Últimas

Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2007, 12h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Justiça anula lei que reduziu área do Cristalino

     As dimensões dos parques Cristalino 1 e 2, entre Alta Floresta e Novo Mundo (nortão), não serão mais reduzidas em 27 mil hectares (14% do total). Foi o que decidiu o juiz José Zuquim Nogueira, da Vara Especializada do Meio Ambiente, ao deferir liminar à ação civil pública impetrada pelos promotores Domingos Sávio de Barros Arruda e Ana Luiza Peterlini. Com essa decisão, a Justiça suspende os efeitos do polêmico projeto aprovado pela Assembléia e depois promulgado e transformado em lei pelo próprio legislativo no final do ano passado. Agora, com a nulidade da Lei 8.616, o parque volta a seu tamanho original.

     O promotor de Justiça Domingos Sávio explica que ingressou com a ação civil pública na última segunda-feira, junto com a colega Ana Luiza, por entender que a lei que reduziu o tamanho do Cristalino se equipara a ato administrativo, pois teve efeito concreto (imediato) e não genérico.

      O juiz Zuquim abre seu despacho com uma frase de Charlie Chaplin: "Continuo sendo apenas uma coisa: um palhaço. E isso me coloca em plano muito superior ao de qualquer político". Em outro trecho, o magistrado critica a decisão dos deputados: "Lamentavelmente, é forçoso concluir que os senhores deputados, representantes do povo, que receberam com o voto uma ‘procuração’ para defenderem os interesses da coletividade, estejam andando na contramão de direção destes interesses, pois, em detrimento da sociedade, estão privilegiando uma minoria de indivíduos, sem qualquer justificativa convincente, o que nos leva à conclusão que, indubitavelmente, agiram contrário ao interesse público".

     Além de conceder liminar suspendendo os efeitos da lei, Zuquim também acata pedido do MPE no sentido de determinar que fiscais da secretaria estadual do Meio Ambiente da unidade de conservação do Cristalino impeçam atividades nos limites da área que estavam assegurados pela lei sancionada pela AL. A Sema tem 10 dias de prazo para deslocar fiscais para a região.

    A novela do Parque Estadual Cristalino já dura cinco anos. Um decreto criou, em 2000, o parque 1, com uma área de 118 mil hectares. O outro, Cristalino 2, delimitado em 2001, tem 66,9 mil hectares.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

Até Galvan quer o Senado pelo agro

antonio galvan 400 curtinha   A eleição suplementar ao Senado para início de 2020 começa a despertar interesse de diferentes setores. Só dos chamados representantes do agronegócio são pelo menos quatro possíveis candidatos. Até Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja Mato...

Sem elo com a servidora denunciante

abilio 400 curtinha   Sob investigação da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá por causa de reincidentes casos de quebra de decoro, Abílio Brunini (foto), em nota, contesta o colega Juca do Guaraná, que divulgou imagens e afirmou que o vereador do PSC esteve no Hospital São Benedito e...

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.