Últimas

Quinta-Feira, 03 de Maio de 2007, 12h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Juiz condena Brasil Telecom por débitos abusivos

Yale manda companhia declarar nulas cláusulas de fidelização e anula cobrança de multas por quebra de contrato   

    O juiz Yale Sabo Mendes, titular do Juizado Especial Cível do bairro Planalto, em Cuiabá, exarou mais uma sentença inédita. Ele determinou que a Brasil Telecom S/A anule as cláusulas de fidelização e também declare inexistentes os débitos e multas por quebra de contrato contra a empresa Verdeanil Business e Marketing Ltda.

   Yale considerou, em sua sentença, que "as cláusulas que estabelecem as normas de fidelização nos contratos de prestação de serviços telefônicos encontram-se fixadas de forma ilegal e ilícitas, violando assim a determinação dos artigos 46 e 54 do Código de Defesa do Consumidor".

   Essa decisão deve motivar dezenas de consumidores das companhias telefônicas a recorrerem à Justiça para evitar pagamento de multas por quebra de contrato de fidelização, imposto principalmente pela Brasil Telecom. 

    O empresário Valdemar Alves Mendonça Júnior, que ingressou em nome de sua empresa com a Ação Declaratória com pedido de liminar contra a Brasil Telecom, fica agora, a partir da sentença do juiz Yale, desobrigado a pagar multas por quebra do contrato de fidelização. Para o magistrado, trata-se de uma cobrança indevida e ilegal.

   Yale diz que a demanda é relativa à relação de consumo, portanto, as discussões e digressões (desvios do assunto principal ou de rumo) devem ser tratadas e dirigidas pelo Código de Defesa do Consumidor. Observa que esse tipo de contrato de prestação de serviços das companhias telefônicas e firmadas entre as partes é do tipo "contrato de gestão". Sendo assim, conclui que não há nesse tipo de negócio jurídico qualquer relação que permitisse a manifestação da vontade da parte consumidora, posto que suas cláusulas já se encontram previamente fixadas.

    "Nos dias atuais a existência do contrato de adesão é fundamental para agilização de negócios, mas deverá se ter um cuidado especial para que a sua utilização não venha a ser sinônimo de desrespeito aos direitos do consumidor", enfatiza o magistrado, em sua decisão.

   Além de violar o Código de Defesa do Consumidor, o magistrado entende que tal cláusula acarreta restrição à concorrência e onerosidade excessiva ao consumidor, já que ele fica obrigado a manter-se fiel, mesmo que o serviço não esteja sendo prestado satisfatoriamente. Considera isso "escravidão econômica". "Temos por regra que a responsabilidade pelas vendas e/ou prestação de serviços para clientes é da empresa que fornece diretamente ou disponibiliza os seus produtos".

    Em sua sentença de 10 páginas, Yale Mendes observa que a empresa Verdeanil Business e Marketing Ltda recorra ao Código de Defesa do Consumidor. Reconhece como sendo abusivas as cláusulas de fidelização. Sendo assim, conclui ser indevidos os débitos que a Brasil Telecom estava cobrando da empresa referentes às multas pela quebra de contrato.

   Clique aqui e leia o conteúdo da sentença na íntegra.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.