Últimas

Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2007, 12h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Justiça anula lei que reduziu área do Cristalino

     As dimensões dos parques Cristalino 1 e 2, entre Alta Floresta e Novo Mundo (nortão), não serão mais reduzidas em 27 mil hectares (14% do total). Foi o que decidiu o juiz José Zuquim Nogueira, da Vara Especializada do Meio Ambiente, ao deferir liminar à ação civil pública impetrada pelos promotores Domingos Sávio de Barros Arruda e Ana Luiza Peterlini. Com essa decisão, a Justiça suspende os efeitos do polêmico projeto aprovado pela Assembléia e depois promulgado e transformado em lei pelo próprio legislativo no final do ano passado. Agora, com a nulidade da Lei 8.616, o parque volta a seu tamanho original.

     O promotor de Justiça Domingos Sávio explica que ingressou com a ação civil pública na última segunda-feira, junto com a colega Ana Luiza, por entender que a lei que reduziu o tamanho do Cristalino se equipara a ato administrativo, pois teve efeito concreto (imediato) e não genérico.

      O juiz Zuquim abre seu despacho com uma frase de Charlie Chaplin: "Continuo sendo apenas uma coisa: um palhaço. E isso me coloca em plano muito superior ao de qualquer político". Em outro trecho, o magistrado critica a decisão dos deputados: "Lamentavelmente, é forçoso concluir que os senhores deputados, representantes do povo, que receberam com o voto uma ‘procuração’ para defenderem os interesses da coletividade, estejam andando na contramão de direção destes interesses, pois, em detrimento da sociedade, estão privilegiando uma minoria de indivíduos, sem qualquer justificativa convincente, o que nos leva à conclusão que, indubitavelmente, agiram contrário ao interesse público".

     Além de conceder liminar suspendendo os efeitos da lei, Zuquim também acata pedido do MPE no sentido de determinar que fiscais da secretaria estadual do Meio Ambiente da unidade de conservação do Cristalino impeçam atividades nos limites da área que estavam assegurados pela lei sancionada pela AL. A Sema tem 10 dias de prazo para deslocar fiscais para a região.

    A novela do Parque Estadual Cristalino já dura cinco anos. Um decreto criou, em 2000, o parque 1, com uma área de 118 mil hectares. O outro, Cristalino 2, delimitado em 2001, tem 66,9 mil hectares.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

MAIS LIDAS