Últimas

Quinta-Feira, 06 de Setembro de 2007, 20h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

PESAR

Lepesteur seria executado em 2002 por R$ 40 mil

    (Atualização às 21h) O corpo do coronel aposentado Frederico Carlos  Lepesteur será enterrado neste sábado às 17h. Está sendo velado na Funerária e Capelas Jardins, em Cuiabá. Ele morreu, aos 56 anos, vítima de câncer - clique aqui é leia mais.

   Lepesteur acumulou, ao longo de sua vida, muitos processos e inimizades. Era polêmico e linha dura. Seu sustentáculo de poder num Estado paralelo começou a perder força quando foi destaque numa reportagem do Fantástico, da Rede Globo. Foi acusado de envolvimento num assassinato no Rio. Depois veio à tona a ligação com o comendador Arcanjo.

   Em 2002, o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) descobriu que o coronel aposentado seria morto pelo cabo PM Hércules Agostinho e o ex-soldado Célio Alves. A morte de Lepesteur custaria R$ 40 mil. As revelações ao Gaeco foram feitas pelo próprio Hércules. Lepesteur seria morto como queima de arquivo em razão dos trabalhos que teria prestado ao "comendador" João Arcanjo Ribeiro, que cumpre pena por vários crimes. Lepesteur sabia demais e, segundo o Gaeco, Arcanjo queria eliminá-lo.

    O coronel só não foi assassinado à época por causa da Operação Arca de Noé, desencadeada em 5 de dezembro de 2002. Lepesteur foi uma das pessoas presas. O valor do assassinato já teria, inclusive, sido acertado entre Célio, Hércules e Arcanjo. Segundo o Gaeco, a idéia de mandar executar o coronel como queima de arquivo é um procedimento padrão das máfias asiática, espanhola, italiana e americana.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS