Últimas

Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2009, 18h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

BACIA DO ALTO PARAGUAI

Ladeia critica veto à expansão do cultivo da cana em MT

   O prefeito de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia (PR), criticou nesta sexta (11) a decisão do presidente Lula (PT) de lançar em 17 de setembro o projeto que veta a expansão do cultivo da cana-de-açúcar na bacia do Alto Paraguai, no entorno do Pantanal mato-grossense. “Precisamos entender o que significa isso, o que está acontecendo em Brasília, pois não podemos pagar por um crime que não cometemos. Tangará da Serra tem 52% de sua área como reserva indígena e quase 30% de área preservada. Então não podemos ser penalizados”, defendeu. 

   A proposta de zoneamento da cana, que ainda será apreciada no Congresso Nacional, proíbe a concessão de licenciamento para novas áreas de cultivo, bem como a autorização de novas usinas pelo Ministério da Agricultura. Lula quer cumprir o compromisso assumido com a União Européia, em 2007, de que o biocombustível brasileiro não vai aumentar o desmatamento nem provocará queda na produção de alimento.

   Na avaliação de Ladeia, Tangará da Serra terá prejuízo com a ausência dos investimentos previstos para a construção de duas usinas. Ele explica que os produtores investiram pesado nos projetos. O vice-presidente da Famato, Normando Corral, também defende o setor sucroalcooleiro.

Vice-presidene da Famato, Normando Corral   Segundo ele, a aprovação da proposta de Lula vai engessar 80% da maior região produtora de cana do Estado. “Ao contrário de outros Estados que aumentaram a produção, segundo cálculos da Conab, Mato Grosso teve redução de 4%. Isso é fruto das restrições impostas quase que exclusivamente ao produtor mato-grossense, que se encontra sem incentivos e ainda com vários empecilhos para produzir”, afirma.

   De acordo com Corral, o anúncio oficial do zoneamento vai comprometer a liberação de recursos para o setor. “A sociedade mato-grossense, não só do setor produtivo, tem que se mobilizar para que isso não aconteça, pois temos a melhor linha de produção de etanol do Brasil”, disse.

   No entorno do Pantanal mato-grossense, funcionam cinco usinas: Cooperb, em Lambari D´Oeste; Cooperb II, em Mirassol D´Oeste; Itamarati, em Nova Olímpia; e Mato Grosso Barrálcool, em Barra do Bugres. Elas foram instaladas até o início dos anos 1980, antes de uma resolução do Conama vetar novos empreendimentos na região. A bacia dispõe de 56 mil km2 aptos ao cultivo da cana, apesar de abrigar também as nascentes dos rios que deságuam no Pantanal. Do território sul-mato-grossense há uma usina na abrangência da bacia do Alto Paraguai. Trata-se da Sonora Estância, em Sonora.

   Pela proposta de Lula, elas continuarão em funcionamento, mas novos empreendimentos estão vetados. Apesar disso, a proposta do presidente também deve provocar nova reação dos ambientalistas. Comandados pelo ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, eles alegam que o cultivo da cana na área onde funcionam as cinco usinas pode contaminar o Pantanal. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Gustavo Guerreiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho como presidente ...Wilson Santos e cia..
    Jose Antonio Rosa, Anildo Lima Barros, Carlos Avlone, Jorge Pires Miranda e Ana Virginia ai é um timer perfeito ...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.