Últimas

Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2007, 07h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

ARTICULAÇÃO

Jairo lança candidatura e quer ruptura com Maggi

    Aliado da senadora Serys Marly, Jairo Rocha resolveu entrar na disputa pela presidência do diretório estadual do PT e já com duas propostas polêmicas. Ele defende ruptura com o governo Blairo Maggi e propõe também que a sigla petista não faça aliança com PSDB, DEM e PP para as eleições de 2008. A eleição no PT deve ocorrer no final deste ano. Militante da Articulação de Esquerda, Jairo preside hoje o diretório de Cuiabá e, no Estadual, pretende suceder a dirigente Serys, da qual é assessor parlamentar. O clima de racha se aflorou a partir das divergências internas nas etapas municipais para escolha dos delegados com vistas ao 3º Congresso Nacional do partido, que acontece entre os dias 31 de agosto e 02 de setembro, em São Paulo.

    A campanha de oposição à administração Maggi contraria a corrente liderada pelos militantes da Unidade na Luta (ex-Campo Majoritário), como os deputados estaduais Ságuas Moraes, Alexandre Cesar e Ademir Brunetto, além do federal Carlos Abicalil e a ex-deputada Vera Araújo. Aliados de "carteirinha" do Palácio Paiaguás, todos vêm contablizando dividendos políticos. Ságuas se licenciou da Assembléia para virar secretário de Educação de Maggi. Verinha compõe a estrutura da Seduc como secretária-adjunta de Gestão de Pessoas. Contemplado com a cadeira de Ságuas na AL, Alexandre é tão defensor do governo Maggi que, em algumas situações, supera o líder do Executivo, deputado Mauro Savi (PR). Abicalil se transformou em elo do governador com o presidente Lula. Brunetto, que também entrou na disputa pelo comando do PT no Estado, é extremamente governista.

   Jairo Rocha é tido como um petista rebelde. Nos debates internos, ele pretende, por exemplo, deixar acuado o grupo de Alexandre Cesar, que presidiu o partido e deixou de herança uma dívida milionária. Trará à tona assuntos que muitos petistas chegam a se arrepiar, como as denúncias de uso de caixa 2 na campanha de Alexandre a prefeito de Cuiabá, em 2004. Polêmico, Jairo se opôs à idéia do PT oficializar aliança com o governo Maggi, no final do ano passado. Foi voto vencido.

     Sintonia

    Agora, o presidente da executiva da Capital foi incentivado por Valter Pomar da tendência Articulação de Esquerda a entrar na briga pela direção regional. Assim, construirá palanque em Mato Grosso para o companheiro Pomar, disposto a concorrer à presidência nacional do PT. Na última eleição interna, Pomar, que integra a Executiva Nacional, não foi para o segundo turno por uma diferença de 200 votos.

    Nas articulações de bastidores, Jairo busca apoio do superintendente do Incra no Estado, Leonel Wohlfahrt, da Democracia Socialista e que tem forte influência junto à militância petista da Grande Cáceres. Também busca entendimento com Zelandes Santiago, da Utopia e Vida, mesma corrente de Gilney Viana, a fim de tê-lo como aliado e demovê-lo da idéia de concorrer à presidência.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • solange | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    vocês não brigaram tanto para participar do governo Blairo?Não houve até disputa interna prá saber quem seria o secretário de educação,se Verinha ou Ságuas?O Alexandre César não está lutando com unhas e dentes para ser o "VICE LIDER DO GOVERNO na Assembléia Legislativa?O Alexandre César defende tudo que o governo apresenta,inclusive coisas impensáveis até um tempo atrás?Senhor Jairo,quem comeu a carne vai ter que roer o osso.Não estão fazendo vistas grossas com os escândalos no meio ambiente,no Intermat,na Administração.....Deixar agora em fu~ção das eleições que se aproximam não seria oportunimo?

  • GILDA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois do Delubio,Marcos Valério,Waldebran Padilha,Silvinho......vocês questionam o que do governo Maggi?E os Secretarios de Educação,os cargos no governo,a aliança nas ultimas eleições,os escândalos envolvendo Alexandre César,Abicalil,Serys.....O sr.Jairo está na contramão do rumo assumido peloseu partido PT

  • João Carlos de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A questão é: romper com Blairo para quê?
    O Jairo precisa cair na real e lembrar que, sem alianças não se ganha eleições e, em se ganhando eleições, é preciso governar com os aliados, dividir responsabilidades, ônus e bönus.
    A posição radical do Jairo e da meia dúzia de "companheiros" que defende a radicalização retrógrada não ajuda em nada a maioria da população a quem o PT representa e defende.
    Em vez de ficar brigando por projetos eleitorias pessoais, esse povo devia era trabalhar proativamente para que o Ságuas e a Verinha façam na educação e pela educação o que se espera deles: uma gestão competente e transformadora que garanta qualidade ao ensino público e valorização dos professores.
    O resto é balela, churumelas, picuinhas menores.

  • Valériano Seifor | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Daqui a pouco o PT estará igual ao PMDB, isto é, os grandes líderes do partido, descrentes e decepcionados, se calarão. Só os vigaristas e demagogos tomarão o lugar. Há tempo que isso está acontecendo. Cadê o grandes líderes emedebistas do passado???
    Valeriano Seifor

  • vidal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O amigo João Carlos disse tudo, se blairo foi um grande aliado do partido dos trabalhadores, aliando-se ao projeto de reeileição do Lula e, de certa forma, rompendo até com a grande a maioria da sua classe(Produtores rurais), seria mesmo de uma covardia pelo menos não tentar ajudá-lo na administração. Paciência Jairo, não vamos a lugar nenhum sozinhos.

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois que se chafurdou na lama é dificil limpar os "côcôs" que ficaram no corpo né seu jairo rocha? agora é só ler pela cartilha do Rei da Soja sair do barco agora é como dizia minha querida avó :"quando o barco esta afundando os (...) começam a pular.

  • ely | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    porque romper se o pt só teve apoi do Blairo

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTE É O PT DA SERYS E DO JAIRO SEMPRE JOGANDO SUJO. PARA O BEM DE MATO GROSSO E DESESPERO DOS ALOPRADOS, BLAIRO E LULA ESTAO JUNTOS . POUCO IMPORTA SE PT E PR VAO ROMPER O QUE INTERESSA É QUE PARA MATO GROSSO ESTÁ BOM ASSIM.

  • Donizete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EU NAO SEI O QUE O PT. PRETENDE SEMPLE FICOU MAMANDO NO GOVERNO AGORA FICA NESSA SERA QUE EU SAI, SERA QUE EU FICO?

PEC da Previdência na pauta nesta 5ª

dilmar dal bosco 400 curtinha   A polêmica e controversa PEC da Previdência, apresentada pelo governador Mauro, deve ser apreciada nesta quinta, em primeira votação, pelos deputados. O Executivo conseguiu os votos mínimos necessários para conseguir aprovação. Deputados da oposição...

Caminho bem consolidado à reeleição

leonardo 400 curtinha   Dos prefeitos que podem ir à reeleição de cidades pólos, o que encontra situação mais confortável é Leonardo Bortolini, o Léo (foto), de Primavera do Leste. Bem articulado e habilidoso politicamente e com uma relação extensa de obras e...

PSDB e balão de ensaio para prefeito

paulo borges 400 curtinha   Bastante enfraquecido e fragilizado, após perda do comando do Executivo estadual e de quadro de filiados, o PSDB anuncia que terá candidato a prefeito de Cuiabá. E até lista três "prefeitáveis", sendo eles os empresários Luiz Carlos Nigro e Dorileo Leal, além do...

Grupo de Fabinho ávido pelo poder

fabio tardin 400 vereador   Uma ala do DEM de Várzea Grande, que se sente excluída do Paço Couto Magalhães, está torcendo pela cassação da prefeita Lucimar e do vice Hazama. O placar do julgamento no TSE está em 2 a 1 pela manutenção do mandato. Esse bloco anti-Lucimar é...

Vereadores oficializam 2 férias por ano

emerson 400 alta floresta curtinha   Os vereadores de Alta Floresta, no Nortão, aproveitaram este período de pandemia, com as atividades presenciais suspensas, para garantir dois períodos de "férias" por ano. Em decisão desta segunda, a Câmara Municipal, presidida por Emerson Sais Machado (foto), alterou o...

Comissão da Câmara sob efeito-Covid

renivaldo 400 curtinha   Em meio às discussões sobre transparência e compras emergenciais de medicamento, insumos e equipamentos às unidades de saúde, na luta contra a pandemia da Covid-19, a Câmara de Cuiabá criou uma Comissão Especial, composta por três vereadores. Tem a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.