Últimas

Domingo, 03 de Fevereiro de 2008, 07h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Interesses paroquiais dificultam acordo PMDB-PR


Deputados Zé do Pátio, Adalto de Freitas e Juarez Costa, pré-candidatos a prefeito, não aceitam aliança com PR

  Interesses partidários e pessoais dos três deputados peemedebistas na Assembléia (Zé do Pátio, Adalto de Freitas e Juarez Costa), somados à mágoa política do cacique Carlos Bezerra com o governador Blairo Maggi devem dificultar a aliança PMDB-PR. A agremiação presidida pelo deputado Bezerra recebeu convite para incorporar de vez ao Palácio Paiaguás, inclusive com sinalização positiva para a ex-deputada Teté Bezerra ocupar a secretaria de Desenvolvimento do Turismo.

   O interlocutor escalado por Maggi para buscar entendimento é o vice-governador Silval Barbosa, único peemedebista no staff. Em princípio, a cúpula disse "sim" ao convite. Depois, começou a enfrentar divergências internas. Agora, alguns integrantes da Executiva Regional concordam em ocupar cargo de primeiro escalão, mas diante de algumas condicionantes que dificilmente o governador aceitará.

    Exigem, por exemplo, que a bancada na AL tenha liberdade como se não tivesse fazendo parte da administração. E mais: não querem nenhuma interferência e oposição do Palácio Paiaguás nas eleições municipais de 5 de outubro.

     No fundo, os interesses são outros. Por coincidência, os três deputados peemedebistas no legislativo mato-grossense devem disputar eleição para prefeito. Todos têm como principais adversários nomes do PR do governador Maggi. Em Rondonópolis, o peemedebista Zé do Pátio já polariza a disputa com o prefeito republicano Adilton Sachetti, que vai à reeleição com Maggi no palanque.

    Em Barra do Garças, o deputado Adalto de Freitas, o Daltinho, deve ter como um dos fortes adversários o ex-prefeito Wanderlei Farias, que agora está no partido do governador. Em Sinop, Juarez Costa enfrentará o secretário de Maggi, Baiano Filho, que deixará a pasta de Esportes e Lazer para tentar a sucessão municipal de novo. Como o clima será de confronto entre PMDB e PR nesta campanha eleitoral, os três deputados passaram, então, a resistir a idéia de uma aliança.

   Ademais, Carlos Bezerra não esconde a mágoa de Maggi por este não ter dado abertura ao partido desde o início do mandato. Sente-se desprestigiado. Qualquer entendimento passaria hoje pelo cacique. Pelo visto, Silval ficará a sós nessa tentativa de cooptar o PMDB por interior.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Antonio da silva gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em primeiro lugar o bezzera deveria consultar as bases do partido sobre a partcipação no governo, nao a cúpula tomar a decisao. Certeza q a militancia do partido não quer a participação no governo. No inicio fomos escanteados porque agota iriamos partcipar

  • Ana Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não são interesses paroquiais!
    É projeto politico. Coisa que este Estado não vê a muitos anos!!
    O PMDB não deixará de pleitear 3 Prefeituras, pra ser carregador de pasta do Governo Baliro.
    A eleição de Rondonópolis vai ser muito dificil para o Zé Carlos, pois enfrentar poder e dinheiro (muito dinheiro!!) não é facil.
    Mas será, sem dúvida, a eleição mais bonita de 2008. O que queremos, um grupo de Empresários que dizem (só dizem) que não são politicos, mas querem se perpetuar no poder, ou o Politico de História limpida, que veio das bases do partido, que é inteligente, estudado e preparado??
    Considero a eleição de Rondonópolis a mais importante do Estado. Ela dará o "rumo do vento" para as eleições de Governador e Senador que virão ai!

  • Rogerio Barão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gomes,

    Você não vive o partido PMDB ou esta adormecido, ou esta entrando agora com os NEL PEEBEDEBISTAS. Somente estes não conhecem a boca grande de Bezerra e o tanto que ele usou do partido durante décadas. Por exemplo, você sabe que o PMDB não tem nem sede própria? Você sabe que quando Bezerra começou no partido ele era pobre?
    Você sabe quantos negócios Bezerra já fez em nome do partido?
    Sabe por quanto ele vendeu o PMDB para o Julio Campos? Sabe quanto ele recebeu de Blairo contabilmente para fazer a aliança de 2006 para dividir com os demais candidatos? Pergunta para o LUTERO, ZÈ AMANDO e para a THAIS que foram candidatos a Federal pelo PMDB !!!
    Sabe quanto ele ganha com emendas parlamentares e outros negócios que ele já fez em nome do partido?
    Acorda velho.........Bezerra esta podre e quem defender vai ficar também..........acorda VELHO.....

  • celio oczinski | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    parabens rogerio barao pelo seu comentario so inclua no seu comentario os campos bosaipo cia ltda, todos eles eram pobres, e oji sao milionarios.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com a Sra.Ana Maria, a eleição em Rondonopolis, será a mais interessante, ditará os rumos...creio que chegou a vez do Deputado Zé do Patio, espero que cada eleitor seja um fiscal da decência, que não permitam essa vergonha de compra de voto...creio que o Percival será um fator decisivo para o Zé do Patio, queiram ou não, o Percival tem seus eleitores fiéis, Ele e a Sra. Ana Carla, fizeram um bom trabalho para o Municipio de Rondonopolis, creio que desta vez o dinheiro não definirá as eleições, mesmo porque o grande articulador, ou o grande comprador de lideranças (cooptador), está em Brasilia (Pagot).

  • Otávio Vieira dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O sr. Carlos Bezerra, na verdade já é uma pessoa obsoleta,retrogada e arcaica que sempre fez política de troca. Porém estes jovens promissores não devem entrar na onda, pois ele só ver o lado dele.Portanto, as forças dominadoras do poder querem neutralizar os municipios em que o PMDB domina a situação, negociado com Bezerra que não passa de uma velha roposa que não consegue mais apita e nem comer nada...

  • Antonio Vieira da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • José Luiz Martin Fidelis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A questão peemedebista provavelmente terá um desfecho que venha somar com os interesse do Estado, e acredito eu que o Vice Governador Silval Barbosa, não ficará sozinho nesse barco não...até porque já demonstrou seu poder de articulação quando se fala em Governo e Partidos Políticos, não somente o PMDB.

Deputado, Mesa da AL e incoerência

claudinei 400   Claudinei Lopes (foto), delegado de polícia que, na onda Bolsonaro, se elegeu deputado pelo PSL, em 2018, se mostra cada vez mais incoerente. É daqueles que gostam de levantar polêmicas e críticas, mas sem consistência. Ele se manifestou, por exemplo, contra a reeleição à Mesa...

Dilmar ensaia disputa para federal

dilmar dal bosco 400   Todos os deputados estaduais querem buscar a reeleição, com exceção de Dilmar Dal Bosco (foto), que está no terceiro mandato. Integrante da nova Mesa Diretora da Assembleia, como primeiro-vice-presidente, e líder do Governo Mauro, Dilmar não esconde o desejo de disputar cadeira...

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...