Últimas

Sexta-Feira, 19 de Junho de 2009, 12h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

RUMO A 2010

Juiz Julier revela manter projeto de disputar a governador


Juiz Julier da Silva (à dir.) conversa com empresário Luiz Carlos Beccari, em  solenidade nesta 5ª à noite
Foto: Jupirany Devillart

   O juiz federal Julier Sebastião da Silva disse nesta quinta à noite, em entrevista ao RDNews, que continua avaliando a possibilidade de concorrer à cadeira de governador. Segundo ele, a maior motivação vem das intervenções populares. Constantemente ele é abordado pelas pessoas, que pedem-no para entrar na disputa. Julier prestigiou, em Cuiabá, a solenidade que marcou a parceria entre a TV Cidade Verde e a Bandeirantes, que passa a ser retransmitida a todos municípios mato-grossenses por meio da rede de emissoras locais do empresário Luiz Carlos Beccari, com quem conversou um bom tempo durante o evento.

   Perguntado se está mesmo disposto a encarar a corrida à sucessão do governador Blairo Maggi (PR), Julier respondeu, sorrindo: "tudo é possível". Ele enfatiza que muitas pessoas estão procurando-o, no sentido de incentivá-lo a entrar na vida pública. Entende que possui credibilidade e, aliado ao discurso da ética e da moralidade, possa ajudar a melhor, com prestação de serviços, a imagem da classe política e atender aos anseios da sociedade em áreas complexas e deficitárias, como segurança pública, educação e saúde.

     Há 14 anos como juiz federal, Julier é responsável por mandar várias autoridades empresariais e políticos para a cadeia, como o "comendador" João Arcanjo Ribeiro, que comandava o crime organizado em Mato Grosso. Por causa disso, se tornou amado e respeitado de um lado e, por outro, odiado. "Eu tenho ouvido bastante as pessoas. Isso não custa nada. Tenho prazo até abril do próximo ano para me decidir", destaca Julier, ao lembrar da prerrogativa do cargo de juiz. Perguntado sobre qual partido tem preferência por filiação, caso opte mesmo por deixar a cadeira de magistrado com vistas a tentar cargo eletivo, Julier preferiu desconversar. "Temos que ir sem pressa. Não conversei nada sobre isso. Isso não está no horizonte ainda. Não tenho preferência por partido".

   Na avaliação do magistrado, o recado da sociedade é no sentido do agente público desenvolver a função com responsabilidade, retidão e voltou a dizer que é preciso atender a população naquilo que ela precisa, principalmente em setores como segurança, educação e sáude. "O avanço da economia é um fato e temos que nos preocupar com outras questões que estão sendo colocadas em xeque", diz Julier. Ele enfatiza que considera um magistrado de credibilidade e determinado a fazer com que "as coisas venham acontecer dentro dos parâmetros legais e com transparência".

    Desta vez, o juiz evitou críticas a personalidades políticas e à Assembleia Legislativa. Chamou atenção para haver, em meio aos debates sobre propostas e perfil dos candidatos, transparência junto à população. Quanto ao projeto majoritário, Julier deixa claro que, se vier a concorrer, será para o cargo de governador e não ao Senado. "Vou continuar ouvindo e fazendo reflexões", diz o magistrado. Ele se considera uma figura conhecida em todo o Estado e não vê qualquer problema no fato de hoje seu nome não pontuar bem nas pesquisas de intenção de voto como pré-candidato ao Palácio Paiaguás. Antes de ingressar na magistratura, Julier foi caixa do Banco Itaú, advogado da Comissão Pastoral da Terra e procurador do Estado.

   Enquanto Julier da Silva vive no muro quanto à sucessão estadual, líderes políticos estão mergulhados nos bastidores para viabilizar suas candidaturas. Entre os nomes colocados publicamente como virtuais concorrentes a governador estão o senador Jayme Campos (DEM), o vice-governador Silval Barbosa (PMDB), o prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) e o deputado estadual Percival Muniz (PPS).

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Paulo jOsé | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sem dúvida nenhuma o Dr. Julier de longe é mais preparado para o cargo de governador do que os possiveis candidatos em questão. Basta fazer uma análise da vida pública de todos para concluir quem tem o melhor curriculum em questão a ética, honestidade, conhecimento, etc.... tá na hora de mudar, vamos votar em quem gosta de gente, chega dessa mesmisse.

  • Willian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Julier é uma comédia. Envergonha a magistratura. O cara gosta de holofotes e de estar no meio dos grandes empresários. Que imparcialidade pode ter um juiz desses? Primeiro Julier cumpra sua função no judiciário, mas cumpra sem motivações políticas. Depois pense nesse seu projeto duvidoso.

  • Roberta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse juiz tem que ficar no lugar dele.... vai tentar carreira pública pra quê????
    Sai fora!!!

  • Pulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Juiz Julier pode até possui uma legião de fãs que o estimulem a se candidatar ao Govrno do Estado de Mato Grosso. Pode até ter contribuido para prender alguns integrantes do crime organizado, muito embora publicamente só se saiba do caso Comendador Arcanjo. De qual outro famoso e integrante do crime organizado, ora super bem organizado por estas bandas, Sua Excelência decretrou a prisão ?
    A atividade judicante não se coaduna com a política. Ou se é Magistrado ou se é político. Sendo o Juiz Julier um bom Magistrado, certamente que não o é bom político, razão porque, de plano, tenho convicção de que uma possível candidatura sua não terá a acolhida necessária do povo matogrossense e estará, irremediavelmente, destinada ao fracasso. Só uma pergunta ao Juiz: o senhor ama servir à Justiça Pública Brasileira ou acha mais interessante envolver-se em atividades políticas, correndo o sério risco de ficar sem nenhuma das duas ?

  • noeli | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CADA MACACO NO SEU GALHO

  • Amauri da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É mto triste ver uma materia dessa natureza pq? Onde ja se viu um homem com uma postura exclusiva de Juiz agora quer entrar pra esta seará de improlio danado que nao tem tamanho vc tem que ficar na sua como magistrado é 10,pra ser politico vc nao da pq tem que mentir e vestir a camisa de forca e o senhor nao ira fazer isso pelo seu perfil entao meu grande juiz fica como esta que é melhor ok abraco.

  • DOM AQUINO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FALTOU O NOME DO FUTURO GOVERNADOR RIVA 11

  • Maria Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O nome principal está faltando nesta enquete....DEPUTADO SÉRGIO RICARDO!!!
    Na cabeça, nas urnas e no coração do povo Matogrossense.

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    uma lideranca politica para ser respeitado,tem que ser honesto,competente,e transparente,achos que esas qualidade e que indicam o nome no nobre juiz julier sebastiao a ser candidato a governador deste estado vai em frente exelencia tem meu voto eo voto da minha familia, temos que tira estes viciados politicos da nossa politica matogrossense.

  • Artur Coimbra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como o juiz Julier não tem claque política e nem companheiros e apaniguados no seu gabinete, e considerando-se os comentários feitos até agora, pode-se deduzir que o único percentual válido e isento desta pesquisa é o dele.

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....

MAIS LIDAS