Últimas

Quinta-Feira, 08 de Março de 2007, 08h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Lessa quer mais produtividade e transparência

 O novo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Lessa, está disposto a fazer uma gestão de rupturas, conforme anunciou no discurso de posse. Mesmo à frente de um Judiciário conservador e fechado, ele vai orientar a todos os magistrados no sentido de abrir as portas dos fóruns em Cuiabá e no interior para a imprensa e à sociedade em geral. Decidiu ampliar a estrutura da área de comuncação, com a contratação de 15 jornalistas para divulgar o trabalho do Judiciário.

    Paulo Lessa promete transparência em todas as ações. Na posse, o novo presidente chamou os colegas magistrados à reflexão e avisou também que está pronto para o debate sobre qualquer tema, até mesmo os considerados espinhosos para o Judiciário, como nepotismo, supersalários e processos contra magistrados. O presidente do TJ admite que a Justiça é lenta e que juizes e desembargadores atuam em meio a uma excessiva carga processual. Mesmo assim, prega mais produtividade.

    Paulo Lessa disse que vai debater com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) assuntos como custas judiciais e o horário de expediente no âmbito do Poder Judiciário. Sob Francisco Faiad, a OAB/MT reclama do aumento em até 150% das taxas judiciárias e defende que o expediente seja de ao menos oito horas, ao invés de meio-período, como o adotado hoje.

     Estrutura

    Com 30 desembargadores e 228 juizes, o Tribunal de Justiça conta com um orçamento anual de aproximadamente R$ 270 milhões, fora os recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta cerca de R$ 250 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários, dentro do limite de 6% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal sobre despesas com pessoal.

    Dos 141 municípios, há comarcas instaladas em 79. A diretoria do TJ/MT assegura que ainda há deficiência no quadro de pessoal, que não consegue atender a demanda, principalmente no interior. Não fosse as parcerias com muitas prefeituras, que cedem servidores para os fóruns, as comarcas estariam enfrentando mais problemas ainda.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

Contrariando estatística do governador

silvano amaral 400 curtinha   Mais um secretário de Estado contraria a estatística do governador Mauro, que no ano passado se orgulhou de anunciar que nenhum dos integrantes do primeiro escalão respondia por condenação judicial. O emedebista Silvano Amaral (foto), ex-deputado, ex-secretário de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.