Últimas

Segunda-Feira, 20 de Agosto de 2007, 00h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Henry é citado 15 vezes por lavagem de dinheiro

   O nome do deputado mato-grossense Pedro Henry, ex-líder da bancada do PP na Câmara, figura entre os 40 acusados pela Procuradoria-Geral da República de operarem o mensalão. A PGR pediu a abertura de ação penal por oito crimes diferentes, sendo eles formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e gestão fraudulenta.

Pedro Henry é um dos 40 denunciados pelo MPF   No caso de Pedro Henry, que foi absolvido em plenário após quase um ano sob investigação, as acusações na esfera jurídica são de formação de quadrilha e corrupção passiva. Segundo reportagem do jornal O Globo deste domingo, o parlamentar é citado ainda 15 vezes por lavagem de dinheiro. Se a denúncia for aceita pelo Supremo Tribunal Federal, os ministros decidirão se as penas de uma eventual condenação serão somadas. Caso entendam que os acusados praticaram crimes continuados, eles serão condenados por um só delito, com pena acrescida de um sexto a dois terços.

   Segundo O Globo, o inquérito sobre o mensalão contém cerca de 5 mil páginas, 65 anexos, 320 testemunhas, 40 acusados e 41 testemunhas de acusação. O recordista é o publicitário Marcos Valério, que responde por cinco tipos de delito. A PGR incrimina os acusados de prática do mesmo crime em várias ocasiões. O deputado cassado José Dirceu (PT-SP), por exemplo, é acusado quatro vezes por peculato e nove por corrupção ativa. O publicitário Duda Mendonça, que prestava serviço ao PT, pode responder por 53 operações de lavagem de dinheiro.

     A partir desta quarta (22), começa o julgamento no Supremo, que decidirá se aceita ou não a denúncia. Se os ministros decidirem que as provas são suficientes, o STF abrirá ação penal contra os 40 acusados. Essa fase deve durar ao menos dois anos até o julgamento final, em que os réus serão absolvidos ou condenados por participação no esquema. 

    Provas

    A reportagem de O Globo destaca que o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, tem em mãos novo conjunto de provas para reforçar as acusações aos 40 integrantes da "organização criminosa", que patrocinou o mensalão e foi denunciada por ele à Justiça. Um de seus maiores trunfos é um relatório da Receita Federal que revela a conclusão de 60 fiscalizações abertas a partir de denúncias das CPIs dos Correios e do Mensalão, o escândalo que abalou o governo Lula há 2 anos. As investigações resultaram em autuações de R$ 284 milhões aplicadas a políticos, funcionários públicos, empresários e prestadores de serviço envolvidos no esquema de pagamento de mesadas em troca de apoio político ao governo. Os valores correspondem a impostos sonegados, multas e juros.

   Clique aqui é saiba mais sobre o que pesa contra Pedro Henry

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Donizete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VEJA BEM SO FOI CITADO ISSO QUER DIZE QUE NÃO VAI ACONTECER NADA HA. HA. HA. HA. HA.

  • j.calos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É Romilson ,o Pedro Henry não é fraco não ,ele esta em todas parabens MT pela sua releição................

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    so o novo nome dele ja diz PEDRO HENRY QUE CIMENTO ILICITO nao precisa mais nada ne PGR,MPF

  • PLINIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE É UM POLÍTICO CUJO TRABALHO REALMENTE APARECE NA MIDIA E FICAMOS SABENDO.

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

MAIS LIDAS