Últimas

Sábado, 22 de Setembro de 2007, 07h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

SENADO

Jaime faltará a sessão de 4ª; Pagot corre risco


Devido à morte do pai, senador Jaime não vai a Brasília na próxima semana e deixa órfão o indicado para Dnit

   O calvário de Luiz Antonio Pagot no Senado continua e agora sob uma maior tensão para a sessão ordinária na próxima quarta (26), quando entra em votação, de novo, a Mensagem 74 deste ano, indicando-o para o cargo de diretor-geral do Dnit. Ocorre que o seu principal advogado, senador Jaime Campos (DEM), não estará presente. Por causa do falecimento do pai Júlio Domingos de Campos, o seu Fiote, na quinta, Jaime dicidiu que não viajará a Brasília. Vai se dedicar às questões pessoais e a um maior carinho a sua mãe Amália, muito consternada com a morte do marido. 

    O empenho de Jaime nos últimos dias para que Pagot assuma logo o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes tem surpeendido tanto os democratas quanto à turma da botina, grupo do governador Blairo Maggi que indicou o ex-secretário para o comando da autarquia. Jaime e Pagot estavam distanciados, mesmo ambos sendo da mesma chapa - Pagot é o primeiro-suplente de Jaime -, por causa de interesses conflitantes para as eleições de 2010. Os dois são pré-candidatos a governador.

    Os obstáculos encontrados por Pagot para chegar ao Dnit levaram-no a pedir socorro a Jaime. Mesmo indicado pelo presidente Lula, o afilhado político de Maggi só pode assumir o cargo com aval da maioria dos senadores. O nome passou pela Comissão de Serviços de Infra-Estrutura do Senado, inclusive com relatoria do próprio Jaime. Agora, depende do plenário.

    Por três sessões seguidas, a resolução sobre a nomeação de Pagot empacou. Em duas delas, chegou a entrar na pauta para votação. Há dois problemas. Primeiro, a crise envolvendo o presidente do Congresso, Renan Calheiros, que foi absolvido de um processo, mas enfrenta outros três. A oposição bate duro e vem obstruindo as sessões. Segundo, as acusações de que Pagot cometeu crime de responsabilidade por ter exercido dupla função ilegalmente, uma delas de assessor no próprio Senado. De 1998 a 2002 Pagot recebeu R$ 429 mil como assessor do gabinete do senador Jonas Pinheiro. Com um discurso que expõe Pagot à desmoralização, o PSDB se opõe à nomeação para o cargo federal.

   Como a base governista representa a maioria no Senado, o ex-secretário de Infra-Estrutura, Casa Civil e Educação deve ter seu nome aprovado na sessão da próxima quarta, caso os opositores venham a dar uma trégua. Como Pagot ficou órfão de Jaime, teme reviravolta. Dos senadores da bancada do DEM, por exemplo, ele só contará com um voto, o de Jonas Pinheiro.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • LUIZ ALBERTO DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se Pagot for para o Departamento o povo de Mato Grosso vai ficar contente. Seria melhor ainda se o Pagot devolvese o R$ que recebeu do Senado irregularmente, ai sim, ele seria o Homem correto.

  • calixto guimaraes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JAIME JA FEZ A SUA PARTE! SUA AUSENCIA EM BRASILIA NA PROXIMA QUARTA,DIA 26, PARA SACRAMENTAR A IDA DE PAGOT PARA O DNIT,NAO FARA DIFERENÇA.SE OS SENADORES LULISTAS, QUE SAO MAIORIA, CONSEGUIRAM SEGURAR RENAN, A APROVAÇÃO DE ANTONIO PAGOT,SERA APENAS MAIS UM DEVER DE CASA.

  • Roberto Cyriaco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade o Sr Pagot confirmou q ele tinha os 2 empregos (Senado e Grupo Amaggi), e confirmou tbém que o Senador Jonas sabia de tal situação (ilícito), portanto, o Sen. Jonas é quem quebrou o Decoro, dessa forma, ele é quem deveria ser cassado e não o Sr, Pagot de ser impedido de assumir o DNIT

  • Borges | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senador Jaime somos nativista espero que o Sr de o troco nesta gente sem compromisso com Matogrosso.Colocamos na palma da mão deles, mas podemos tirar. Meus pêsames que Deus conforte o seu coração.

  • Fernando Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O assunto envolvendo os R$ recebidos por Pagot já foram exaustivamente esclarecidos, ocorre que o PSDB e DEM do Estado estão ignorando o mal que estão fazendo ao Estado e ao País. Quanto ao Estado de MT este, esta sendo prejudicado pela "Birra" dos partidos citados acima. Todos os matogrossenses sabem o bem que será ter Pagot no DNIT. Infelizmente o PSDB e DEM estão prejudicando o ESTADO com estas atitudes infantis, espero que tenham boas desculpas para dar na éroca das eleições.

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...

Estado paga os servidores nesta 6ª

mauro mendes 400 curtinha   Servidores do Estado recebem salário de fevereiro hoje, dentro do mês trabalho. É a sexta vez seguida que o governador Mauro Mendes consegue pagar a folha dos ativos, inativos e pensionistas antes da virada do mês, depois de promover reformas, redução da máquina e...

Sistema de saúde sob colapso em ROO

Em Rondonópolis, cidade-polo da região Sul, que abrange 17 municípios, não há mais leitos de UTI para socorrer pacientes em quadro grave de Covid-19. Todos os 30 do hospital Santa Casa estão ocupados, inclusive um leito de UTI reservado para atender outros casos, acabou destinado para paciente com o novo coronavírus. Há 10 leitos de UTI no Hospital Regional e todos também estão lotados. Várias pessoas em...

Deputado, Mesa da AL e incoerência

claudinei 400   Claudinei Lopes (foto), delegado de polícia que, na onda Bolsonaro, se elegeu deputado pelo PSL, em 2018, se mostra cada vez mais incoerente. É daqueles que gostam de levantar polêmicas e críticas, mas sem consistência. Ele se manifestou, por exemplo, contra a reeleição à Mesa...

Dilmar ensaia disputa para federal

dilmar dal bosco 400   Todos os deputados estaduais querem buscar a reeleição, com exceção de Dilmar Dal Bosco (foto), que está no terceiro mandato. Integrante da nova Mesa Diretora da Assembleia, como primeiro-vice-presidente, e líder do Governo Mauro, Dilmar não esconde o desejo de disputar cadeira...