Últimas

Segunda-Feira, 24 de Novembro de 2008, 12h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

VÁRZEA GRANDE

Júlio confessa dívida de campanha de R$ 357 mil

  O candidato derrotado nas urnas em Várzea Grande, ex-governador Júlio Campos (DEM), confessa que possui uma dívida de campanha de R$ 357 mil. Após dar "calote" em algumas pessoas que trabalharam em sua campanha, o democrata prestou contas à Justiça Eleitoral fora do prazo determinado e ainda declarou que está endividado. Segundo uma das pessoas que prestaram serviços ao democrata no período eleitoral, que preferiu não se identificar por temer represálias, o ex-governador não teria dado sequer satisfação sobre a dívida. "Estranho ter tido a prestação de contas da campanha. Eu tenho contrato e não recebi o que me devem", argumenta.

   O assessor-credor diz ainda que durante o processo eleitoral, o democrata criou diversos inimigos. Além disso, lideranças de outras siglas estariam pedindo "a cabeça" de Júlio Campos. "Ele criou muitos inimigos e em Várzea Grande as notícias voam. Já teve gente me procurando para denunciá-lo. Essa semana pode ter novidades no Tribunal Eleitoral". O questionamento é sobre o fato do candidato derrotado já ter feito sua prestação de contas sem pagar todos que trabalharam na campanha. "Se ele já prestou contas, de onde vai vir esse dinheiro para pagar quem trabalhou?".

   Outro lado

   O coordenador financeiro da campanha de Júlio Campos, Joãozito de Barros, afirma que a dívida foi declarada à Justiça Eleitoral, que concedeu prazo até 31 de dezembro para a quitação. "Ele tem até essa data, mas Júlio já nos informou que fará o pagamento antes disso", argumenta. Ele não soube especificar a quantidade de pessoas que estariam na fila para receber. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo o que estou sabendo não e só o Julio Berere, que esta dando calote, fiquei sabendo que a Turma do Galinho aqui de Cuiabá esta no mesmo caminho, ja faz mes que venceu as eleiçoes e tem muitos cabos eleitorais sem receber os chamados Lideranças Comunitarias, estão ha ver navios. Um tal de Cido que esta enrolando a turma. Dezendo que toda Quarta paga, esta para estorar esta bolha do Wilson Santos. Vamos lá moço a turma trabalhou merece receber. Todos tem dividas para pagar. E depois ainda quer ser Governador.

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelismente a cada dia nós vemos o Sr. Júlio Campos manchar a sua história e a história de sua família, principalmente manchar o nome do seu irmão Senador Jayme Campos que pode ter todos os defeitos do mundo mas é integro no cumprimento de suas dividas.
    Sr. Júlio Campos procure acertar seus débitos junto aos seus credores, é vergonhoso o que o Sr. esta fazendo pois para mim isso é calote.
    Deixe de se preocupar com a vingança contra o Dep. Walace, e procure regularizar sua vida financeira e juridica, pois o Sr. além de estar com uma divida enorme, esta enfrentando um processo criminal que estava no STJ e agora na 1ª Vara de Juri Popular da Comarca da Capital - São Paulo.
    Quanto ao seu filho Júlio Neto, mande-o para bem longe de Várzea Grande, pois nós não o queremos ele nem de passagem por lá.
    Quanta petulância do Júlio Neto dizer que disse em seu cometário que se o Dep. Walace quiser ser prefeito terá que ganhar dele nas urnas, ora bolas quem é Júlio Neto, um garotinho mimado que vive as custas do pai, que não sabe fazer o ó sentado na areia.
    Por favor garoto voçe foi uns dos maiores responsáveis pela derrota do seu pai.
    Quanto ao Senador Jayme Campos se Vossa Excêlencia quiser ser Governador do Estado terá que refletir quanto a maneira arcaica de fazer política, ninguém mais aguenta essa maneira perseguitiva, onde o Senhor é todo poderosos, aprenda a ouvir as pessoas póis Deus nos fêz com dois ouvidos e uma boca justamente para isso.
    Ah ia me esquecendo bote um freio no Sr. Júlio Campos e seu filho pois tudo o que estão fazendo esta e irá repercutir contra Vossa Excêlencia... Pense nisso.

  • richard do c.rei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Êta sujeitinho tranqueira esse Sr. Bereré,mais o povo já sabia disso e deu seu voto de reprovação a esse cidadão,
    a única coisa que nos conforta é saber que sr. Júlio está morto e sepultado politicamente.

  • Estella Marins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eita Julinho.....agora deu até para dar o calote nos menos favorecidos e desempregados? coitados foi o único meio de os mesmo ganharem um trocadinho e voce não os pagas? Não sabia deste seu lado Julinho...................deixa de ser caloteiro, a justiça daqui falha mas a de Deus nunca, cuidado....Seu irmão Jaime com todo poderia economico (as nossas custas), perdeu o filho querido. Não somos IMORTAIS.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Júlio Campos é somente isso: um político derrotado, um homem derrotado e, acima de tudo, um homem desonesto. Não paga dívidas de campanha, demora a prestar contas junto ao TRE, pretende-se dono da verdade quando toda Várzea Grande e Mato Grosso conhecem de sobra o seu estilo coronelistíco de fazer política. O mesmo estilo utilizado tristemente por alguns Generais do Exército, Marinha e Aeronáutica há alguns tristes anos passados. Júlio Campos hoje experimenta o mais sensacional de sua biografia: descobriu-se tratar-se de um engodo, de um falso político, de um homem amargo e pretensioso. Pretende ser o rei de Várzea Grande e, para isso, pensa que, como há quarenta anos atrás, o povo comeria em seu cocho e o atenderia prontamente em seus projetos pessoais. Ledo engano. O povo não mais o engole, não mais acredita nele, e, o que é pior, tem verdadeira repulsa a essa triste figura que encerra a sua vida pública de uma forma tão degradante e imoral. Hoje, ele pretende comer no cocho do povo. Nem isso o povo aceita dele. Brava gente.

  • Assun ção | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade, sinto pena de Julinho, afinal ele se auto enterrou na política. Por outro lado não devo sentir pena dele, pois foi através da política que ele conseguiu montar uma fortuna econômica e um bando de aposentadorias. O que me deixa triste é ve-lo se desmoralizando a troco de nada. Só pensa em vingança. Julinho, deixa o Wallace em paz.

  • Soraia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    HUMMMM, MAS QUE DELICIA VER A DERROTA DESEES BERERE, E NEM COMEÇOU AINDA,
    VEM VINDO AI A PÓXIMA DERROTA, DE UM CIDADÃO QUE PRETENDE SER GOVERNADOR, AHAHAHA

  • JOÃO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NO MINIMO FEZ IGUAL AO JAIME EM 1999, VÁ RECEBER DO MEU TESOUREIRO, NÃO FUI EU QUE PEDI NADA DISSO, JAIME SABE QUE TAMBEM NÃO PAGOU MUITA GENTE, NÃO É, O SEU TESOUREIRO TAMBEM SABE, PERGUNTE A ELE A AO JUAREZ T. PIZA, ELES SABEM.

  • Bole-bole | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pobre Júlio. Derrota nas urnas em VG foi como uma marretada na cabeça. O homem perdeu o rumo de tudo. Crise forte de amnésia. O ancião esqueceu até do próprio nome, imagine se ele poderia lembrar sobre dívidas... Dias atrás, ao acordar, ia se dirigindo rumo ao TCE para trabalhar.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS