Últimas

Sexta-Feira, 20 de Junho de 2008, 16h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CONFRONTO

Índios ameaçam paralisar as obras da BR-163

  Índios da região de Guarantã do Norte (a 745 km da Capital) se dizem insatisfeitos e ameaçam paralisar as obras da BR-163, bem como o trabalho do 9º Batalhão de Engenharia e Construção. Eles cobram um diálogo com a prefeitura, o Ministério dos Transportes sobre a obra, que está sendo viabilizada com mais de R$ 45 milhões oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os índios pertencem às tribos  caiapós, apiacás, panarás, terenas e caiabis.

   Segundo o cacique caiapó, Megaron Txucarramãe, falta clareza nas ações do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) e exige explicações sobre os impactos que essa obra pode causar ao meio ambiente, principalmente no que diz respeito às  reservas indígenas. O cacique, que administra a Fundação Nacional do Índio (Funai) em Colíder, cobra que em 2006 eles (índios) fecharam a estrada e depois negociaram com o Dnit, que se comprometeu a pagar R$ 80 mil que foram gastos com a mobilização,  mas até agora não pagou. 

    Além disso, os índios também querem caminhonetes e combustíveis. Reclamam ainda da discriminação das empresas de ônibus que se recusam a transportá-los e ainda de mercados que não vendem comida para eles. (Pollyana Araújo com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JA ERA O TEMPO EM QUE INDIO QUERIA SÓ APITO, PODE TER CERTEZA, QUE POR TRÁS DÉSSA BADERNA QUE ELES VEM PROMOVENDO, TEM ALGUMA ONG ATRÁS DE BÉRÉRÉ.!!

  • Azappa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    NÃO SE PREOCUPEM, O IMPASSE JÁ ESTÁ RESOLVIDO.

    NÓS - O GOVERNO LULA - VAMOS PAGAR A CONTA E TUDO VAI FICAR POR ISTO MESMO! AFINAL É APENAS R$ 80 MIL...

    VEJAM A NOTA, DEVERAS EXPLICATIVA, QUE SAIU NA IMPRENSA:

    Nota de esclarecimento - BR 163 em Guarantã do Norte - Etnias Indígenas

    20/06/2008 às 19:43

    No Licenciamento da rodovia BR 163 foi aprovado um documento denominado “BR 163 sustentável”, com a participação de Ministérios e Autarquias, sob a tutela da Casa Civil e da Presidência da República. No documento estão elencadas um rol de políticas públicas que serão aplicadas na área de influência da BR 163, incluindo ações da FUNAI.

    Para o DNIT foi estabelecido um programa de trabalho estabelecido nas condicionantes ambientais, em execução, através de um grupo de gerenciamento sócio- ambiental.

    O Diretor Geral do DNIT, Luiz Antonio Pagot, informou que mesmo não tendo participado de nenhuma reunião com etnias indíginas ou assumido qualquer compromisso com pagamentos de despesas dos índios em hotéis, restaurantes, mercados ou postos de gasolina, o DNIT poderá atender à demanda pleiteada, desde que o ordenamento seja através da FUNAI, uma vez que o DNIT está impedido de qualquer atendimento direto aos índios.

    O Assunto já foi tratado pelo Ministério dos Transportes e encaminhado para a FUNAI AO ASSESSOR José Maria da Cunha.

    Segundo o Diretor, o assunto, provavelmente, estará em pauta na “sala de Resoluções” da Casa Civil, nesta terça-feira, dia 24.

    Da Redação - Assessoria de Comunicação do DNIT, em Brasília
    http://www.olhardireto.com.br/noticias/noticia.asp?cod=105486

    Postado às 16:53 H

  • Pedro José | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma vergonha!!!! Essa cambada só é indio na hora que lhes interessa. Acho ilógico esses índios negociarem com os governos carros, combustíveis e todos os tipos de vantagens advindas dos homens brancos, mas na hora que a cobra fuma pro lado deles, eles se escondem na máscara de pobres-coitados, de esbulhados em suas terras e de ignorantes, para serem inimputaveis. Será que ninguem em Brasilia consegue ver o comércio que é essa situação dos índios?
    Por mim acabava com essa historia de dieferenciar indios dos demais brasileiros e dava pra eles as facilitades dos brancos que eles tanto gostam, mas também dava o rigor da lei dos brancos, sem diferenciação.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    INDIO FAZE BARULHO, BARULHO....
    CHAMA O CACIQUE DO PMDB PARA ELES!

  • ROGER | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NA PRÓXIMA ENCARNAÇÃO QUERO SER INDIO OU INTEGRANTE DO MST.
    DEVE SER BOM DEMAIS, FAZEM O QUEREM, E AINDA SÃO COITADINHOS.
    SERÁ QUE SÃO TÃO SILVICOLAS ASSIM?
    ACREDITO QUE JÁ PASSOU DA HORA DE FAZER UMA REVISÃO NOS DIREITOS E DEVERS DOS INDIOS, QUAL É? TÔ CANSADO DE PAGAR IMPOSTO E TER QUE TOMAR CUIDADO COM QUALQUER ATITUDE QUE DEPENDENDO POSSO AINDA TER UM PROCESSO ENORME NAS MINHAS COSTAS.
    POR QUE ESSE PESSOAL QUE TEM ATIUDE DE GRUPOS ORGANIZADOS NÃO PODEM CONTRIBUIR PARA O CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO PAIS? ISSO NÃO É JUSTO E AINDA FERE O PRINCIPIO DA IGUALDDADE.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os índios brasileiros, matogrossenses principalmente, são grande concorrentes do MST. Agem com uma liberdade inexorável e não repudiada, imunes que são às leis e às demais formas salutares de convivência humana. Fecham estradas, invadem prédios públicos, destroem patrimônios do cidadão brasileiro, impõe medo e terror à nossa população, destroem benfeitorias, enfim, usam e abusam de atos criminosos para justificar suas pretensões, que se resume, em síntese, a uma angelical dádiva, para se manterem serenos e em suas tribos: dinheiro. E nada lhes acontece, mesmo pondo eles fogo no patrimônio e na segurança de nós brasileiros.

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...