Últimas

Sexta-Feira, 13 de Junho de 2008, 19h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Justiça ordena apreensão de calendários de vereador

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO
JUSTIÇA ELEITORAL
37ª ZONA ELEITORAL DE MATO GROSSO
Autos nº 176/2008 – REPRESENTAÇÃO/PROPAGANDA ELEITORAL
Representante: Ministério Público Eleitoral
Representado: Marcos Fabrício Nunes dos Santos

Vistos.

Trata-se de Representação por propaganda eleitoral extemporânea ofertada pelo Ministério Público Eleitoral, através do Promotor Eleitoral João Augusto Veras Gadelha, em desfavor de Marcos Fabrício Nunes dos Santos.

Alega, em síntese, o Parquet Eleitoral que possui legitimidade para a propositura da Representação; que o Representado vem realizando propaganda eleitoral antes do período pemitido; que tal propaganda vem sendo realizada através da distribuição de calendários , onde se veicula a imagem de Marcos Fabrício Nunes dos Santos e dizeres que configurariam propaganda eleitoral implícita. Requereu, por fim, o Ministério Público Eleitoral a concessão de liminar a fim de que a propaganda eleitoral cesse no prazo de 24 horas, bem como a busca e apreensão dos calendários e a notificação do Representado para que apresente defesa e a aplicação de multa ao Sr. Marcos Fabrício Nunes dos Santos em seu grau máximo.

É o Relatório.

DECIDO.

Primeiramente, é de se afirmar a legitimidade do Ministério Público Eleitoral em ajuizar Representação prevista na Lei 9504/97, conforme o disposto no artigo 2º, da Resolução TSE nº 22.624.

Ultrapassada essa questão é de se analisar o pedido de liminar, sob a ótica do artigo 798 do Codex Processual e do poder geral de cautela conferido aos magistrados.

O perigo na demora e a aparência do bom direito devem ser levados em conta na apreciação do pleito liminar, a fim de que o resultado útil do processo seja resguardado.

Vislumbro, portanto, que a fim de assegurar a igualdade entre os candidatos ao pleito futuro e evitar que se realize propaganda eleitoral antes do prazo estipulado na norma vigente, a liminar deve ser concedida, ante o perigo na demora e os indícios oferecidos pelo Ministério Público Eleitoral de que a lei, no caso, milita a seu favor.

A igualdade de condições entre os concorrentes deve ser mantida e há sinais de que o Vereador se utiliza da distribuição de material gráfico para massificar seu nome junto ao eleitorado. Tal ação está em desacordo com a Lei 9.504/97 comprometendo a paridade de "armas" que deve existir entre os futuros candidatos.

É de se afirmar, também, que as Cortes Eleitorais Nacionais coíbem a prática relatada na preambular, se não vejamos:

Procedência. Preliminar de nulidade do processo por cerceamento de defesa. Rejeitada. O rito do art. 96 da Lei 9.504, de 1997 é célere, não cabendo dilação probatória, que somente em casos excepcionais é possível. Desnecessidade de oitiva de testemunhas. Os elementos dos autos foram suficientes para o convencimento. Mérito. Calendário. Divulgação de imagem, nome e dizeres anunciando o nascimento de uma nova era. Propósito de fazer marketing eleitoral. Intenção de influenciar a opinião do eleitor. Quebra da isonomia entre candidatos. Propaganda eleitoral extemporânea. Caracterização. Art. 36 da Lei n.º 9.504, de 1997, c/c art. 3º, § 4º, da Resolução 21.610/2004- Recurso Eleitoral. Representação Propaganda eleitoral extemporânea .TSE.

Recurso a que se nega provimento.

(TRE – MG, RE 2165, Rel.: Marcelo Guimarâes Rodrigues, Data: 28/04/2005, Data da Publicação: DJMG - Diário do Judiciário-Minas Gerais, Data 02/08/2005, Página 98)

RECURSO. REPRESENTAÇÃO. PROPAGANDA ELEITORAL EXTEMPORÂNEA. CALENDÁRIO COM FOTO DO PRÉ-CANDIDATO. PRÉVIO CONHECIMENTO DO BENEFICIÁRIO. CAPACIDADE INFLUIR NA CONVICÇÃO DO ELEITOR. CONHECIMENTO E PROVIMENTO DO RECURSO.

A distribuição de calendários em ano eleitoral, nos quais a foto do pré-candidato está em primeiro plano, configura propaganda eleitoral dissimulada, com o claro objetivo de fixar a imagem pessoal perante o eleitorado.

(TRE – PA, RO 890, Rel. designado: José Maria Teixeira do Rosário, Data: 26/09/2006, Data do Julgamento: SESSAO - Publicado em Sessão, Volume 11h52, Data 26/09/2006)

Isso Posto, DETERMINO que o Representado seja notificado para que cesse, no prazo de 24 horas, a confecção e/ou distribuição do calendário constante dos autos em apenso, bem como seja notificado para apresentar defesa no prazo de 48 horas, nos termos do artigo 6º, §1º , da Resolução TSE nº 22.624.

DETERMINO, também, que se expeça mandado de busca e apreensão a ser cumprido no Gabinete do Representado na Câmara Municipal de Cuiabá e em seu escritório político a fim de localizar e apreender calendários iguais ao constante no apenso destes autos, podendo o Oficial de Justiça requisitar a força policial se necessário ao atendimento desta ordem.

NOTIFIQUE-SE desta decisão o Promotor Eleitoral João Augusto Veras Gadelha.

PUBLIQUE-SE.
CUMPRA-SE.
Cuiabá, 13 de junho de 2008.
Rondon Bassil Dower Filho
Juiz da 37ª Zona Eleitoral

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...