Últimas

Quinta-Feira, 17 de Maio de 2007, 09h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Jogo do empurra

     Rio de Janeiro - Por precaução, mais do que por convicção, o presidente da República não enviará ao Congresso o projeto que torna o aborto legal. Diz ele que o assunto é da alçada dos representantes do povo. Não deve ser iniciativa do Poder Executivo.
     Empurrando a responsabilidade para o Legislativo, Lula tira a mão da cumbuca, reservando-se para o momento em que terá de vetar ou sancionar a decisão do Congresso. É evidente que os congressistas também entrarão no jogo do empurra, com olho na pressão de diversas religiões que condenam o aborto, a Igreja Católica em primeiríssimo lugar.
     De qualquer forma, o problema está posto na agenda da nação. Os que são contra o aborto são contrários também ao plebiscito sobre a questão, no pressuposto de que ele seja favorável ao "assassinato de inocentes". É o caso de lembrar o mais recente plebiscito sobre a fabricação e a venda de armas.
     A parcela da população que se julga a mais esclarecida até hoje não engoliu o resultado da consulta direta ao povo. Dava como certa a vitória da proibição, não acreditava que a maioria diria "não" à facilidade com que se fabricam e vendem armamentos. A decepção ainda não foi absorvida: toda vez que há tiroteio, há sempre um Jeremias chorando e lamentando a decisão das massas, que recusaram a solução de acabar com a violência pela raiz, proibindo a compra indiscriminada de armas.
     A impressão é que, no caso do aborto, a maioria da sociedade é a favor da interrupção da gravidez não desejada. Mentes esclarecidas, formadores e informadores de opinião, cientistas políticos e sociais, filósofos de várias tendências ocuparão a mídia salientando a oportunidade e a urgência da liberação do aborto. Tal como fizeram no plebiscito sobre o uso de armas.

 

Carlor Heitor Cony é jornalista da Folha de S.Paulo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Covid mata 20º pastor da Assembleia

aparecido domingues pastor cidao 400   Morreu neste sábado mais um pastor da Assembleia de Deus em consequência da Covid-19. Aparecido Francisco Domingues, o Cidão (foto), que era vice-presidente em Paranaíta, é o 20º pastor da Igreja em Mato Grosso a vir a óbito, após ser infectado pelo novo...

Os virtuais candidatos a governador

ygor moura 400   Mesmo que timidamente, alguns começam a externar, em privado, o desejar de disputar o governo estadual por um bloco de oposição, contrapondo o projeto de reeleição de Mauro Mendes. O empresário Ygor Moura (foto), da rede de clínicas de depilação Espaçolaser,...

Nomes "de fora" pra deputado federal

valtenir pereira 400   Enquantos os oito deputados da bancada federal de MT (Barbudo, Medeiros, Leonardo, Rosa Neide, Juarez, Bezerra, Emanuelzinho e Neri) vão em busca da reeleição, na esperança de continuarem em Brasilia por mais quatro anos, outros líderes correm por fora, dispostos a também entrar na...

Todos federais vão tentar a reeleição

carlos bezerra 400   Todos os oito deputados federais mato-grossenses estão trabalhando projeto de reeleição. Mas um resolveu espalhar, em paralelo, a ideia de tentar o Senado: Neri Geller (PP). Sabe-se, porém, que a jogada do deputado de Lucas do Rio Verde e que já foi ministro da Agricultura não passa de...

Mil cestas básicas vão para músicos

alberto machado 400   O secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está comemorando a decisão do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, que desenvolve ações sociais de forma voluntária, de disponibilizar mil cestas básicas para...

Assembleia cede espaço pra vacinação

Eduardo Botelho _ 400   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro procurou e encontrou apoio da Assembleia para ampliar locais de vacinação da população contra Covid-19. Em reunião nesta sexta entre o prefeito e os deputados Eduardo Botelho (foto), Paulo Araújo e João José, que preside a...