Últimas

Terça-Feira, 28 de Outubro de 2008, 08h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Investigações contra prefeito eleito expõem MPE

Fernando Ordakowski

Pátio vê parcialidade e influência do gabinete do governador

 As investigações que se fecham contra o prefeito eleito Zé do Pátio, de Rondonópolis, onde reside o governador Blairo Maggi (PR), estão expondo o Ministério Público Estadual. Numa celeridade nunca vista, promotores eleitorais concluíram o trabalho sobre denúncias de suposta compra de votos e já pediram a cassação do registro da candidatura do peemedebista que, mesmo numa disputa isolada e contra a maioria das forças políticas, conseguiu 51.775 votos contra 46.975 votos atribuídos ao prefeito Adilton Sachetti (PR).

  O problema é que as acusações sobre abuso de poder econômico contra a coligação do prefeito derrotado não estão tendo o mesmo despreendimento. Revoltada com o que chama de parcialidade do MPE, que tem Paulo Prado como chefe da instituição em Mato Grosso, a coligação Rondonópolis para Todos, composta por 9 partidos (PMDB, PSDB, PSL, PSC, PRB, PV, PT do B, PMN e PC do B), divulgou uma nota. Em um dos tópicos, afirma que alguns procedimentos investigativos do MP foram usados critérios discutíveis. Segundo a nota, advogados da coligação foram ímpedidos de ter acessos aos processos e de acompanhar depoimento de testemunhas.

  A nota afirma ainda que "há fortes indícios da participação da chefe de Gabinete do governador nas operações do dia da eleição, as quais originaram as ações do MPE". Em outro trecho, a nota diz que "o comunicado do encerramento do inquérito junto ao MPE foi feito somente à imprensa, deixando as demais partes sem a devida notificação e a ciência do conteúdo dos documentos."

Postar um novo comentário

Comentários (70)

  • luiza steffanelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fiquei indignada ao saber que o coronel Bezerra esta ameacando todo mundo em rondonopolis, que querem a verdade. Votei no Ze, mas esta todo mundo dizendo que ele comprou por 50 cada voto ( nao o meu ), a verdade deve aparecer, mas com provas inequivocas. Mas ameacar o MP como fez bezerra e desrespeitar o MP isso nao e certo.

  • cabeção | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Marcos Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que está em jogo agora, é a imagem da instituição Ministério Público Eleitoral, seria um erro terrível a justiça ir contra a vontade popular, pois foi uma eleição limpa por parte de Zé Carlos do Pátio, venceu a eleição contra toda a classe política e contra o poder econômico, venceu contra a máquina do munícipio e contra a máquina do estado, enquanto Adilton Sachetti fazia comícios com estruturas milíonárias, Zé Carlos fazia apenas pequenas reuniões por que não tinha estrutura para comício, enquanto Sachetti tinha Dez Trios Elétricos, Zé Carlos tinha apenas Um esse mesmo quebrando várias vezes durante a campanha, enquanto Sachetti tinha milhares de cabos eleitorais contratados, Zé do Pátio tinha apenas algumas dezenas, enquanto Sachetti tinha outdoors, cartazes, bandeiras, e adesivos à vontade, Zé Carlos mal tinha adesivos, então para resumir, esta história de compra de votos por parte de Zé do Pátio não cola perante a população de Roo, e se acontecer uma decisão judicial contra a posse de Zé do Pátio vai ter uma revolta muito grande na cidade, a rejeição à pessoa do Governador Blairo Maggi vai aumentar e muito na cidade, todos na cidade se lembram na eleição de 2004 quando Adilton Sachetti foi eleito prefeito, na época Welinton Fagundes entrou na justiça contra Sachetti por compra de votos e abuso de poder econômico, enquanto Zé Carlos preferiu ficar quieto, e nada aconteceu com o mandato de Sachetti, agora só por que o candidato eleito representa as classes populares e não à elite, estão fazendo manobras para não deixar ele assumir, veja a que ponto chegou o MPE de nosso estado, em vez de ficar do lado da vontade popular prefere ficar do lado da elite, mas eu tenho certeza que a justiça vai prevalecer, è o Zé que o povo quer!!!

  • Justino Justus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não precisa ser nenhum intelectual ou cientista político para entender que esta situação em ROO é fruto de quem ainda detém o poder político no estado e é ha muito tempo detentor do poder econômico(turma da botina). Este procurador que aparece no epicentro da coisa foi ferrenho oposicionista do governo Dante porque não foi aceito para mamar no seu governo. Atrás disto existem promessas e acordo espúrios com o chefe das botinas e Zé do patio vai ter muita dor de cabeça para engolir esta manga. No entanto os botinados não contavam com duas coisas: a teimosia do Zé e a mobilização popular que irá acontecer se a coisa engrossar o caldo. Isto vai dar muito pano pra manga ainda, esperem.

  • Carlos Teófilo Sagres | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governador Blairo mostrou ser um bom empresário do agro bussines mas, em sua primeira eleição sem políticos de peso
    como o Jonas Pinheiro mostrou-se incapaz de vencer ate mesmo pequenos políticos, com orçamentos apertados.

    Blairo chama o Riva, pq sozinho vc naum aguenta !!!

  • Agnello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso tudo é muito estranho. A rapidez do MPE então, essa é de tirar o chapeu.

    Eu gostara de saber de onde o Zé Carlos do Pátio tirou dinheiro para comprar votos. Até onde sei, sua campanha foi um sufoco só no aspecto financeiro.

    Além disso, a sua vitória era apontada por todas as pesquisas feitas em Rondonópolis, portanto não chegou a ser um resultado surpreendente.

    Aliás, bem diferente de 2004, quando Sachetti ganhou a eleição no dia da votação e sob pesadas acusações de comprar de votos que, diga-se de passagem, não foram investigadas com o mesmo ímpeto verificado agora.

    Estranho...muito estranho.

  • Enézio Machado Júnior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    ...kkkkk...A turma da botina, deveria entrar no procon contra os eleitores de Rondonópolis, pq fizeram a contra de voto e não levaram a prefeitura...kkkkkkkkkk

  • Dr. Augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson o advogado do Zé chamado Zé Pereira verificou os autos antes que o M. P. protocola-se a açao civel publica isto é de conhecimento publico e juridico de Roo .E o ministerio publico tem prazos a cumprir sob pena de omissao, inclusive a rede globo local noticiou o fato dos pontos de compra de votos, estava o Dep. Carlos Bezerra,politicos ligado ao Zé,eleitores e dinheiro e quem fez o flagrante foi a POLICIA FEDERAL, portanto a imagem de coitadinho,desprotegido,puro na politica ele nao tem mais.A justiça a cada eleiçao esta mais celere portanto os candidatos que fiquem esperto.Parabens por dar este espaço aos internautas.

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ministerio publico independente significa a segurança da democracia e para ele que recorremos quando procuramos igualdade de direito caso confirme esta parcialidade de ações a sociedade sentirar-se sem proteção nos seus direitos fundamentais,e temerario para o Estado Democratico de Direito a promiscuidade entre poderes espero que ocidadão comum saiba rechaçar ações nefastas como esta.

  • GONÇALINA BEIRA RIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COMO MULHER TENHO VERGONHA DE HOMENS COVARDES,COMO ESSES DO MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL,QUE FOI CRIADO PELA CONSTITUIÇÃO CIDADÃ DO SAUDOSO ULYSSES GUIMARÃES,ESTE SIM ERA HOMEM,HONRAVA AS CALÇAS QUE VESTIA,SE ACOVARDAREM PERANTE OS PODEROSOS DE PLANTÃO.

    ONDE ESTÁ A APURAÇÃO DO DINHEIRO APREENDIDO DOS BOTINUDOS? NÃO SE FALA MAIS NISSO!!!MUITO PELO CONTRARIO FOI LIBERADO,E NADA FOI APURADO!!! ORA TENHAM PACIENCIA,VOCES ESTÃO PROVOCANDO A POPULAÇÃO,O POVO NÃO É BESTA MAIS.

    ANOTEM BEM,SENHORES MEMBROS DO MINISTERIO PUBLICO,ISTO VAI TER CONSEQUENCIAS GRAVES E VOCES SERÃO RESPONSABILIZADOS!!!

    OU SERÁ QUE VOCÊS ESQUECERAM QUE O MP É FISCAL DA SOCIEDADE , QUE LHES PAGAM O SALÁRIO, E NÃO DE BOTINUDOS DE PLANTÃO.

    DOUTOR PAULO PRADO,O SENHOR ESTÁ MANCHANDO A SUA BIOGRAFIA E A HONRA DA SUA FAMILIA,NÃO PERMITA QUE ISSO CONTINUE,AINDA CONFIAMOS EM VOSSA EXCELENCIA.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS