Últimas

Sexta-Feira, 24 de Agosto de 2007, 02h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

COMUNICAÇÃO

Keka passa a conduzir Sindicato dos Jornalistas

  A jornalista Keka Werneck, repórter do jornal Folha do Estado, será eleita na próxima terça (28) a nova presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso (Sindjor). Ela encabeça a chapa única batizada de "Não Abandonem o Gilmar", uma alusão ao funcionário-símbolo mais presente hoje do sindicato. Ele atua como cobrador, visita diariamente as redações para recolher mensalidades, entregar informes e promover integração. Keka vai suceder o jornalista Jonas Silva, editor de A Gazeta. Já passaram pelo comando do Sindjor jornalistas como Regina Deliberai, João Bosco, Fábio Carvalho, Antonio Perez e Rodrigo Vargas.

    A eleição do dia 28 será das 8h às 17h na sede do sindicato, à avenida Presidente Marques. A posse será marcada posteriormente. A principal luta da chapa é pela "revalorização" dos profissionais de jornalismo, considerando que há desvalorização do piso salarial pago à categoria, com a ampliação da reserva de mão-de-obra, a partir da multiplicação dos cursos de Jornalismo e de Rádio e TV nas faculdades de Mato Grosso. Há uma série de propostas, como da retomada do espaço sindical, construção da sede própria, salários dignos e em dia e cumprimento da tabela de valores do sindicato.

    Keka é uma jornalista experiente. Hoje atual na Folha do Estado, mas já passou por outras principais redações da Capital. Em A Gazeta, por exemplo, foi editora de Cidades. Ela conseguiu montar uma chapa que mescla jovens estudantes com veteranos do jornalismo, como Nelson Severino, Eduardo Ricci, João Negrão e Enock Cavalcanti. As mulheres, que hoje detêm a grande força na categoria, estão presentes na chapa, entre elas Márcia Raquel (secretária-geral) e Alcione dos Anjos (tesoureira).

    Clique aqui e confira a chapa completa e a proposta de trabalho.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Alcione | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Obrigada Romilson, pelo espaço.
    Mas, devo alertar que ainda não houve a eleição e que é muito importante que os sindicalizados compareçam ao sindicato para votar. A votação ocorre das 07h00 as 22h00 do dia 28 de agosto, sem fechamento para almoço. Então quem não puder durante o expediente normal de trabalho pode passar antes (as 7h00), usar o horario do almoço (12h00) e depois do expediente (18h). Jornalistas uni-vós!!!

    PS>> quem quiser mais informações pode acessar o blog da chapa:www.chapagilmar.blogspot.com Nesse sábado há um encontro na casa da Maricelli....

  • Lane Costa - Professora/ Pres. do SINTRA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao combativo Sindicato dos Jornalistas pelo processo democrático de renovação de sua diretoria.

    Parabéns, também, pela preocupação em contemplar maior participação das mulheres na sua composição. Este é um aspecto relevante e que por si só já demonstra o quão avançada se propõe a ser a nova gestão.

    Parabéns a Keka e todos e todas componentes da futura gestão.

  • Ana Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho a Jornalista Keka uma brilhante profissional. Tem um texto claro e preciso. Muito bom mesmo.
    Mas temo-a como representante de classe. Pois, acho que não se pode, num país como o Brasil, com todas as suas nuances, tratar as questões de emprego, de maneira tão Marxista. Hoje, patrões e empregados devem andar juntos, com os mesmos objetivos e sem visão comunista e de exploração. Espero que ela reflita a sociedade atual de cooperação e que seja feliz na gestão.

  • Gibran Luis Lachowski | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha só... acho que Keka tem na mente e no coração que o que pega na nossa sociedade, e muito, é a luta de classes, sim, entre exploradores e explorados. Então, achar que patrão e trabalhador podem andar juntos, realmente de mãos dadas, é até meio ficção. Há mãos dadas, sim, mas geramente o patrão passa a perna no trabalhador logo à frente. risos

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...