Últimas

Quarta-Feira, 27 de Agosto de 2008, 10h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CÁCERES

Kishi critica pesquisa que aponta Henry na frente

    O deputado Wilson Kishi (PDT), que disputa o pleito em Cáceres como vice de Túlio Fontes (DEM), candidato a prefeito, foi à tribuna da AL nesta quarta (27) para questionar a pesquisa de intenções de voto feita pelo Instituto de Pesquisa do Centro Oeste (IPEC), a qual aponta a liderança do atual prefeito Ricardo Henry (PP), que tenta a reeleição neste ano com o apoio do irmão, deputado federal Pedro Henry, também do PP. Kishi alega que a divulgação dessas pesquisas influenciam os eleitores de forma errônea.

   "Isso direciona o eleitorado a cometer erros e coloca em dúvida a credibilidade do jornal Diário de Cuiabá", diz o parlamentar ao se referir a publicação da amostragem pela imprensa local. Kishi, que deixou a cadeira de vereador por Cáceres para assumir a vaga da AL como primeiro-suplente do deputado licenciado Otaviano Pivetta (PDT), sempre foi opositor ferrenho dos irmãos Henry. (Pollyana Araújo)

(10h49) - Vilma deixa AL para se dedicar à campanha

   A deputada Vilma Moreira (PSB), que há 2 meses assumiu a vaga do deputado licenciado Chico Galindo (PTB), se despediu dos colegas parlamentares na sessão desta quarta. Deixa a AL para se dedicar à campanha de vereadora por Rondonópolis. Em maio, a socialista renunciou a cadeira de vereadora em troca da vaga na Assembléia. Agora, se vê obrigada a ir para às ruas pedir voto. "Vou sair para abraçar a minha campanha de vereadora", disse. Durante esse período que esteve no cargo, Vilma se mostrou uma religiosa praticante. Tanto que agora, em sua despedida, fez várias referências e agradecimentos aos movimentos religiosos de Rondonópolis. "Recebi inúmeras ligações de padres, que me ligaram para parabenizar o nosso trabalho". Também agradeceu os Vicentinos.

(11h12) - Branquinho toma posse no lugar de Vilma

    O 2º suplente da Coligação Unidade Ética por Mato Grosso, Manoel José da Silva (PSB), o Branquinho, será empossado deputado na sessão noturna da AL desta quarta em substituição à Vilma Moreira. Deve ficar por dois meses no cargo até que expire a licença do titular Galindo, que concorre a vice do atual prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), candidato à reeleição. Branquinho é da região Araguaia, que já tem o deputado Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), como representante no legislativo mato-grossense. O socialista teve 4.898 votos na eleição passada. Sua coligação, composta por 8 siglas (PTB, PTN, PAN, PRTB, PMN, PTC, PSB e PV), elegeu somente Chico Galindo.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Alfredo Sampaio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Gostaria de esclarecer o sumiço do jornal diário de Cuiaba em Caceres. Simplesmente compraram toda as unidades destinadas ao município, e foi executad pelo mesmo deputado que se diz alarmado com a pesquisa. É precisso saber respeitar o direito de informação dos cidadões.

  • Wladimir Colman | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não tem essa do kishi sempre ter cido opositor dos HENRY, pelo contrario por muito tempo eles andaram juntos.
    Agora o que não da é tamanho descaso com a cidade, manipulação da imprensa e ainda a tentativa dos HENRY em extinguir qualquer tipo de oposição.
    VIVEMOS EM UMA DEMOCRACIA!!!!!!!!!!!

  • JOAO ALBERT | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson,

    Informa ao nobre parlamentar que a funçao dos institutos de pesquisa se limita apenas a entrevistar os eleitores de um determinado municipio para saber em quem os mesmos pretendem votar.

    O processo eleitoral é dinâmico. O cenário muda conforme as estratégias usadas pelos candidatos. Não adianta o político ficar trabalhando com números defasados, por que
    a pesquisa retrata o momento (um corte no tempo).

    Por que o nobre parlamentar não reclamou do instituto quando a sua chapa estava na frente em pesquisas feitas pelo próprio IPEC???

    Se o quadro eleitoral não mudasse não seria necessário fazer pesquisas.

    Entendido???

  • João dos Anzóis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como explicar que a edição do Diário de Cuibá que trazia essa pesquisa não circulou na cidade de Cáceres naquele dia, nem para os assinantes???

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Assembléia virou um balcão de negocio resta saber se os titulares continuam a receber, alguem precisa abrir esta caixa preta, são R$ 15 milhões por mes de duodecimo e a sociedade não sabe como é gasto.

  • Ronan Jackson Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Branquinho!!! Sua excelência ilustre desconhecido...Seria de rir se não fosse trágico... e Nós os chamados cidadão contribuintes pagando a conta destes absurdos..Estou branquinho de indignação!!

  • paulo roberto de oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de saber se o Dep. Galindo, homem de posses(dinheiro mesmo) recebe da Assembléia ao ceder sua vaga(ou
    nossa, pois somos donos do mandato) de deputado. Mas par-
    cularmente, sem ser puxa saco, acredito que não recebe nada da Assembléia, tem cara de ser uma pessoa idonea, né
    Dep. Galindo ou estou errado......

  • Rafael | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ricardo Henry é o melhor prefeito de Caceres,tem respaldo de Blairo e Lula.

    Hoje,o PP esta dividido.A ala de Pedro Henry,que apoia Pagot,Blairo,Lula e Dilma.E a ala de Riva que apoia Jayme e é oposiçao a Blairo,Dilma,Lula e Pagot.

    Nao podemos eleger Tulio Fontes Prefeito em Caceres.Ele ja foi prefeito e a gestao dele foi ruim,com muitos escandalos.Por isso,perdeu a reeleiçao em 2004.E é do DEM,partido de Jayme,que faz oposiçao ferrenha a Lula.Ou seja,Caceres,nao conseguiria verbas suficientes,pois nao teria um dialogo do municipio com a Uniao.

    Por isso,desejo a reeleiçao de Henry,pro progresso de Caceres continuar.Alias,inumeros candidatos do PT e DEM em Caceres,andam pedindo votos a Ricardo Henry....

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...