Últimas

Sexta-Feira, 02 de Janeiro de 2009, 07h:59 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RUMO A 2010

Júlio insiste, quer presidir DEM e vaga de federal

Fernando Ordakowski           clique na imagem para ampliá-la 

  O ex-governador Júlio Campos não se deu por vencido. Após duas derrotas seguidas, uma para governador em 98 e outra para prefeito de Várzea Grande uma década depois, ele já fechou acordos, com vistas a concorrer a deputado federal em 2010. Em princípio, a pretensão do cacique político seria vaga de estadual, mas, para não atrapalhar os planos do seu ex-afilhado político Gilmar Fabris, que tentará a reeleição de novo, Júlio optou pela Câmara Federal. Ele não vai mais desistir de uma nova tentativa por cargo eletivo para abrir caminho ao filho Júlio Neto, conforme havia prometido.

  O primeiro passo de Júlio para reconstruir espaço é ocupar a presidência estadual do DEM (antigo PFL). Ele já teve uma conversa com o dirigente Oscar Ribeiro, que se comprometeu a deixar o posto assim que o ex-governador desejar. Aposentado prematuramente como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e com vencimento mensal superior a R$ 22 mil, Júlio quer o comando do DEM como forma de ganhar visibilidade e destaque na mídia. Assim, voltará a ser lembrado.

   Ele já ocupou diversos cargos eletivos. Começou como prefeito de Várzea Grande na década de 1980. Passou por deputado federal, governador e senador. Júlio Campos saiu "baqueado" da campanha de 2008 à Prefeitura de Várzea Grande. Ele largou como grande favorito e, a exemplo de 98 quando concorreu ao Palácio Paiaguás, "amarrou" alianças equivocadas, se envolveu em troca de acusações e denúncias contra o hoje prefeito de segundo mandato Murilo Domingos (PR) e foi reprovado nas urnas. De quebra, ainda acumula quase R$ 500 mil de dívidas formais.

Postar um novo comentário

Comentários (24)

  • Francisca Miranda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa, quanta ignorancia daqueles que criticam o Dr. Julio Campos. Só podem ser pau rodado que nada sabem a respeito da política de Mato Grosso.
    Eu votei e votarei sempre nele, pois, sei o que já fez pelo povo da baixada cuiabana e de Mato Grosso.
    Vai em frente Dr. JULIO, tome mesmo o DEM do mestre Oscar, pois, este, não tem condições de dirigir o partido. Já analizou e viu que desde que o DEM ficou sob sua administração só caiu?.....
    Que falta faz o Jonas Pinheiro, que falta faz o senhor. Volte , por favor.... traga junto a toda poderosa Isabel, para ajudá-lo, e conte comigo, também.
    Irei na sua posse e me identificarei como sempre me tratou e a mim se dirigiu Princesaque realmente sou.

  • Júnior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson,

    Aconselhe o Sr. Júlio José de Campos a ir gastar a sua apoentadoria de R$ 80 mil por mês ao invés de insistir em continuar na vida pública.

    Ora, será que ele não entende que o povo não lhe quer mais... Pq ele não busca outro desafio, ou seja, abrir uma empresa e entrar no mercado competitivo. A resposta é simples: não tem competência para isso. A prova está no fato de que todas as suas empresas ou foram vendidas ou foram arrendadas, pq ele e seus familiares não tiveram condições de administrá-las.

    Tenha vergonha, Sr. Júlio José de Campos...

  • Paulo Roberto de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Falando no Gilmar Fabris, quando será caolha Justiça, vai
    cassar de vez o mandato dele. Vamos TRE tome uma atitude e tire esse traste de vez da vida pública.

  • Varley Rocha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caros leitores, infelismente, o Dr. Julio Campos, não levou esta eleição de Varzea Grande mas com a quantidade de votos que obteve nas urnas ainda se vê o quanto ele é querido naquela cidade, e no Mato grosso lembro que naquela dadata quando Governador, abriu estradas, asfalto, e cidadades, os demais governos somente aproveitaram os trabalhos já iniciados pelo sr Julio Campos, portando Mato grosso, tem muito que agradece-lo por todas estas envestidas de trabalho, e como deputado federal, ele terá bom exito.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Julio Jose de Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson, por favor :deixe de inventar noticias sobre a minha pessoa,pelo menos por l5 dias que tirei ferias.Estou em ferias com a minha familia em Punta del Leste,na República Oriental del Urugay,só voltarei a falar de politica de MT a partir de l5 de Janeiro,e quero desejar aos despeitados,invejosos,e magoados uma vida longa e com saùde ,e paz em 2009....como dizia Ibrahim Sued.sorry.

  • junior campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Apesar do meu sobrenome, nao tenho parentesco algum com eles, e após as eleiçoes passadas ouso a dizer que o povo está dizendo em bom som adeus toda espécie de campos, seja ela júlio, jaime, neto, seja o que for, o povo nao os quer mais. voces já contribuiram o bastante e 10% do povo os ama e 90% os odeia. pensem nisso.

  • Assunção | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Senhor Julio Campos, tem que aprender a respeitar o povo de Mato Grosso. Será que o Sr. não atinou que o povo deste Estado, não o quer mais na política? Mais uma candidatura e verá o seu total fracasso, Quanto ao seu....correligionnário, Gilmar Fabris, este, levará uma derrota histórica para asua vida política. AGUARDE E VERÀ

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson cada vez mais admiro a sua coragem só peço-lhe para tomar cuidado para que o senhor julio campos não mande o gilmar fabris para ter uma conversa intimidadora que teve com o maksu-exxxxx,os homens publicos ainda não aprenderam que o coronelismo político esta morto e enterrado,sem discussão com a sociedade e a base partidária não mais se constroi um projeto político,e graças a Deus a cada eleição o povoestá mais seletivo.

  • antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se for realmente verdade, ótimo. Mato Grosso estará melhor representado do que com os nossos atuais deputados federais, que não tem nenhum prestígio na câmara federal.

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...