Últimas

Quinta-Feira, 08 de Março de 2007, 08h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Lessa quer mais produtividade e transparência

 O novo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Lessa, está disposto a fazer uma gestão de rupturas, conforme anunciou no discurso de posse. Mesmo à frente de um Judiciário conservador e fechado, ele vai orientar a todos os magistrados no sentido de abrir as portas dos fóruns em Cuiabá e no interior para a imprensa e à sociedade em geral. Decidiu ampliar a estrutura da área de comuncação, com a contratação de 15 jornalistas para divulgar o trabalho do Judiciário.

    Paulo Lessa promete transparência em todas as ações. Na posse, o novo presidente chamou os colegas magistrados à reflexão e avisou também que está pronto para o debate sobre qualquer tema, até mesmo os considerados espinhosos para o Judiciário, como nepotismo, supersalários e processos contra magistrados. O presidente do TJ admite que a Justiça é lenta e que juizes e desembargadores atuam em meio a uma excessiva carga processual. Mesmo assim, prega mais produtividade.

    Paulo Lessa disse que vai debater com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) assuntos como custas judiciais e o horário de expediente no âmbito do Poder Judiciário. Sob Francisco Faiad, a OAB/MT reclama do aumento em até 150% das taxas judiciárias e defende que o expediente seja de ao menos oito horas, ao invés de meio-período, como o adotado hoje.

     Estrutura

    Com 30 desembargadores e 228 juizes, o Tribunal de Justiça conta com um orçamento anual de aproximadamente R$ 270 milhões, fora os recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta cerca de R$ 250 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários, dentro do limite de 6% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal sobre despesas com pessoal.

    Dos 141 municípios, há comarcas instaladas em 79. A diretoria do TJ/MT assegura que ainda há deficiência no quadro de pessoal, que não consegue atender a demanda, principalmente no interior. Não fosse as parcerias com muitas prefeituras, que cedem servidores para os fóruns, as comarcas estariam enfrentando mais problemas ainda.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.