Últimas

Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Lessa prega Justiça mais célere e acessível

Desembargador presidência do TJ em 1º de março    

    O desembargador Paulo Inácio Dias Lessa assume a presidência do Tribunal de Justiça em 1º de março, às 20h, em solenidade no Hotel Fazenda Mato Grosso. Ele passa a comandar um Judiciário com 228 juizes e 30 desembargadores. Está determinado a tornar a Justiça mais acessível e célere. Duas expressões serão a tônica de seu discurso de posse: acessibilidade e efetividade.

    Lessa retorna de viagem esta semana para concluir o projeto de ações a serem executadas nos dois anos de mandato. Pretende implementar, por exemplo, uma nova política de comunicação e tornar o Judiciário mais transparente. Com respostas satisfatórias à sociedade, mesmo diante da grande carga processual, entende que mudará conceitos e apagará imagem negativa do Tribunal, imposta pelas acusações feitas ainda em 1999 pelo juiz assassinado Leopoldino Marques do Amaral, entre elas de nepotismo, de venda de sentença e de fraudes em concurso público.

    Paulo Lessa, que assumirá a cadeira de José Jurandir de Lima, foi eleito em novembro do ano passado. Além dele, farão parte da nova diretoria os desembargadores Rubens de Oliveira (vice-presidência) e Orlando de Almeida Perri (corregedoria-geral). Lessa foi promovido a desembargador em 92. Já atuou como corregedor-geral do TJ (1999/2000) e presidiu o TRE de 2005 até abril do ano passado.

     O Tribunal gasta quase R$ 250 milhões por ano com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. Esse montante está dentro do limite de 6% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal sobre despesas com pessoal.

     O Judiciário detém uma grande estrutura. No seu organograma estão o Tribunal Pleno, Conselho da Magistratura, Procuradoria-Geral de Justiça, Presidência e Vice e a Corregedoria-Geral, 1ª, 2ª e 3ª Câmaras Cíveis Reunidas e 1ª e 2ª Câmaras Criminais Reunidas, Comissões Temporárias e Permanentes, Diretoria-Geral e Subdiretoria, Escola Superior da Magistratura, Gabinete de Desembargadores e Coordenadoria de Planejamento. Integram ainda a estrutura seis supervisões (administrativa, judiciária, recursos humanos, financeira, corregedoria e informátiva) e 14 departamentos (administrativo, protocolo, material e patrimônio, gráfico, pagamento e pessoal, recursos humanos, cadastro de pagamento de magistrados, financeiro, Funajuris, judiciário-administrativo, orientação e fiscalização, apoio ao julgamento e judiciário-auxiliar), além do ambulatório médico e odontológico.

Quem são os 30 desembargadores do TJ/MT

Ernani Vieira de Souza

Benedito Pereira do Nascimento

Shelma Lombardi de Kato

Licínio Carpinelli Sfetani

Leônidas Duarte Monte

José Ferreira Leite

José Jurandir de Lima

Paulo Inácio Dias Lessa

Munir Feguri

Antônio Bitar Filho

José Tadeu Cury

Mariano Alonso Ribeiro Travassos

Orlando de Almeida Perri

Jurandir Florêncio de Castilho

Rubens de Oliveira Santos

Manoel Ornellas de Almeida

Donato Fortunato Ojeda

Paulo da Cunha

José Silvério

Omar Rodrigues de Almeida

Díocles de Figueiredo

José Luiz de Carvalho

Sebastião de Moraes Filho

Juracy Persiani

Evandro Stábile

Márcio Vidal

Rui Ramos Ribeiro

Guiomar Teodoro Borges

Maria Helena Povoas

Juvenal Pereira da Silva

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.