os vereadores de Alta Floresta, no Nortão, aproveitaram este período de pandemia, com as atividades presenciais suspensas, para garantir dois períodos de "férias" por ano. Em decisão desta segunda, a Câmara Municipal, presidida por Emerson Sais Machado (foto), alterou o...

Comissão da Câmara sob efeito-Covid

renivaldo 400 curtinha   Em meio às discussões sobre transparência e compras emergenciais de medicamento, insumos e equipamentos às unidades de saúde, na luta contra a pandemia da Covid-19, a Câmara de Cuiabá criou uma Comissão Especial, composta por três vereadores. Tem a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.