Últimas

Terça-Feira, 14 de Agosto de 2007, 09h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

MEIO AMBIENTE

Juarez oficializa saída; Batilde nega inchaço

   O deputado estadual Juarez Costa (PMDB) entregou nesta manhã (14) ofício informando sua renúncia do cargo de suplente na CPI da Sema. O peemedebista foi acusado de tráfico de influência na liberação de projetos de manejo florestal, inclusive de forma irregular. Juarez nega qualquer envolvimento em ações ilegais na área ambiental. Mesmo assim, achou melhor deixar a Comissão.

   A denúncia partiu do posseiro João Batista da Silva, da gleba Caubi, em Feliz Natal. Batista acusa o deputado até de cobrança de propina e de agir na liberação de projeto de manejo florestal irregularmente para atender aliados políticos.

    Depoimentos

    A CPI, sob a presidência do deputado José Riva (PP), foi aberta com depoimento do adjunto da pasta do Meio Ambiente, Batilde Jorge Abdala. Ele foi questionado sobre inchaço da pasta e do porquê contar com tantas assessorias ao seu redor. Em resposta, Batilde alegou que a estrutura é necessária. "Faz parte do organograma e é a mesma desde 2005, quando se criou a Sema. Só mudaram as pessoas", explicou.

    O relator da Comissão, deputado Dilceu Dal Bosco (DEM) perguntou a Batilde quais as funções do depoente dentro da Sema. Batilde não se lembrou de todas as funções. Ele estava com espécie de lembrete e chegou a dizer que só olhando a "cola" para discorrer de todas as atribuições impostas a ele por força do cargo de segundo escalão. "O organograma é vinculado ao gabinete do secretário", destaca Batilde. Riva sugeriu remanejamento das assessores. O adjunto disse que essa mudança poderá ser feita.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • bruno carlos de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é senhores, nessa oitiva de hoje na assembléia legislativa deu para sentir em mãos de QUEM está a secretaria de meio ambiente. Além de nervoso demonstrado hoje na AL na frente dos senhores jornalistas, quero dizer que lá na sema este moço é arrogante e se acha o dono do mundo, não respeitando os técnicos de carreira do órgão que muitas vezes são tratados como bandidos. O preocupante são os superpoderes que o secretário daldegan concedeu a uma pessoa com esse perfil, quantos equivocos pode estar comentendo heim!!! no depoimento do bathilde foi jogado toda a responsabilidade pelos erros do órgão ao secretário, mui amigo, heim!!!

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Batilde não é Adjunto por livre espôtania vontade. Foi indicado por alguem, ele é do Judiciário, tem Parlamentares com livre acesso a este Poder mesmo respondendo por inúmaros processos.
    Os funcionários da Sema deveriam ser todos concursados,a pressão sobre os comicionados e contretados é muito grande, alguns pelo emprego bambeíam.

  • antenor pereira de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o Gilmar, a culpa e resposabilidade é de que coloca sujeitos despreparados para assumir cargos que merecem ter pelo menos noções sobre a área. Desse adjunto a noticia que temos é que ele nunca foi do órgão e sempre exerceu cargo de confiança, e contraditoriamente se diz advogado, e pelas normas não deveria assumir dupla função. Meu Deus, quanta contradição é o poder público, com tantos problemas na Sema, ainda entregam o órgão para um cidadão que não conhece a área, não pode exercer dupla função e ainda por cima com diversas pendengas administrativas que deveriam ser o bastante para o governador não assinar sua nomeação, e não permitir que uma pessoa com esse histórico e perfil venha assumir uma secretaria de Estado tão importante quanto é a sema.

  • Placido Ferreira dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O QUE ESTÁ ACONTECENDO LÁ PELOS LADOS DA SEMA, MEUS AMIGOS!!!VÊM UM SECRETÁRIO QUE NÃO SABE SEQUER QUANTOS FUNCIONÁRIOS TÊM O ÓRGÃO, DE TANTA GENTE QUE RECENTEMENTE ENTROU PELA JANELA QUE ELE PERDEU AS CONTAS; E AGORA VÊM O SEU ADJUNTO QUE CONSEGUE SER PIOR AINDA NA OITIVA, POIS PARECIA ALGUÉM PROGRAMADO PARA RESPONDER CERTAS PERGUNTAS, FORA ISSO O PROBLEMA É DO SECRETÁRIO, NUM JOGO DE EMPURRA CONSTRANGEDOR, ALÉM DO MOÇO SER EXTREMAMENTE NERVOSO, PARECIA INCOMODADO DE ESTAR SENTADO NA CADEIRA,POIS NÃO CONSEGUIU EXPLICAR COMO CONSEGUIU EXERCER DUPLA JORNADA DE TRABALHO, DE ADVOGADO E DE ASSESSOR JURÍDICO, SUPERINTENDENTE JURÍDICO, SECRETÁRIO ADJUNTO,...CARAMBA, VAI SER CENTRALIZADOR ASSIM LÁ EM CUBA. A IMPRESSÃO QUE SE TÊM É QUE TANTO O SECRETÁRIO COMO O ADJUNTO DESCONHECEM O ÓRGÃO QUE DEVERIAM DIRIGIR, COMO TAMBÉM SÃO EXCESSIVAMENTE CENTRALIZADORES, NÃO CONFIAM NOS TÉCNICOS DO ÓRGÃO. O RESULTADO É QUE OS TÉCNICOS TAMBÉM NÃO CONFIAM NESTES DIRIGENTES, E O RESULTADO É O QUE MOISES SACHETTI SABIAMENTE COLOCOU: TODOS TÊM MEDO DE ASSINAR QUALQUER DOCUMENTO.

  • Cleide marcondes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O sr Batilde foi consiliador do JUVAM, em cuiabá. ele não é um cara despreparado ele sabe o que faz, se fez errado tem que ser punido. Mas essa CPI tem se estender ate a admistrição de Frederico Muller, Moacir Pires e Marcos Machado. A CPI tem que ser completa... BATHILDE é peixe pequeno.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, ser conciliador do juvam não significa absolutamente que esta preparado técnicamente para exercer o cargo de gestor ambiental. As funções são díspares, assim como as instituições possuem atribuições distintas. Não se trata de uma ser melhor que a outra, não é isso. Para administrar um órgão de gestão ambiental é necessário ter conhecimento razoavel sobre o assunto - consideramos como excessão marcos machado, porque este foi muito bem assessorado técnicamente - ter bagagem técnica na área ambiental é mais importante, pois quando se têm o domínio técnico sobre determinado assunto fica menos complicado tomar decisões sensatas e coerentes, e também há que ser um líder ético, sério e saber estimular e motivar a equipe de técnicos, o que parece que está faltando no órgão ambiental, tal a confussão quase generalizada e permanente que se encontra.

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.