Últimas

Sexta-Feira, 19 de Setembro de 2008, 15h:58 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Irmão diz que Sachetti é vítima de discriminação

Dirigente do PR afirma que Pátio prega preconceito contra migrantes e tenta dividir pobres de ricos

  O presidente estadual do PR, Moisés Sachetti, disse nesta sexta (19) que o seu irmão-prefeito Adilton Sachetti, candidato à reeleição em Rondonópolis, está sendo vítima de uma campanha discriminatória junto à população fomentada pelo adversário, deputado Zé do Pátio (PMDB), líder nas pesquisas de intenção de voto. Ele observa que a estratégia do peemedebista, na tentativa de jogar a comunidade contra o projeto de reeleição de Sachetti, é pregar o preconceito contra  migrantes, como se Rondonópolis não pertencesse a todos os habitantes, independente de onde nasceram ou vieram, e ainda fomenta espécie de uma divisão entre pobres e ricos.

  "Rondonópolis é de todos, sejam paulistas, baianos, gaúchos, paranaenses e mato-grossenses. Quando se tenta separar isso trata-se de um jogo perigoso", destaca Moisés Sachetti, pertencente a uma família de italianos de 9 irmãos, todos residentes hoje em Mato Grosso.

  Pátio tem dito que sua candidatura representa as massas, os chamados segmentos populares, enquanto chama Sachetti, que tem como vice da chapa João Antonio, filho do deputado Wellington Fagundes, de representante da burguesia. Esse comentário se espalhou pela periferia. "Isso é preconceito", diz o dirigente do PR.

  Segundo Moisés, o prefeito está promovendo reuniões todos os dias e aposta que reconquistará o mandato. "As reuniões estão pipocando para todo o lado. Tem noite que são feitas mais de 40. Os empresários e vários segmentos entraram pra valer na campanha", diz o republicano. Questionado sobre denúncia de que estaria havendo abuso de poder econômico, Moisés assegura que "isso não é verdade". "É só conversa. Não existe isso". Alega que a campanha começou a ganhar volume agora, com maior movimentação de correligionários, candidatos e cabos eleitorais.

   Ele afirma que, independente de ser imão do prefeito, o tem como um gestor dedicado, responsável e preocupado com o desenvolvimento de Rondonópolis. Disse que os servidores estão revoltados com Pátio, principalmente os da Saúde, porque declarar que os serviços do setor estão um caos.

    "Tem que parar com essa hipocrisia de querer colocar o que está bem feito como coisa falha. O que eles (pessoas ligadas a Pátio) estão pregando é a divisão, como se a gente não fosse daqui. Isso é discriminação com o povo. A verdade tem que ser dita: o Adilton é uma das pessoas que mais se dedicam ao trabalho", afirma Moisés, em defesa da reeleição do irmão.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Djanira Calmom | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Moisés vc está provando o próprio veneno. Aqui na Várzea Grande vc pregou a discriminação contra Julio e Jaime e agora se diz vítima aí em Rondonópolis? Por favor respeite os mato-grossenses.

  • Max Negri | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tadinhos fiquei com dozinha, vai chora pra mamaizinha italiana agora é? hahahaha

    Vai corre atraz de voto em vez de compra-los....

    préconceito é a sala do sachett fechada para o publico e para os humildes isso sim, vai cresce homi vem com esse papinho ae naum cola...!!!

    Dia 5 é 15 zé do Pátio..!!! abrass

  • milton santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE APELAÇÃO!!!!!!!
    Pelo que nós (população de Rondonópolis) sabemos quem tem o hábito de discriminar e fazer diferenças entre a população classificando as pessoas pela cor/classe social ou poder aquisitivo é a turma da botina.
    Principalmente os Saquetildos da vida.
    Zé Carlos jamais teve uma postura discriminatória, muito menos pelos gauchos (pelo que eu sei Sachetti não é Gaucho ) é Paranaense ou Catarinense
    Aliás Zé Carlos é Paranaense (de Londrina)
    Mas bá tcheêêêêê!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • eduardo pisa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tão chorando agora os da familia Sachetti.

    Mais quando o prefeito decidiu quem ele receberia no seu gabinete foi bem claro, só recebia empresario, dono de industria, fazendeiro, plantador de soja.

    Funcionario publico ele nao recebia, movimento social muito menos, presidente de bairros de jeito nenhum e até vereadores penavam pra uma audiencia com vossa excelencia o sr. Sachetti.

    Coitadinho dele, ferida na gente dói né, quem começou a divisão dos que são considerados produtivos foi ele mesmo, ta provando do próprio veneno.

  • jairo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0




    FAÇA UMA BREVE REFLEXÃO...




    É VERDADE O CHICLETE É O QUE MAIS TRABALHA EM DESFAVOR DOS MAIS POBRES.. QUANDO SE LEILOA UMA CASA POR CAUSA DE 50 R$ DE IPTU ISSO É PROMOVER JUSTIÇA SOCIAL.. QUANDO UM PRÓPIO ALIADO(PERCIVAL) VAI Á UMA EMISSORA DE TV E DIZ QUE ELE (CHICLETE)É ARROGANTE E QUE NA PREFEITURA TEM SECRETÁRIO MAIS ARROGANTE QUE O PRÓPIO PREFEITO E QUE LEILOAR UMA CASA POR CAUSA DE 50R$ É DESUMANO..

    QUANDO O PRESIDENTE VEM PEDIR VOTO AO CHICLETE ACHEI ÁTÉ ESTRANHO POIS ELE NUNCA SABE DE NADA NUNCA VIU NADA(SANGUE-SUGA, MENSALÃO,DÓLAR NA CUECA...)E TODOS QUE O PRESIDENTE DISSE QUE ERA HONESTO E QUE ABONAVA A CONDUTA DELES , TODOS VIRAM NO QUE DEU.. ZÉ DIRCEU, PALOCCI, MARCOS (COJAK)VALÉRIO E A SUA QUERIDA AGÊNCIA(SMPB) DELÚBIO,SILVIO PEREIRA,SEVERINO EX-PRESIDENTE DA CAMARA, RENAN CALHEIROS(EX-PRESIDENTE DO SENADO), ROBERTO JEFERSON, E TODOS OS OUTROS MENSALEIROS... AGORA ELE VEM PEDIR VOTO PRO CHICLETE TENHA PACIÊNCIA...



    DIA 05 DE OUTUBRO VOTE 15 ZÉ CARLOS DO PÁTIO NELES...................

  • Paulo Peréio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Discriminação é o que essa turma da botina faz com as pessoas. Acham que só porque chegaram aqui se utilizaram da boa consciência de todos conquistaram o poder e agora querem das o chute em todo mundo, estão muito enganados.
    Para quem não sabe esse Sachetti, irmão do atual prefeito é aquele que foi presidente do Detran, saiu sob um monte de suspeita, mas por ser cumpadre do governador nada lhe aconteceu e ficava pelos corredores do Tribunal de Contas do Estado mendigando para que os conselheiros revissem suas contas rejeitadas por quase 100 irregularidades.
    A me esqueci de dizer que eles também tem algo lá pelas bandas do Banco do Brasil, que agricultor desta terra é famoso em pegar emprestado e não pagar. Vamos levantar a poeira e dizer pelo menos quem são os Sachettis e suas vidas pregressas. Macio igual algodão.

  • Rondonopolitano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Seu irmao Adilton e tao bom que expussou o cunhado Estevan de Mello varias vezes da casa dele qdo tinha comfraternizacao de final de ano na casa do Prefeito Adilton so porque ele ia de bermuda e tambem do administraçào do Esdadio de Futebol Lutero Lopes... que familia ou porque ele nao gosta de pobre..........

  • Geraldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Preconceituosos são aos Sachetti e os Maggi.
    Eles usam o poder em benifício de suas empresas. É só comparar o aumento patrimonial, principalmente da família Maggi.
    Essa turma da botina não gosta do cheiro do povo. Ficam todos trancados em seus gabinetes durante 3 anos e na eleição querem ser eleitos com votos da povão.
    O sachetti não recebe ninguém no seu gabinete. Só os bacanas e plantadores de soja.
    O Maggi é a mesma coisa. Quem duvida é só fazer um teste.
    Vai lá no seu gabinete e tenta falar com ele para ver se ele recebe. É tanto segurança, tanto segurança que parece que é mafioso ou tem medo do povo.
    Governo com sensibilidade não se tranca como essa turma.
    Além de preconceituosos são arrogantes.
    Tá na hora do povo governar. É a hora do povo mandar.

  • Luis Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Entao agora sachetti de vilão virou mocinho a ovelha negra, discriminado, mas essa discriminação sai de vcs mesmos, quando sachetti abraça um pobre da pra ver na expressao dele que é um ato forçado eleitoreiro, quero ver ele fazer isso depois das eleiçoes se ele faz isso mas facil ele mete a butina...

    Agora quanto ao moises dizer que os funcionarios da saude estao revoltados com zé, todo mundo sabe que o pessoal que foi na passeata, foram contra vontade propria, agora oq ele nao sabe pq ele deve ter um bom plano de saude e que nao frequenta hospitais publicos onde o povo fica encostado nos corredores, sem ter espaço num quarto nem pra tomar soro, o povo que trabalha lah ja ta avisado pra correr com esse povo pros quartos caso alguem chegue pra filmar isso...

    MAs a justiça sera feita dia 5 de outubro...

  • Leandro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vítima de preconceito? Mas não foi o Adilton Sachetti que disse que o seu vice Maneco da Vila é uma pessoa de cor, mas é gente boa!?. Quem entende de descriminar o próximo é a Turma da Botina, que se acha a melhor, que mais trabalha, e blábláblá..... Ah, esqueci, entende também de dar calote no Banco do Brasil.Poupe-me Sachetti.

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...