Últimas

Sexta-Feira, 07 de Setembro de 2007, 15h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

PESAR

Júlio Campos e Sales se despedem de Lepesteur

Autoridades dão adeus ao polêmico militar; família reclama da imprensa; enterro será neste sábado à tarde em túmulo já adquirido há 10 anos    

   Várias autoridades do meio político, empresarial e militar foram à Funerária e Capelas Jardins, em Cuiabá, dar adeus ao coronel aposentado Frederico Lepesteur, que morreu nesta sexta pela manhã. Entre os que já estiveram no velório estão o ex-governador e ex-senador Júlio Campos, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, e o ex-comandante-geral da Polícia Militar,  coronel Leovaldo Sales. "Eu tinha mais contato com Lepesteur no clube militar", diz Salles, enquanto observava o corpo do militar no caixão. Polêmico, Lepesteur foi um dos militares mais temidos. Morreu levando consigo fortes acusações, entre elas de ter sido o braço-armado de João Arcanjo Ribeiro, acusado de comandar o crime organizado em Mato Grosso.

    A família do ex-sócio-proprietário da factoring Segurança-Check, Luiz Carlos de Jorge, que mantém laços de amizades com a família Lepesteur há tempos, também esteve no velório, assim como diversos moradores do Araés, bairro onde o coronel morou por 24 anos. Alguns oficiais saíram do desfile cívico de 7 de Setembro direto para a capela. Muitos ainda desconhecem a morte de Lepesteur que por oito anos lutou contra oito tumores cancerígenos. Dezenas deixam a despedida neste sábado, já que o enterro ocorrerá às 17h no cemitério da Piedade, no centro de Cuiabá. 

     Consternação

     Lepesteur criou três filhos ao lado e sua esposa, Mara Rúbia Gomes de Sousa Lepesteur, no local chamado pelos moradores de Cacimba do Leite, no bairro Araés. Seus filhos, todos com curso superior, demonstram não só a consternação natural de vivenciar o falecimento do patriarca, mas também revolta com todas as notícias que saíram nos jornais sempre ligando-o ao "comendador" João Arcanjo Ribeiro e agora, pouco se fala na morte dele. "Ficamos preocupados com as notícias que saem no jornal, já que ninguém quer saber do humano que meu pai era", ressaltou Flávio Lepesteur.

     Esposa e filhos não saem do lado do caixão e  todos os que chegam ficam relembrandos histórias do homem que fez carreira na Polícia Militar. Foram 35 anos. Começou como oficial do Exército. Lepesteur nasceu em São Paulo, foi criado no Rio e constituiu família em Barra do Garças, no Médio-Norte mato-grossense. Quando chegou a Cuiabá, se apaixonou pelo calor climático e afetivo da Capital. Gostava tanto da Baixada Cuiabana, principalmente da região central, que há 10 anos resolveu garantir seu túmulo no cemitério da Piedade, que em frente a escola técnica Cefet.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tudo que aqui se faz, aqui se paga.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A perca de um ente querido é muito triste e que isto sirva de lição para muitos.
    Lembre so Deus tem o direito de tirar uma vida......

  • Áurea Santana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns à equipe de jornalismo da RDNews pela notícia séria, respeitando os famíliares e amigos.

  • Cleide marcondes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ... Muita gente sofreu nas maos desse famigerado lepster.... deus deu a ele o castigo merecido... o Crime nao compensa.... te da luxo e riquesa, mas tambem o resultado é dramatico.

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...