Últimas

Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 12h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INVESTIGAÇÃO

Juíza do RS condena ex-deputado e multa Vedoin

O ex-parlamentar disse achar um absurdo decisão de juíza já que MT e DF não levaram adiante

    Embora em Mato Grosso e no Distrito Federal as acusações contra o ex-deputado federal Érico Ribeiro (PP) tenham sido arquivadas por sugestão do próprio Ministério Público, no caso da máfia das ambulâncias, desbaratada em 2006 pela Polícia Federal, o ex-parlamentar foi condenado pela 2ª Vara Federal em Porto Alegre. Terá de devolver R$ 10 mil e pagar multa de R$ 30 mil. É o que revela o jornal Zero Hora desta segunda (11). A decisão da 2ª Vara Federal também condena o empresário mato-grossense Luiz Antônio Vedoin, acusado de, junto com o pai Darci Vedoin, da Planam, liderar esquema de compra superfaturada de ambulâncias para os municípios a partir de emendas junto ao Orçamento Geral da União. Na mesma sentença, Luiz Vedoin foi condenado a pagar R$ 30 mil. Já o pai Darci e o sócio Flávio Santos Silva se viram livres do pagamento de multa.

   De acordo com o jornal gaúcho, o ex-parlamentar teve os bens bloqueados e os direitos políticos suspensos por 10 anos. Conforme a decisão da juíza substituta, Paula Beck Bohn, Ribeiro fica proibido de participar de qualquer processo de licitação pública. O jornal conta ainda que o progressista é acusado de ter apresentado, em troca de propina, emendas ao orçamento da União para beneficiar a empresa Planam, que mantinha sede no Distrito Industrial de Cuiabá. O esquema manipulava licitações de ambulâncias, que eram superfaturadas.

    Em entrevista ao Zero Hora, o ex-deputado afirmou que entrará imediatamente com recurso para anular a decisão que, segundo ele, é “completamente estapafúrdia”. Ribeiro ressaltou ainda que as denúncias foram arquivadas em Mato Grosso e no Distrito Federal por sugestão do Ministério Público. “Foi lá que os fatos ocorreram e me consideraram inocente. Agora a Justiça de Porto Alegre acata essa acusação baseada em jornais? É um absurdo tão grande que não acredito que tenha ocorrido”, afirmou.

    Em MT

    A Operação Sanguessuga desbaratou há quatro anos um esquema de fraudes na saúde. Conforme a Polícia Federal, a quadrilha, comandada pela Planam, negociava com parlamentares e assessores emendas ao Orçamento para municípios em troca de propina. O grupo manipulava licitaçõe, principalmente de ambulâncias, que eram superfaturadas. Entre os acusados de Mato Grosso, entraram na lista vários deputados, ex-parlamentares, prefeitos e ex-prefeitos, como Wilson Cargnin, de Nova Canaã do Norte. Responde por adquirir ambulâncias superfaturadas dos Vedoin. O deputado federal Pedro Henry é um dos acusados.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • edivan campos | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 21h15
    0
    0

    edivan campos, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rafael Costa | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 17h44
    0
    0

    Olha o deputado pedro henry só não apareçeu ainda na lista de convocação da seleção brasileira...isso é uma vergonha um deputado cassado continuar no cargo,que brasil é este que estamos vivendo....fora PH....

  • alessandro | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 14h32
    0
    0

    O Ministério Público não tem esse poder de considera-lo inocente. Certamente foi uma sugestão bem articulada. E pelo que sei nenhum juís é louco ao ponto de condena-lo sem provas concretas. Meus parabens ao Judiciario do RS, mais uma vez demonstrando pq é um dos melhores do País.

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.