Últimas

Quinta-Feira, 26 de Março de 2009, 11h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

REIVINDICAÇÃO

Ibama dará licença em 45 dias; obras da ferrovia recomeçam

   Em reunião nesta quinta (26) com senadores e deputados mato-grossenses, em Brasília, o presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias Franco, garantiu que, dentro de no máximo 45 dias, será liberada a licença ambiental para a implantação dos trilhos da Ferronorte no trecho de aproximadamente 200 quilômetros entre Alto Araguaia e a localidade conhecida como Mineirinho, sentido Rondonópolis. O atraso na aprovação do licenciamento ambiental impedia que a empresa ALL (América Latina Logística) continuasse as obras de implantação dos trilhos.

   O presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Cuiabá, vereador Francisco Vuolo (PR), participou da reunião com o presidente do Ibama e se mostra empolgado com o resultado das negociações. "Acredito que finalmente as obras vão recomeçar", apontou. Na avaliação do deputado Wellington Fagundes (PR), que também acompanhou a audiência, o presidente do Ibama demonstrou interesse em agilizar o andamento das obras. "Ele disse que quer celeridade. Acredito que as obras devam recomeçar inclusive dentro de 15 dias". Segundo Fagundes, a construtora já montou sua estrutura na região e está pronto para iniciar os trabalhos de construção da ferrovia.

   O senador Jayme Campos (DEM) e os deputados Valtenir Pereira (PSB) e Carlos Abicalil (PT) também participaram da audiência com o presidente do Ibama. Os outros seis membros da bancada federal mato-grossense mandaram representantes. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Severino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns a todos os envolvidos neste processo de recondução das obras da ferrovia...

    A ferrovia trará mais desenvolviemento ao estado e, por consequência, redução do custo do transporte, sem dizer que é um transporte que sem dúvida, provoca menos acidentes que as carretas que cruzam nosso estado, levando vidas de pessoas queridas...

    Parabéns independente da filiação partidária, afinal, esta causa é de todos nós!!!

  • alice raivosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson, Boa tarde
    Me permita expor meu pensamento sobre esta ferrovia.
    JAMES CLAVELL, escritor ingles e criador da trilogia que fala do oriente: China, Hon-Kong e Japão, nos conta no livro XOGUN, que o Xogun do Japão, entre inumeras pressões dos comerciantes ingleses, entendeu que precisava modernizar seu pais mas, o xogunato éra mantido estavel pelos guerreiros samurais e que tinham como armamento, arcos e flexas, lanças e espadas e pequena cavalaria, e ao ser ver a modernização diminuiria o seu poder junto aos concidadões em função real da dimunição do poder exercido pela tradição, mas o que fazer ante as solicitações dos seus principes querendo a modernização, o comércio com o exterior.
    O Xogun chamou os ingleses e mandou contruir um navio mercante e armado de canhões, e em troca permitiu que se explorassem uma mina de ouro.
    A construção do barco, foi acompanhada de muito intusiasmo por parte de todo o Japão, finalmente sairiam do ostracismo para brilharem como os brancos, esta era a esperança do povo em todas as classes.
    Quando o navio estava já se preparando para receber o armamento, numa noite, veio um bando de ninjas e botaram o navio a pique atraves de um incendio.
    O Xogun, muito triste e furioso chamou novamente os construtores ingleses, pediu desculpas pelo incendio e reformulou o projeto para a construção de um novo navio que levasse as esperanças dos japoneses a outros portos.
    Os ninjas incendiarios haviam sido mandados pelo Xogun, que temia pela diminuição de sua importancia e poder.
    Assim vejo a Ferronorte, 30 anos para chegar do nada a Alto Araguaia, mais dez(10) anos para chegar do Alto Araguaia, ao Mineirinho, onde estão as terras melhores de Monica Marchetti, e novos planos para leva-la, para onde?
    Rondonopolis, Campo Verde, Primavera, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta, Santarem, Rondonia, Acre, para onde? Perguntamos a trinta anos e não conseguimos respostas.
    Observem, o preço da Ferrovia é algo extraordinário, ja quebrou o homem mais rico de Mato Grosso: Olacir de Moraes, já consumia TRES BILHÕES DE DOLARES, e ainda não chegou a um terço do projeto sonhado.
    Os caminhões que percorrem o solo do MT, serão diminuidos, a fabricação idem, a manutenção desta frota tambem e tudo isso para atender uma parte minima da população, uma região que em nada melhora com a passagem da estrada, pois éla sobrevive do frete,e o grao para possibilitar este frete está em todo o estado e tem que ser transportado milhares de quilometros,por caminhões para possibilitar rentabilidade.
    O projeto das ferrovias do Tocantins e de Goiás, custaram muito mais barato do que a nossa e tem um traçada compativel com a economia nacional, interligando: centro oeste, norte e nordeste prioritariamente.
    A ferrovia, sonho dos cuiabanos, só serve de palanque elitoral para Francisco Vuolo, para ninguem mais, e devemos observar a economia de votos, pois só possibilita elege-lo à vereador, nunca a um cargo mais expressivo.
    É muito bom para o governo estadual estar na midia internacional, demonstrando como será resolvido os problemas de transportes e manutenção das estradas, pela salvadora chegada dos trilhos de ferro.
    Os encontros para resolver o problema da estagnação desta estrada possibilitaria um anuario bastante copioso, já que todos os governadores, sem exceção, realizaram palco de estudos e discuções sobre a viabilidade técnica, operacional e social dos trilhos da ferronorte.
    Os encontros com prefeitos outro manacial de reuniões, imaginem 40(quarenta)anos de ibernação do projeto, é muito tempo.
    A unica coisa boa que a ferrovia produziu foi o livro de Tadeu, sobre o sonho de ver os trilhos chegando a Cuiabá.
    Outra faceta simples: Cuiabá, não possue carga para o trem, logo só chegara a nossa urbe através de ramal, pois a SEMA não permitirá atravessar o pantanal com seus trilhos.
    Coclamo os Cuiabanos a sonhar um novo sonho, mais barato e portanto factivel de sucesso e implementação, que leve nossa cidade e o seu povo para um estágio de beleza, prosperidade e modernidade.
    Está nas mãos de nosso gestor, está possibilidade.
    Vamos dismistificar o sonho de ferro e construir o sonho de paz.

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

Morre mais um pastor da Assembleia

pastor jose alves de jesus 400   A Covid-19 transforma mais um pastor da Igreja Assembleia de Deus em vítima fatal. Morreu nesta terça José Alves de Jesus (foto), que presidia há vários anos o Campo Eclesiástico Autônomo da Igreja de Primavera do Leste e região. Ele estava hospitalizado com o...

Mauro e os "cabeças chatas" do CE

mauro mendes 400   O governador Mauro Mendes está disposto a conhecer a experiência da  educação pública  do Ceará, que há anos apresenta os melhores índices no Ideb e é orgulho dos irmãos Ciro e Cid Gomes, ex-prefeitos de Sobral e ex-governadores. Até pretende...

Seduc e microônibus para municípios

alan porto 400 curtinha   A secretaria estadual de Educação, sob Alan Porto (foto), tem buscado parcerias com prefeituras para construir quadras poliesportivas, laboratórios de informática e escolas, além de ampliar salas de aula, adquirir ares condicionados e microônibus escolares, de modo a atender...

Emanuel é quem mais realizou obras

emanuel pinheiro 400 curtinha   Um levantamento da empresa Percent Pesquisa & Consultoria, feita em Cuiabá entre os últimos dias 13 e 14, destaca que, na percepção de 49% dos cuiabanos, o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (foto) foi o que mais fez obras e serviços. Em segundo lugar, com 19,8%, é citado...

Emendas ajudam Unemat de ROO

thiago silva 400 curtinha   Em reunião com o reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, e com o pró-reitor Alexandre Porto, o deputado estadual Thiago Silva (foto) tratou da emenda de R$ 1 milhão para manter o curso de direito e abertura do de jornalismo em Rondonópolis neste ano. E, juntos, definiram o modelo de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.