Últimas

Segunda-Feira, 06 de Abril de 2009, 15h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

DIVERGÊNCIA

Índios reclamam da pressão de Bezerra por contrato

   Mais de 40 índios chegaram a Cuiabá nesta segunda (6) para reivindicar a prorrogação do convênio entre a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Eles alegam que a Funasa decidiu rescindir o contrato, após quatro anos, para contemplar o Instituto Creatio, que seria ligado ao deputado federal Carlos Bezerra (PMDB). O "cacique" peemedebista estaria pressionando a cúpula da Funasa e do Ministério da Saúde, em Brasília, para reiscindir o contrato com a UFMT em benefício do Instituto Creatio.

   Os índios reclamam porque a decisão teria partido da Funasa, sem consulta prévia. "Estamos saindo nesta segunda (6) das aldeias e retornando para Cuiabá", informou ao RDNews, o médico Jaime Aguiar. Ele apontou que o contrato da UFMT com a Funasa venceu em dezembro de 2008, mas foi prorrogado até este mês em virtude da manifestação de indígenas. "Os índios só permitem a entrada dos médicos da UFMT nas aldeias". Segundo ele, atualmente a universidade é responsável pela saúde de quase 4 mil índios. "Ao todo, são 33 aldeias no Estado de cinco etnias, em 10 municípios".

   Apenas nos três primeiros meses deste ano, 21 mortes foram registradas na Casa de Assistência do Índio, em Campinápolis, a cerca de 100 quilômetros das aldeias. A maioria é de crianças. "Alguns óbitos poderiam ter sido evitados se os índios tivessem sido transferidos com mais rapidez", observa a chefe da Casa de Saúde Indígena, Andréa Pontes. O Ministério Público Federal abriu uma investigação para apurar as mortes. "Nós vamos fazer um diagnóstico e tomar as medidas judiciais cabíveis. Temos que responsabilizar, cobrar e fazer com que o sistema funcione", disse o procurador da República, Mário Lúcio Avelar. Assista aqui à matéria.  

   Outro Lado

   A Funasa  informou que tem enviado remédio para as aldeias e que, apenas na última semana, entregou cinco caminhonetes para o transporte dos doentes. “Já estamos mandando profissionais especializados no controle de mortalidade infantil entre médicos, enfermeiros, nutricionistas", informou o diretor da Funasa, Wanderley Guenka.  O deputado Carlos Bezerra não foi encontrado para falar sobe a suposta ligação com o Instituto Creatio. (Andréa Haddad)

(Às 23h50) - Decisão pela cancelamento do contrato é do TCU, reage deputado

 Carlos Bezerra afirma, em nota, que a decisão de não renovar o convênio da UFMT com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que se expira em 11 de abril, segue recomendação do Tribunal de Contas da União. "Não tenho qualquer participação sua neste processo. Garante que chegou a intermediar um encontro em Brasília entre dirigentes da UFMT com a Funasa para tentar manter o convênio. A situação não pode ser contornada, devido ao Acórdão 1026/2007 do TCU, que condena a execução de convênios de saúde indígena pelas universidades federais. A justificativa do Tribunal foi a de que as universidades federais não possuem estatutariamente esta prerrogativa.

   A primeira Universidade a ter seu convênio cancelado foi a UnB (Universidade de Brasília), no início de 2008. Ela mantinha convênio com o Dsei Xavante, em Barra do Garças. Por similaridade, a Funasa estendeu o cancelamento a outras universidades federais. Bezerra informa também que nunca possuiu qualquer vínculo com o Instituto Creatio. A seleção da empresa vencedora foi através de um edital de chamamento público, em Brasília, com participação de seis entidades interessadas.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • takaoka | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    bezerra é um homem serio. ele não faria isso.rssssssssssss

  • Alvaro Sebastían | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O hôme num é cacique então deixar ele trabalhar em prol dos indios kkkkkkkkkkk

  • Evaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dep Bezerra pelo jeito somente entende de contrato e licitação, principalmente se for favorecido. Entrevistado pelo CQC da bandeirantes nesta segunda o ex Senador e atual deputado não soube responder o que significava a sigla ENEM. É pessoal a preocupação com a educação por parte dos nossos representantes em Brasilia é uma vergonha.

  • claúdio Machado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E uma pena a UFMT deixar de prestar serviço para os índios, depois reclamam da Universidade ser fechada... Fico satisfeito de saber que o Dep. Bezerra intersedeu favorável, quer dizer que ele se preocupa com a Universidade e com o atendimento dado aos indios, Valeu BEZERRA...

  • sergio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pelo amor de Deus esse povo ja devia eh estar mto longe da politica!!!!

    cruis credo ave maria!!!!

    naum desmama nunca???

    eu hemmmmm!!

  • ubaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ora, Bezerra seria burro era se respondesse a este pessoal do CQC. O óbvio ululante é que não se deve responder a pegadinhas do gênero.

  • cuiabano mesmo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARABENS BEZERRA, NEM ERA PARA INTERVIR HAJA VISTA QUE ESSA UNISELVA É UM NINHO DO PT SIM DO PT A REITORA É DO PT, O PRESIDENTE DA UNISELVA SERGIO MOTA É PT. O CORDENADOR PAULINO BERROS É PT, TODOS OS FUNSUIONÁRIO DA SAÚDE É PT INCRUSIVE O MARIDO DE VERINHA. PODEM VER SE NAO É VERDADE; COITADOS DOS INDIOS QUE NEM SONHAM COM ISSO

  • eliane | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Bezerra, o CACIQUE tem que cuidar dos seus índios mesmo. Esse povo da uniselva, Jaime, Sergio Mota, Paulino só tão mamando o dinheiro dos coitados dos indios.

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

PT, candidata vetada e novo ajuste

bob pt 400 curtinha   O PT em Cuiabá, comandado pelo assessor do deputado Lúdio, Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), terá de ajustar de novo a chapa proporcional, especialmente sobre candidaturas femininas em Cuiabá. Depois que foi intimado pela Justiça a completar a cota de mulheres, sob pena de indeferimento da...

MAIS LIDAS