Últimas

Quinta-Feira, 17 de Maio de 2007, 09h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Jogo do empurra

     Rio de Janeiro - Por precaução, mais do que por convicção, o presidente da República não enviará ao Congresso o projeto que torna o aborto legal. Diz ele que o assunto é da alçada dos representantes do povo. Não deve ser iniciativa do Poder Executivo.
     Empurrando a responsabilidade para o Legislativo, Lula tira a mão da cumbuca, reservando-se para o momento em que terá de vetar ou sancionar a decisão do Congresso. É evidente que os congressistas também entrarão no jogo do empurra, com olho na pressão de diversas religiões que condenam o aborto, a Igreja Católica em primeiríssimo lugar.
     De qualquer forma, o problema está posto na agenda da nação. Os que são contra o aborto são contrários também ao plebiscito sobre a questão, no pressuposto de que ele seja favorável ao "assassinato de inocentes". É o caso de lembrar o mais recente plebiscito sobre a fabricação e a venda de armas.
     A parcela da população que se julga a mais esclarecida até hoje não engoliu o resultado da consulta direta ao povo. Dava como certa a vitória da proibição, não acreditava que a maioria diria "não" à facilidade com que se fabricam e vendem armamentos. A decepção ainda não foi absorvida: toda vez que há tiroteio, há sempre um Jeremias chorando e lamentando a decisão das massas, que recusaram a solução de acabar com a violência pela raiz, proibindo a compra indiscriminada de armas.
     A impressão é que, no caso do aborto, a maioria da sociedade é a favor da interrupção da gravidez não desejada. Mentes esclarecidas, formadores e informadores de opinião, cientistas políticos e sociais, filósofos de várias tendências ocuparão a mídia salientando a oportunidade e a urgência da liberação do aborto. Tal como fizeram no plebiscito sobre o uso de armas.

 

Carlor Heitor Cony é jornalista da Folha de S.Paulo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

Reeleição consagradora e base forte

leonardo bortolini leo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito Léo Bortolin (foto) mostrou nas urnas ser mesmo um líder político emergente da região. Ele assumiu o Executivo, após vencer a eleição suplementar em novembro de 2017, com 69% dos votos válidos. Agora foi à...

Vereador eleito diz não apoiar Abílio

eduardo magalhaes 400 curtinha   Release produzido pela campanha de Abílio Júnior anuncia que 13 dos 25 vereadores eleitos e/ou reeleitos estão apoiando o candidato do Podemos neste segundo turno em Cuiabá. E incluiu na lista Eduardo Magalhães (foto), do Republicanos. Mas o próprio Magalhães,...

Ibope mostra acirramento Abílio x EP

abilio junior 400 curtinha   O primeiro resultado da pesquisa Ibope deste segundo turno, revelado hoje pela TVCA, apontando Abílio (foto) com 48% e Emanuel com 40% das intenções de voto, empatados tecnicamente dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, é uma mostra do quanto está...

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...