Últimas

Quarta-Feira, 29 de Outubro de 2008, 10h:44 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

VÁRZEA GRANDE

Júlio perdeu por causa de Maksuês, diz Baiano

Vereador eleito Baiano Pereira (DEM)  O segundo vereador mais votado em Várzea Grande, com 3.816 votos, Baiano Pereira (DEM), irmão do ex-vereador assassinado Valdir Pereira, afirmou em entrevista ao RDNews nesta quarta (29) que Júlio Campos perdeu na disputa para prefeito devido às alianças, principalmente com o deputado Maksuês Leite (PP), até então adversário ferrenho do democrata. "Ele (Júlio) não deveria ter aceitado o apoio do deputado Maksuês Leite (PP)", assegurou o parlamentar eleito. Baiano analisa também a questão da suposta compra de apoio de Maksuês, fato extremamente comentado nas ruas de VG, quando o progressista abriu mão de uma candidatura própria para apoiar Júlio.

   "O povo entendeu que o candidato (Júlio) comprou o apoio. Isso desgastou a imagem dele. Mas não foi isso que aconteceu. Não houve compra de apoio nenhum. Foi uma aliança política", ressalta. Baiano diz ainda que o vídeo utilizado pela coligação de Júlio, no qual o  deputado Wallace Guimarães (DEM) aparece fazendo denúncia contra Murilo foi um dos maiores erros. "O povo de Várzea Grande não é bobo", enfatiza Baiano, que pode enfrentar um mandato tumultuado por causa de processos na Justiça.

   Sobre projetos e propostas que pretende defender como parlamentar a partir de 1º de janeiro, quando toma posse, o vereador, que é policial militar aposentado, afirma que quer a volta da Guarda Municipal nas ruas de Várzea Grande. "O prefeito parece que não é muito fã da Guarda. Então, quero lutar para reativá-la, assim como era na época em que Jayme Campos foi prefeito, porque a situação está feia na área da segurança", diz ele.

   Já quanto às discussões em torno da eleição da nova Mesa Diretora da Câmara, Baiano afirma que apóia a candidatura do vereador reeleito Antônio Cardoso (PR) como presidente. A Câmara hoje está sob Edil Moreira (DEM), que tentou a reeleição sem sucesso. O legislativo várzea-grandense conta com 13 cadeiras de vereador. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • João Antonio Monteiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Marcos Cézar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em primeiro lugar, o que fez o Julio Campos perder as eleições é que o povo de Várzea Grande não quer mais os Campos administrando a cidade, não quer mais ter medo, não quer mais ficar dentro do coxo e nem ser considerado um peão da fazenda deles. Democracia, liberdade vinculado a uma boa administração, é tudo que queremos. Outra coisa é que a guarda municipal na administração do Jaime só sabia multar os carros para angariar recursos para o bolso dele, nunca correram atrás de um bandido, também não é função da guarda municipal. Será que é isso que esse vereador quer que a guarda municipal faça, correr atrás de bandido? Segurança é obrigação do Estado, tem que cobrar o Estado e não o município gastar dinheiro que poderia ser investido em educação para bancar uma guarda municipal.

  • fabio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Angelo Freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • klebinho da axel celular | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    dou toda razao para o baiano foi uma alianca impensavel que o prejudicado foi julio mas sobre
    a administracao do baiano pode ficar tranquilo fui uns dos cordenadores da campanha dele vou cobrar e pode ter serteza que vai ter respaudo projetos o povo pode cobrar estaremos na camara para ouvir os anseios da comunidade trazendos ideias e nos ajudar a administrar vg muito obrigado
    klebinho da axel celular comerciante .

  • Cezario Aschar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Maksuês perdeu porque vendeu sua candidatura para Júlio Campos? Bem feito! Aliás, a família Campos aos poucos vai desaparecendo do cenário político mato-grossense. Chega desses caciques oligárquicos.

  • jonas melo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos parar com essa de que o povo escolheu o povo elegeu...Todos sabemos que as campanhas foram milionárias,ganhou quem jogou mais dinheiro ao povão. E o Baiano Pereira foi um dos candidatos que mais gastou na sua campanha. cabe a ele explicar de onde saiu tanto dinheiro. Baiano Pereira responde a processo de homicidio em Cuiabá por ter matado Ildeo o segurançca do Valdir Piran no Santa Isabel. Deve também explicar como um sujeito em perfeita saúde consegue aposentar por invalidez na PMMT.

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CONCORDO COM VOCÊ BAIANO

  • nilson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    dizem que voce e bravo em sr baiano?
    espero que o seu mandato seja pautado na harmonia
    o povo de vg tem ficar de olho nos seus candidatos eleitos

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...