Últimas

Sexta-Feira, 05 de Junho de 2009, 23h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

SANGUESSUGAS

Justiça condena 5 denunciados na máfia das ambulâncias

   Após três anos que a Polícia Federal deflagrou a Operação Sanguessuga, a Justiça Federal de Mato Grosso condenou as cinco primeiras pessoas envolvidas no escândalo que ganhou repercussão nacional com o nome "máfia das ambulâncias". Ao todo cerca de 200 pessoas foram citadas no relatório do Ministério Público Federal, entre elas servidores, empresários e 80 parlamentares. A ação desarticulou grupo que realizava fraudes em licitação para aquisição de ambulâncias e equipamentos hospitalares com valores superfaturados por meio de emendas parlamentares e com direito à propina.

   Na sentença, a Justiça condenou Maria Estela da Silva, ex-funcionária dos irmãos Vedoin; Bento José de Alencar, contador; Tereza Norma Rolim Félix, ex-assessora parlamentar; e os empresários Aristóteles Gomes Leal Neto e Manoel Vilela de Medeiros. Detalhes: todos foram beneficiados com a conversão da pena de um a quatro anos de prisão para prestação de serviços e multas. Todas as sentenças são passíveis de recurso.

   O esquema central era na empresa Planam, de propriedade de Luiz Antônio e Darci Vedoin, situada no Distrito Industrial, em Cuiabá. Os empresários eram beneficiados de maneira que pudessem vencer as licitações e efetuar as vendas das ambulâncias para os municípios com o preço bem acima da média estabelecida no mercado. Conforme a denúncia do MPF, o dinheiro que, em tese "sobrava", era repartido entre os envolvidos na organização criminosa.
  
   Da bancada mato-grossense, tiveram o nome envolvido no esquema de corrupção os deputados Pedro Henry (PP), Wellington Fagundes (PR) e Carlos Bezerra (PMDB), que recentemente teve o seu processo arquivado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Também foram alvo de investigação a senadora Serys Marly (PT), cujo processo foi arquivado, e os ex-deputados Lino Rossi (PP) e Celcita Pinheiro (DEM). 

  • Clique aqui e saiba mais em reportagem da Folha de S. Paulo

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • jean bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Juca do Dom Auino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS